Diário do Rio: celebração com música e alegria

Festa de quatro anos do jornal reuniu equipe, colaboradores e parceiros em evento no Clube de Engenharia

Por Claudia Mastrange

Diretora Ana Cristina Campelo com a equipe do Diário do Rio

Uma estrada de quatro anos e muita coisa a comemorar, com jornalismo comprometido, apoios a projetos culturais e sociais, um prêmio dedicado a brasileiros ilustres e um projeto musical pioneiro. Por isso mesmo a festa de aniversário do jornal Diário do Rio foi recheada de música e alegria. O evento aconteceu no dia 18 de dezembro, no Clube de Engenharia, no Centro do Rio, reunindo toda a equipe de jornalistas e colunistas, além de leitores, colaboradores, parceiros comercias e admiradores do ‘xodó ‘ do Rio.

 

 

 

Camillo cantou o jingle do jornal

Os radialistas Robson Lima e Marynês Meirelles abriram os trabalhos anunciando as atrações da noite. Em seguida falou a diretora do Diário do Rio, Ana Cristina Campelo, que, ao lado da equipe de jornalistas, disse algumas palavras sobre o veículo, um jornal independente, que aborda os mais diversos temas e tem como lema o ‘compromisso com a verdade’.

 

 

 

Tunai distribuiu simpatia e autógrafos

E veio o primeiro momento de emoção da noite: o conde Thiago de Menezes recebeu das mãos da diretora Ana Cristina o Prêmio Brasileiro com Muito Orgulho, na categoria Escritor. A homenagem criada pelo Diário do Rio para laurear brasileiros ilustres que se destacam nas mais variadas áreas, foi realizado em 6 de junho de 2019, e premiou personalidades, como a atriz Ruth de Souza e a cantora Jane Duboc.

 

 

 

Cigana Sarah Zaad deu show

Após a exibição dos filmes institucionais, o cantor e compositor Claudio Camillo, também diagramador e design gráfico do Diário do Rio, cantou o jingle do jornal, de sua autoria. Em seguida, o colunista Carlos Alberto Aguiar, o Carlão, sorteou dez cestas de Natal para os convidados, além de CDs do cantor Tunai, que, na maior simpatia, recebeu os contemplados em sua mesa e os autografou. “Linda a festa do Diário do Rio. Vida longa ao jornal”, declarou o músico.

 

 

 

Deo Garcez e Milton Cunha

Após o sorteio, foi a vez do cantor e compositor Amarildo Silva cantar as músicas ‘Quem Sabe Isso Quer Dizer Amor’, de Lô Borges, e ‘Realejo’, de sua autoria. Na sequência, a cigana Sarah Zaad, astróloga do Diário do Rio, incendiou os convidados, dançando lindamente ao som de ‘Sandra Rosa Madalena’, de Sidney Magal.

 

 

 

 

Conde Thiago de Menezes e seu prêmio

Os apresentadores Robson e Marynês anunciaram as personalidades presentes, como o apresentador Milton Cunha, o ator Deo Garcez, membros da Abba (Academia Brasileira de Belas Artes), coordenadores do Projeto Social M. Santos F.C e do projeto Adote Um Aluno, e diversos parceiros do jornal. “Gostaríamos de agradecer imensamente a presença de todos e desejar boas festas e um feliz ano novo. Que possamos estar novamente reunidos aqui em 2020, que, esperamos, seja rico e abundante em saúde, empregos, educação e boas notícias para o nosso Rio de Janeiro e o Brasil’.

 

Amarildo Silva soltou a voz

Recado dado e seguindo com o astral nas alturas, DJ Fausto Alegretto mandou ver nas carrapetas, com clássicos dos anos 70 e os convidados não conseguiram mais ficar parados. Na mesma vibe, para fechar o agito com chave de ouro, um grupo de sambistas e ritmistas da Estação Primeira de Mangueira, campeã do Carnaval 2019, encerrou a festa no compasso do samba. Que a alegria siga ditando o ritmo em 2020!

 

 

 

A Mangueira incendiou a festa

Nossos especiais agradecimentos para Café Capital, Vodka Sobieski e Giselle Mattos Buffet.

Fotos: Cesar Rebouças

 

 

.
EDITORIAS