Viagem num trem imaginário

de Alessandro Monteiro

Recheada de elementos fantásticos na narrativa, da viagem num trem imaginário de memórias a várias interações com desenhos em projeções no cenário, a peça ‘Ana Fumaça Maria Memória’ aborda, de forma leve e poética, temas como perda. O espetáculo reestreia no Teatro Sesc Tijuca I e fica em temporada de 06 a 28 de julho, com apresentações aos sábados e domingos, sempre às 16h.

“Buscamos contar a história pelo ponto de vista de duas crianças: Ana e seu amigo Jonas. Juntos, os dois seguem essa jornada de buscas por respostas para questionamentos que, muitas vezes, os adultos não sabem como responder com palavras.” diz Marcela. O objetivo, segundo ela, é ampliar a identificação com o público infantil e oferecer aos adultos uma oportunidade de debater temáticas delicadas, como a saudade, a partir de uma abordagem lúdica.

A autora Marcela Andrade, entre 2011 e 2014, vivenciou a perda de memória de sua avó paterna, então com 95 anos. “Em meio a ‘apagões’, ela se esquecia de situações recentes que vivia, mas por outro lado, me contava histórias muito antigas de sua infância e de sua juventude.” Essa experiência aproximou as duas e inspirou a autora a escrever a peça. “Eu passei a valorizar cada momento junto, porque ela já estava bastante velhinha. Minha avó faleceu com quase 98 anos e, quando estava internada no CTI, soube por mim que eu escrevia essa peça pra ela’, conta Marcela.”

Foto: Renato Magolin

pt Português
X
EDITORIAS