Rodas de samba em que você não paga para entrar

Por Sandro Barros

O Carnaval está aí, mas muitos curtem samba o ano inteiro. Para estes, há várias excelentes opções de rodas de samba espalhadas pelo Rio de Janeiro, onde você pode conhecer pessoas, curtir com amigos, namorar e, é claro, sambar.

Nesses tempos de crise econômica, fica uma pergunta: mas como desfrutar disso com pouca grana? Segue agora uma seleção que o Diário do Rio preparou com sete rodas em que você não paga para entrar. Divirta-se então ao som dessa música genuinamente carioca!

Samba da Ouvidor
As rodas de Samba da Ouvidor (foto acima) acontecem sempre na esquina da Rua da Ouvidor com a Rua do Mercado, normalmente um sábado por mês. O evento, que deu novos ares à Praça XV, tem o objetivo principal de contribuir para que o samba continue eterno. Pela página do Samba da Ouvidor, no Facebook, é que o evento é agendado e divulgado.

Samba de Lei
Na quinta-feira tem Samba de Lei no Arco do Teles, ali ao lado da Praça XV, no Centro. É na rua, tem DJ nos intervalos e acontece mesmo nos dias de chuva. Samba da melhor qualidade em um maravilhoso ponto histórico. Começa às 19h e o endereço é Travessa do Comércio, 18.

Gloriosa Roda de Samba

Realizada todo terceiro domingo do mês na Feira Popular da Glória, a Gloriosa Roda de Samba é comandada pelo grupo Mesa da Diretoria, o Bloco Arteiros da Glória e o músico Paulão 7 Cordas.

O repertório privilegia clássicos do samba brasileiro. Sempre no terceiro domingo do mês, a partir das 15h. A feira fica na Avenida Augusto Severo.

 

 

Samba do Barão
Em Vila Isabel, acontece Roda de Samba do Barão aos domingos, com a proposta de reverenciar músicos e compositores tradicionais do samba e do choro. Nos intervalos, DJ’s tocam charme, soul, balanço e MPB. E tem anda muitos petiscos nas barracas organizadas pelos próprios moradores. Domingo, de 15 em 15 dias, a partir das 13h, na Praça Barão de Drummond.

Samba da Feira

Sábado, a partir das 17h, é dia de Samba da Feira. O evento acontece nos Armazéns do Engenhão, localizados na parte externa do Estádio Nilton Santos — Rua José dos Reis, 189, no Engenho de Dentro.

A roda, que começou despretensiosamente no quintal de uma casa em Piedade, agora é programa certo para famílias inteiras: são mais de duas mil pessoas por sábado.

 

Pedra do Sal
Toda segunda, das 19h30 às 23h, tem Roda de Samba da Pedra do Sal. Com o lema “Aqui se Respeita o Samba”, o evento, que acontece aos pés do Morro da Conceição, traz o melhor do samba histórico e de raiz num movimento de resgate e preservação da memória ancestral. Endereço: Rua Argemiro Bulcão, 38, no Largo João da Baiana, Saúde.

Feira das Yabás

A Feira das Yabás — termo que designa todos os orixás femininos — reúne o melhor da música e gastronomia afro-brasileiras no segundo domingo do mês. As rodas de samba são comandadas por Marquinhos de Oswaldo Cruz.

Nas barracas, delícias que não deixam a culinária negra carioca cair no esquecimento. A partir das 13h, na Praça Paulo da Portela, em Oswaldo Cruz.

Fotos: Divulgação

pt Português
X
EDITORIAS