Transformar para melhorar a saúde do planeta

Pepper plants

A compostagem é uma técnica que há mais de cinco mil anos vem sendo utilizada pelos chineses. É um processo biológico de decomposição e da reciclagem de matéria orgânica contida em restos de origem animal ou vegetal que tem como resultado deste processo o adubo, usado na fertilização do solo. A compostagem propicia um destino útil para os resíduos orgânicos. Ela é realizada por microorganismos que, na presença de umidade e oxigênio, se alimentam dessa matéria, propiciando que elementos químicos nutrientes voltem à terra.

As sobras e restos de alimentos representam mais da metade do que jogamos fora todos os dias e hoje são um verdadeiro desastre ambiental nos aterros e lixões. Acredita ser a compostagem uma poderosa e eficaz ferramenta para resgatar o valor que os nossos resíduos tem para  que se feche o ciclo.

Quanto maior a variedade de matérias existentes em uma compostagem, maior será a variedade de microorganismos que irão atuar no solo. Os materiais mais utilizados na compostagem são: resíduos orgânicos em geral; cinzas; lixo doméstico orgânico; aparas de grama; rocha moída; feno ou palha; podas de arbustos e cercas vivas; serragem; ervas daninhas; e quaisquer outros resíduos orgânicos. No processo de reciclagem orgânica de resíduos urbanos e rurais, da decomposição em compostagem, ocorre somente a formação de CO2, H2O e biomassa (húmus) por ser um processo de fermentação que ocorre na presença de oxigênio (aeróbica).

Os produtos da compostagem são largamente utilizados em jardins, hortas, substratos para plantas e na adubação de solo e produção agrícola em geral, como adubo orgânico, devolvendo à terra os nutrientes de que  necessita, aumentando sua capacidade de retenção de  água, principalmente  em solos arenosos e permitindo o  controle da erosão .

Mas as maiores vantagens da realização  do processo da compostagem são a redução de até 50% do volume total de lixo produzido em ambientes residenciais, produção de fertilizantes naturais e gratuitos (húmus), redução de gases poluentes (como o gás metano, altamente, nocivo ao meio ambiente), diminuição do volume de lixo em aterros sanitários e, com isso, a não produção de ingredientes poluentes, como o chorume tóxico — considerado também um grave problema ambiental presente em abundância nos aterros.

A consciência criada sobre os danos ocasionados ao nosso planeta é muito importante. É preciso que tenhamos a compreensão de que vivemos em uma sobrecarga global e numa degradação do meio ambiente. A compostagem é um exemplo prático de como podemos melhorar a nossa relação com os descartes de resíduos orgânicos. Através desta técnica podemos oferecer um destino inteligente ao que iria para o lixo comum ou até mesmo para a rua.

 

Vitor Chimento, biólogo e jornalista

MTb 38582RJ

vitor.chimento@diariodorio.com.br

 

EDITORIAS