Passageiro do Futuro: projeto para melhorar a vida de jovens e da comunidade

Da Redação

A demanda por profissionais qualificados nas artes cênicas inspirou a atriz e produtora Juliana Teixeira a criar, em 2001, o projeto itinerante Passageiro do Futuro, que vai muito além da instrução técnica e artística para jovens de baixa renda. Em seis meses de aulas, 50 alunos participam de oficinas de capacitação e recebem orientação e acompanhamento da equipe formada por profissionais do mercado e assistentes sociais. O bom desempenho escolar e a participação da família são fundamentais para o sucesso do projeto.

Há 18 anos o Passageiro do Futuro vem apostando na formação de qualidade em áreas técnicas das artes, apresentando opções para a atuação em um crescente mercado de trabalho. Com formato itinerante, o projeto permanece ao menos dois anos em cada comunidade e já atuou em Vila Aliança e Vila Kennedy (ambas em Bangu), Água Santa, Del Castilho, Rio das Pedras, Andaraí, Engenho de Dentro, Copacabana, Caju e, atualmente, está em São Cristóvão.

“A ideia é que seja um projeto completo, que melhore a vida desses jovens e da comunidade. Fazemos acompanhamento individual e familiar, além de encaminhá-los a serviços sociais e monitorar o rendimento escolar, condição indispensável para participação no projeto”, explica Juliana Teixeira.

Mais de 1.550 jovens de comunidades carentes já foram atendidos pelo projeto e aprenderam diversas funções técnicas no teatro como sonorização, iluminação, caracterização (maquiagem), figurino, corpo e voz, cenário, além de interpretação. Os alunos se preparam para uma nova montagem que irá circular por diversos teatros e instituições parceiras, com entrada gratuita.

O projeto ainda monta um espetáculo feito pelos próprios alunos. Este ano a montagem será ‘Geração Trianon’ e a trupe fará 10 apresentações, a partir do dia 11 de outubro, em diversas escolas, instituições e no Teatro Maria Clara Machado, na Gávea, no dia 21 de outubro, às 15h30. As apresentações são gratuitas e abertas ao público.

Quer saber mais sobre o projeto? Acesse a sua página no Facebook ou visite o seu Instagram (@PassageirodoFuturooriginal). Outra opção é conferir o site www.novabossa.com.br.

Fotos: Marcelo Piu/Divulgação

EDITORIAS