Com Jesus, Flamengo é o melhor do Brasil e das Américas

O técnico português Jorge Jesus chegou no meio da temporada de 2019 e está no coração da torcida do Flamengo ao comandar a equipe nas conquistas do bi da Libertadores, acabando com o jejum de 38 anos, e do hepta do Brasileirão. Por sinal, os dois expressivos títulos foram ganhos no mesmo final de semana, o penúltimo de novembro. E o amor é recíproco, pois Jesus já declarou estar “apaixonado” pelo rubro negro carioca.

O estilo do técnico, de jogar ofensivamente mesmo quando o seu time está na frente do placar, e de exigir fisicamente o máximo de seus atletas, trouxe novos ares ao futebol brasileiro. Aliado a um elenco de grande técnica — contratações caras feitas devido à ótima situação financeira do clube desenvolvida ao longo dos últimos anos —, Jesus mostra que é possível jogar bonito e obter expressivos resultados, algo tão importante atualmente no ‘mundo da bola’.

No entanto, em entrevista ao jornal português A Bola, o treinador não descartou uma saída do clube. “Não penso nisso ainda. Estou apaixonado pelo Flamengo, mas a minha vida é esta, é uma vida de paixões, e com o tempo as paixões podem passar. Vamos dar tempo ao tempo. Tento não ligar muito a isso, não quero pensar nisso ainda, a essas pressões”. Jorge Jesus destacou que seu objetivo segue sendo voltar a comandar um grande clube europeu no futuro. “Vou lutar por isso, é o meu objetivo”, finalizou.  Certo, até o momento, é que Jesus fica no Flamengo no ano que vem.

A próxima parada do “Mister”, como é chamado pelos seus jogadores, é o Mundial de Clubes da Fifa, que começa em 11 de dezembro, no Catar. O Flamengo estreia no dia 18, quando enfrenta o vencedor do confronto entre Al-Hilal (Arábia Saudita) e Espérance de Tunis (Tunísia). Vencendo, carimba o passaporte para a final no dia 21, onde o clube brasileiro jogará com todas as suas forças para conquistar, pela segunda vez em sua história, o título de melhor do mundo. Boa sorte Jesus e torcida do Flamengo!

 

.
EDITORIAS