O interior voando alto

Miguel Pereira, cidade da micro região sul fluminense, é considerada um excelente lugar para passar os finais de semana, bem como para morar. Localizada a 120 km do centro do Rio de Janeiro, além do terceiro melhor clima, também conta com atrativos para quem gosta de esportes de aventura, como o parapente, por exemplo.

O parapente começou a ser praticado na região por volta de 2002, mas somente há cinco anos ganhou relevância, com o surgimento da Escola de Voo Livre Asas da Serra.

Segundo o instrutor Carlos Henrique (Carlão), Miguel Pereira reúne condições excepcionais para o voo livre, pois a rampa e o pouso ficam situados no centro da cidade. A população consegue acompanhar os desportistas do início ao fim da aventura.

O quadrante de ventos prevalente é N/NE e, além do voo local com lift e termais, também há condição de cross country (voos de longas distâncias).

Segundo Carlão, além da formação de pilotos profissionais, a Escola Asas da Serra proporciona voos duplos panorâmicos a turistas e

amantes da adrenalina. Hotéis, pousadas e o comércio em geral contam com mais este atrativo para aquecer seus negócios.

O instrutor Carlão é homologado pela Confederação Brasileira de Voo Livre (CBVL), bem como pela Associação Brasileira de Parapente (ABP), possuindo mais de 500 horas de voo em rampas do Brasil e mais sete países.

Nos cinco anos de atividade em Miguel Pereira mais de 30 pilotos já “ganharam asas” através da Escola e mais oito pilotos deverão ganhar os céus até o final deste ano. Informações para realização do curso, ou um voo duplo panorâmico podem ser obtidas pelo site www.asasdaserraparapente.com.br
Agradecemos pelas fotos gentilmente cedidas pela Escola.

Vitor Chimento, biólogo e jornalista – MTb 38582RJ
vitor.chimento@diariodorio.com.br

pt Português
X
EDITORIAS