Meningite, seus índices silenciosos e muitas vezes fatais  

O sinais e sintomas de meningite em adultos e em crianças maiores de 2 anos de idade surgem de forma repentina e inicialmente são caracterizados por febre alta, acima de 39ºC, e dor de cabeça forte, o que facilita que se confunda a doença com uma gripe comum.

A meningite é a inflamação das membranas (meninges) que recobrem o cérebro e a medula espinhal. Ela pode ser de origem infecciosa ou não e pode trazer diversas sequelas ou até fatal.

De todos os 2.195 casos confirmados da doença meningococcica entre 2010 e 2018, no  Rio de Janeiro, 75% evoluíram para alta hospitalar, enquanto 25% evoluíram para óbito.

O estado do Rio de Janeiro registra altas taxas de letalidade durante todo o período analisado, em comparação com a taxa do Brasil e de outros países endêmicos. A taxa de letalidade nos dá ideia da gravidade da doença.

Analisando os dados, concluímos que o estado do Rio de Janeiro possui taxas bastante elevadas de letalidade em todos os grupos etários. Porém, é mais preocupante o que se registra no grupo de maiores de 60 anos e de 40-59 anos de idade. Devido a isso, é importante enfatizar que a vacinação em campanhas e o diagnóstico precoce são fundamentais para diminuir a incidência de casos fatais em todas as faixas etárias.

Fique atento aos sinais: febre, dor de cabeça, rigidez no pescoço, náusea, vômito, falta de apetite, irritabilidade, sonolência ou dificuldade para acordar do sono.

Na suspeita da doença, procurar com urgência um serviço médico e relatar precisamente os sintomas. O diagnóstico é feito por punção de liquido da medula e tratamento do agente causador.

O medo começa a diminuir quando a ignorância começa a desaparecer. Lave sempre as mãos, deixe o ambiente ventilado e vacine-se nas campanhas.

Até a próxima campanha!

 Mariana Zau, clínica médica, nutrologia, ortomolecular e medicina estética

@dramarianazau

21-98016-5259

dr.marianazau@gmail.com

 

pt Português
X
EDITORIAS