Os benefícios das facetas estéticas

de Alessandro Monteiro

Cesar Ferreira Pinto (foto) possui 23 anos de experiência na área odontológica. Dentista, graduado em Odontologia pela UFF, técnico em Prótese Dental com ênfase em Cerâmica Dental pela UFRJ. É especialista em Prótese Dentária pela UERJ e mestre em Prótese e Reabilitação Oral pela São Leopoldo Mandic (SP). Foi professor dos cursos de graduação e pós-graduação em Prótese da Estácio (RJ), ABORJ, e São Leopoldo Mandic. Smile designer habilitado por Christian Coachmann (Digital Smile Design), ele esclarece aos leitores do Diário do Rio os benefícios das facetas estéticas.

Qualquer paciente que estiver insatisfeito com um ou mais dentes pode colocar a faceta ou tem alguma contraindicação?
Sim, qualquer paciente insatisfeito com a forma e coloração dos dentes pode colocar facetas. Nos casos de dentes fora de posicionamento, a primeira opção seria tratamento ortodôntico, mas quando o paciente deseja um resultado imediato, dependendo do caso, podemos optar pelas facetas.

Como é o passo a passo para a colocação da faceta?
O sucesso do tratamento depende de um criterioso planejamento, que consiste em uma análise dos dentes junto com a face do paciente. Com o auxílio de fotografias e escaneamento 3D das arcadas realizamos esta análise. O resultado deste planejamento é um projeto de um novo sorriso que pode ser provado no paciente antes do início do tratamento. Este processo se chama mockup e, após a aprovação do paciente, estaremos prontos para iniciar. Em uma única consulta faremos os preparos dentários necessários baseados no projeto, moldagem e confecção de facetas provisórias. Na consulta seguinte, a prova das facetas de porcelana e a colagem serão realizadas após a aprovação do paciente, finalizando assim todo o processo.

Como é feita a escolha do formato do dente?
O formato do dente é escolhido através da harmonia do sorriso com a face. Em um software eles são desenhados, baseados em anatomia de dentes naturais.

O desgaste do dente para a colocação da faceta pode ofender o nervo e trazer alguma consequência como, por exemplo, o tratamento de canal?
Não, pois o desgaste quando é necessário é mínimo baseado no projeto realizado. Uma faceta de porcelana pode ter de espessura no mínimo 0,3mm, e a polpa do dente está muito distante da superfície do dente.

A gengiva pode inflamar com a colocação da faceta?
Não, pois o dentista deve entregar uma faceta muito bem adaptada ao dente, sem excessos próximos à gengiva, não permitindo assim que ela inflame.

Se o paciente ficar por um tempo e não se acostumar, poderá removê-la?
O tratamento é irreversível. Pode ser removida, mas para substituir por um novo projeto.

Quanto tempo dura o tratamento?
Uma consulta para colher informações e solicitação de exames, uma segunda consulta para mostrar o projeto e tirar dúvidas, uma terceira consulta para preparo dentário, moldagem, e provisórios, uma quarta consulta para entrega das facetas e finalização.

Foto: Arquivo pessoal

EDITORIAS