Fundição Progresso, maior centro cultural independente do Rio

Da Redação

Em 1982, um grupo de vanguarda na cultura carioca, que já vinha revolucionando a cidade desde os anos 1970 com a criação da companhia teatral Asdrúbal Trouxe o Trombone e, mais tarde, o Circo Voador, decidiu lutar contra a demolição de uma desativada fábrica de fogões e cofres na Lapa, imóvel de grande valor histórico. A resistência deu certo: a antiga fundição foi preservada e, ao longo dos últimos 20 anos, se tornou o maior centro cultural independente do Rio de Janeiro. Essa é a Fundição Progresso!

Conceitos atualmente em alta, como economia criativa, compartilhamento de ideias, empreendedorismo, inovação e sustentabilidade, sempre foram a força motriz da Fundição. Especialmente a partir de 1999, quando o espaço adotou o modelo que mantêm até hoje e passou a reunir iniciativas pioneiras e autônomas em arte, educação, meio ambiente e projetos sociais.

Ao longo desse tempo, a Fundição fomentou projetos e eventos de grande relevância para a cidade e para o país, como o Concurso Nacional de Marchinhas Carnavalescas, o Carnaval da Lapa e o Núcleo de Educação e Cultura, que estabelece uma ponte entre os artistas e educadores do centro cultural e jovens que lá podem desenvolver seus talentos, descobrir aptidões e se encaminhar no mercado de trabalho.

Atualmente o Centro Cultural abriga iniciativas e grupos culturais, entre eles Orquestra Petrobras Sinfônica, Intrépida Trupe, Teatro de Anônimo, Armazém Companhia de Teatro e Rio Maracatu. Com uma grade variada e acessível, o espaço também oferece um leque amplo de cursos e oficinas, que vão do artesanato à realidade virtual. O Canto das Flores, jardim suspenso e laboratório de agricultura urbana gerido pelo coletivo Organicidade, dedica-se à educação ambiental, com uma série intensa de atividades.

A Fundição Progresso é, além disso, um dos principais palcos de espetáculos do país. Por lá apresentam-se os maiores nomes da música brasileira, de todos os gêneros e idades, como Maria Rita, Ney Matogrosso, Baiana System, Natiruts, Criolo e Nando Reis, além de astros internacionais como Arcade Fire, Franz Ferdinand, Manu Chao e Motörhead, entre tantos outros artistas.

Para conservar e ampliar essa vocação, o espaço incrementa permanentemente sua infraestrutura. Nos últimos anos, instalou modernos sistemas de climatização, som, iluminação e palco, promoveu melhorias arquitetônicas e reformas no piso e terraço e criou uma nova área para camarotes.

A Fundição Progresso fica na Rua dos Arcos, 24, Centro, embaixo dos Arcos da Lapa. Para mais informações ou consultar a programação dos eventos, acesse o seu site − fundicaoprogresso.com.br.

Fotos: Reproduções da internet

pt Português
X
EDITORIAS