Cadê a Linha 3 do VLT que deveria estar ali?

O abandono da Linha 3 do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), que ligaria a Central do Brasil ao Aeroporto Santos Dumont, pela Avenida Marechal Floriano, no Centro do Rio, já completou nove meses. A estagnação do projeto, cuja obra foi concluída no dia 15 de dezembro do ano passado e só não foi inaugurada ainda por falta de autorização da Prefeitura, prejudica passageiros e comerciantes, além de colocar em risco o futuro do transporte.

Enquanto isso, o VLT acumula prejuízos que ultrapassam R$ 80 mil relativos a furtos de equipamentos no trecho sem utilização. Quarenta mil pessoas deixam de ser transportadas por dia, e os comerciantes estimam que cerca de 50 lojas fecharam na Marechal Floriano desde o início das obras da Linha 3.

Depois que o impasse foi denunciado, a Prefeitura do Rio prometeu regularizar uma dívida com a concessionária e inaugurar o trecho até fevereiro. De acordo com o Consórcio VLT Carioca, os pagamentos atrasados, relacionados ao retorno do investimento feito durante as obras, previsto em contrato, já ultrapassam os R$ 160 milhões. Em maio, a empresa pediu autorização para inaugurar a Linha 3 antes mesmo da regularização, mas a Prefeitura decidiu não liberar a operação enquanto não renegociar o contrato. Desde julho, a empresa tenta entregar a concessão na Justiça.

A população, que paga essa conta, espera pela inauguração da Linha 3 do modal. Haja paciência!

Foto: Reprodução

pt Português
X
EDITORIAS