Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

População é quem paga o pato com a demora do INSS

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

Da Redação

Caso liberasse imediatamente todos os 1,3 milhão de pedidos de benefícios que estão parados nas agências há mais de 45 dias — de um total de dois milhões de requerimentos à espera de concessão —, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) teria que desembolsar, hoje, mais de R$ 14 milhões somente em correção monetária pelo atraso. É que, por lei, o órgão tem um mês e meio para liberar um pagamento.

Isso sem falar nos gastos com ações movidas por quem cansa de esperar o benefício ser concedido pelas vias administrativas e procura a Justiça. O valor é considerável para o governo, mas o prejuízo mesmo cai é no colo da população, que espera, muitas vezes, mais de um ano para ter acesso a um direito que é garantido pela Constituição. E enquanto os pagamentos dos benefícios não são efetuados, haja paciência!

Foto: Reprodução

pt Português
X
Open chat