Fica a Dica: Hanna, ‘Baile Partimcundum’, Star Wars, Rosa Magalhães e Tony Salles

Claudia Mastrange

Hanna: homenagem à bossa nova

Atriz por formação, Hanna atuou em novelas e no programa ‘Os Trapalhões’ e modelou, fazendo campanhas publicitárias e filmes. Mas foi a voz suave e rouca dessa cantora e compositora que começou a se revelar para o mundo, após interpretar uma cantora no filme ‘A Ilha do Amor’, gravando também para a trilha sonora. “Depois dessa produção, fui para Paris, onde morei por oito anos, e comecei a cantar em clubes de jazz”, conta ela, que levou a música brasileira para palcos de países como Grécia, Itália e Marrocos.

Depois de gravar os discos ‘Sentimentos’, ‘Eu te Amo’ e ‘Nós em Nós’, Hanna lançou, em 2015, ‘O Amor é Bossa Nova’, que foi indicado ao Grammy Latino e ao Prêmio da Música Brasileira. Agora, lança o álbum duplo ‘O Amor é Bossa Nova – Volume 2’, nova homenagem a João Gilberto , com 23 músicas, sendo duas, ‘Ho Ba La La’ e ‘Bim Bom’, autorizadas pelo mestre. “Foi uma honra ter essas autorizações. Eu quis homenagear o gênio que criou um ritmo reconhecido internacionalmente. Estive com ele, que ficou muito feliz e disse que meu trabalho é abençoado”, conta Hanna, que segue em turnê pelo Brasil com o repertório do disco e depois planeja levar o show para Paris e Nova York.

Foto: Antonio Guerreiro

Foto: Leo Aversa

Palco encantado

Ótima dica para a criançada, o musical infantojuvenil ‘Baile Partimcundum’ é inspirado nas canções da obra ‘Partimpim 2’, da cantora e compositora Adriana Calcanhotto e está em cartaz no Teatro XP Investimentos, no Jockey Club Brasileiro (Av. Bartolomeu Mitre, 1.110, Leblon). O espetáculo conta a história da menina Isabel, que, aos nove anos, saiu sozinha pela primeira vez para ir a uma livraria. Aos 12 anos, sua paixão por livros não diminuiu e, em meio às histórias que lê, acaba descobrindo o primeiro amor no príncipe Alexandre, o menino que vive no Reino do Partimcundum.

No elenco de atores-cantores, Caju Bezerra, Felipe Rocha, Léo Bahia, Polly Marinho, Thaís Belchior e Thiago Catarino. Acompanhados do músico Nelson Freitas (piano e acordeom), eles cantam ao vivo nove músicas, sendo sete do disco ‘Partimpim Dois’ (2009). A direção é de Inez Viana, Mariana Lima e Renato Linhares. Até 1º de dezembro, aos sábados e domingos.

Foto: Leo Aversa

A última batalha Skywalker?

Aguardadíssimo pelos fãs, ‘Star Wars: A Ascensão Skywalker’, chega aos cinemas em 19 de dezembro. O filme encerra a nova trilogia Star Wars, que inclui ‘O Despertar da Força’ (2015) e ‘Os Últimos Jedi’ (2017). Além dos personagens típicos do longa, haverá cenas exclusivas com a Princesa Leia (Carrie Fisher), que foram gravadas para o filme de 2015 e nunca chegaram a ser usadas.

A Lucasfilm e o diretor J.J. Abrams juntam forças mais uma vez para levar os espectadores a uma jornada épica em uma galáxia muito, muito distante, em ‘Star Wars: A Ascensão Skywalker’. É a fascinante conclusão da saga Skywalker, na qual novas lendas nascerão e a batalha final entre a Resistência e a Primeira Ordem pela liberdade ainda está por vir. Vale conferir!

Foto: Divulgação

Rosa em filme e prosa

Poesia e brasilidade fazem parte do livro-DVD ‘Rosa Magalhães: A Moça Prosa da Avenida’, de Luiz Ricardo Leitão, que será lançado em 26 de novembro, às 18h30, no Teatro Odylo Costa Filho, campus Maracanã da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). O trabalho é o volume 4 da série Acervo Universitário do Samba, editado por DECULT-UERJ e Outras Expressões.

Ícone do carnaval carioca, a superpremiada Rosa Magalhães é a homenageada da vez, depois de Aluísio Machado, Zé Katimba e Noca da Portela. No ensaio biográfico, que engloba também um documentário produzido pelo Centro de Tecnologia Educacional (CTE) da universidade, o público será apresentado às diversas facetas desse buquê, revelando a pintora, a cenógrafa, a figurinista e a carnavalesca oito vezes campeã dos desfiles das escolas de samba do Rio.

Foto: Divulgação

Dobradinha cheia de talento

A Praia do Pepê, no Rio de Janeiro, foi o cenário escolhido pelo cantor Tony Salles para gravar mais um clipe da banda Parangolé, da canção ‘Tá Poderosa’, composição do próprio Tony em parceria com Ton Lima e Luciano Chaves. A gravação contou com a participação de Jerry Smith, dono de sucessos como ‘Quem Tem o Dom’, ‘O Pai Tá Livre’, “A Pampa” e tantos outros. Jerry simplesmente entrou no clima e swing do Parangolé e arrebentou nesta dobradinha. A direção ficou por conta da turma da Movie 3 Filmes, sob o comando de Mess Santos.

Foto: Divulgação

EDITORIAS