Hipertensão e atividade física

de Flávio Soares

 

Segundo a SBH (Sociedade Brasileira de Hipertensão), a Hipertensão é ter a pressão arterial, sistematicamente, igual ou maior que 14 por 9. Ela é uma doença silenciosa, que pode causar sérios danos à saúde. A pressão alta ataca os vasos sanguíneos, coração, rins e cérebro aumentando o risco de infarto, insuficiência cardíaca e AVC (Acidente Vascular Cerebral).
Alguns dos seus sintomas são dor de cabeça, falta de ar, visão borrada, tontura e dores no peito. E seu surgimento se dá por alguns fatores tais como: histórico familiar de pais hipertensos – seus filhos têm um risco 30% maior de ter pressão alta -; idade a partir dos 60 anos de idade, quando as artérias perdem a flexibilidade; etnia, pois a doença é mais prevalente na população negra e asiática; obesidade; poluição; estresse; sono irregular; menopausa, pois a queda dos hormônios femininos danifica as artérias. Excesso de bebida alcoólica, tabagismo, alto consumo de sal, sedentarismo, diabetes, doenças renais, apneia do sono e hipertireoidismo também são fatores que infuem.
O melhor jeito de prevenir é dando um basta no sedentarismo, criar hábitos de vida saudáveis, como praticar atividade física. Não importa o que você venha a fazer, pode correr, nadar, dançar e muitas outras. De preferência opte pelas atividades aeróbicas, pois estas induzem a liberação do óxido nítrico, substância vasodilatadora. Com as artérias relaxadas, a tendência é a pressão se manter mais baixa.
E, claro adote uma dieta rica em frutas e cereais integrais. Assim, estará diminuindo o sódio e aumentando o potássio, magnésio e cálcio, Esses três últimos nutrientes citados são indispensáveis para quem precisa baixar a pressão.
Evite o alto consumo de sal ele é o mineral importante para o organismo e não deve ser totalmente eliminado, mas o saleiro não deve ser usado durante as refeições. Seja consciente e viva melhor.

Foto: Pixabay

Flávio Soares, educador físico, especializado em Neurociências pedagógicas e Psicopedagogia

EDITORIAS