Pelos Bairros: barcas, Vila Isabel e São Gonçalo

Foto: Reprodução da internet

Por Sandro Barros

CCR Barcas aumenta intervalos e reajustará valor das passagens

“Conforme decisão judicial e com o objetivo de adequar a oferta à demanda, reduzindo os impactos da crise financeira e na busca de um modelo mais sustentável na prestação do serviço de transporte aquaviário, haverá mudanças nas linhas Arariboia, Paquetá e Cocotá, a partir do dia 15 de janeiro”. Com esse comunicado, o Grupo CCR, que detém o controle acionário da Concessionária Barcas S/A (CCR Barcas), operadora do transporte de massa no modal aquaviário no Estado do Rio de Janeiro, informou as mudanças de horários em que há baixa demanda de passageiros. Segundo a concessionária, os intervalos entre as viagens foram aumentados.

A linha Arariboia, que segundo a CCR Barcas possui taxa de ocupação média nos horários de rush de 62% — das 6h30 às 10h10 e das 16h30 às 20h10 — terá intervalo máximo de 15 minutos. Antes, esse intervalo era de 10 minutos. A concessionária afirmou, no entanto, que em caso de demanda poderá reduzir o intervalo pontualmente. As demais partidas foram mantidas.

No caso de Paquetá, a grade de horários também sofrerá alterações, mas preservando os horários de maior importância para os moradores, segundo a concessionária. Ela também diz que buscará não prejudicar o funcionamento de serviços essenciais na Ilha, como o hospital e a escola do bairro. Apesar dessa “boa intenção”, a realidade é incerta. Com a mudança apresentada pela CCR, sete das 20 viagens diárias feitas entre Paquetá e Praça XV, que tinham duração de 50 minutos, passam para 1 hora e 50 minutos e terão parada em Cocotá, bairro da zona norte da cidade.

A concessionária afirma que o objetivo de tais mudanças de horários é diminuir os “impactos da crise financeira”, mas não informa que impactos seriam esses. Vale frisar que as barcas transportam milhares de pessoas diariamente. Vários usuários ouvidos pelo Diário do Rio mostraram-se descontentes com as mudanças e afirmam que elas são prejudiciais, pois agora inevitavelmente gastam mais tempo para chegarem aos seus destinos. De qualquer forma, quem paga essa a conta são os passageiros.

Haverá ainda mudança de tarifas. A Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes (Agetransp) anunciou, no dia 21 de dezembro, que homologou os reajustes para as barcas. O reajuste será aplicado a partir do dia 12 de fevereiro. Nas linhas sociais, em todos os itinerários, a tarifa passa dos R$ 6,30 para R$ 6,50. Já no destino Praça XV a Charitas o preço sobe, na mesma data, de R$ 17,60 para R$ 18,20.

Vila Isabel ganha área de lazer

Foto: Prefeitura do Rio de Janeiro/Divulgação

O Rio de Janeiro ganhou mais uma área de lazer. A partir de 19 de janeiro um trecho do histórico Boulevard 28 de Setembro, entre as ruas Duque de Caxias e Souza Franco, em Vila Isabel, passa a ser interditado aos domingos, das 7h às 18h, para que a população possa usufruir do espaço livre de carros. O lado do fechamento será o direito, sentido do trânsito. Segundo a Superintendência Regional da Grande Tijuca, moradores e comerciantes foram ouvidos e, em sua grande maioria, apoiaram a ideia.

 

 

Feira nordestina em São Gonçalo

Foto: Prefeitura de São Gonçalo/Divulgação

Os moradores de São Gonçalo terão uma nova opção de lazer e cultura. No dia 25 de janeiro será inaugurado o Centro de Tradições Nordestinas – Severo Embaixador Nordestino, em Neves. O local contará com quadra poliesportiva, área de patinação, academia de ginástica para a terceira idade, área para shows, espaço para exposições e um mirante para a Baía de Guanabara. O Centro também será palco da feira nordestina, com 24 quiosques destinados ao artesanato, comidas e bebidas típicas.

pt Português
X
EDITORIAS