Cidadões x cidadãos

Foto: Pixabay

Em tempo de corona vírus, um pequeno resfriado pode ser assustador. Em um hospital público, Paula aguardava na fila para ser atendida. Uma funcionária surge no meio da sala de espera e diz: 

─ Os atendimentos estão demorados porque muitos cidadões estão resfriados e nossos consultórios estão lotados. Tenham calma, por favor! 

Paula repetiu, já fazendo a correção:

 ─ Muitos cidadãos estão resfriados, não é isso?

 ─ É, ainda bem que a senhora entendeu. Os cidadões ficam nervosos e querem logo ser atendidos. 

─ Ah, entendi. Os cidadãos ficam nervosos.

 ─ A senhora está com algum problema? Eu já disse isso.

 ─ Ah, está bem. Eu não tinha compreendido…  

DIRETO AO PONTO  

Errado: os cidadões estão doentes.  

Correto: os cidadãos estão doentes.  

O plural de cidadão é cidadãos. O acréscimo apenas do “s”, resultando na terminação ‘ãos’, ocorre em todas as paroxítonas (quando a sílaba tônica, mais forte, da palavra é a penúltima) e em algumas oxítonas (quando a sílaba tônica é a última), inclusive em algumas monossílabas.  

Veja alguns exemplos: órfão – órfãos / bênção – bênçãos / cidadão – cidadãos / irmão – irmãos / sótão – sótãos / mão – mãos / chão – chãos / grão – grãos. 

EDITORIAS