A promessa de um ano novo… fazer atividade física!

Quantas vezes você já se fez essa promessa? Fazemos mil planos de mudança: vou começar uma dieta, vou me matricular em uma academia ou vou começar a correr… muitas, tenho certeza. E, por algumas vezes, você até tentou, mas desistiu ou alguns nem sequer começaram!

Um índice alarmante divulgado recentemente pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, revelou que o Brasil é líder mundial em sedentarismo. Ficou chocado, mais foi isso mesmo que você leu. Apesar de termos uma alta incidência solar e grande parte da população estar próxima da costa, o que deveria propiciar a prática de exercícios, mas, infelizmente, nem isso tem incentivado a população procurar por hábitos de vidas mais saudáveis. Esse é um dos fatores que vem a contribuir com índices cada vez mais altos de obesidade em nosso país.

No Brasil, segundo os dados do Ministério da Saúde, 12,9% das crianças entre 5 e 9 anos são obesas e 17% das menores de cinco anos estão com excesso de peso. “Isso provoca, no médio e longo prazos, aumento de diabetes, hipertensão, acidentes cardiovasculares, doenças oriundas deste padrão alimentar”.

Qual a classificação do sedentarismo?

O sedentarismo é definido como a falta, ausência ou diminuição de atividade física. Para que uma pessoa não seja classificada sedentária, ela precisará, no mínimo, praticar qualquer atividade física ou desportiva durante três dias da semana, com uma duração total de 120 minutos.

Portanto, se torna cada vez mais evidente a prática regular de exercícios físicos, tanto para a perda de peso, fortalecimento muscular e ósseo, mas também para a redução da pressão arterial, diminuição do colesterol e controle do diabetes.

O que está esperando para por em prática a sua promessa? Comece já!

Flávio Soares, educador físico, especializado em Neurociências pedagógicas e Psicopedagogia

pt Português
X
EDITORIAS