Lojas de conveniência e material de construção voltam a funcionar no Rio

Foto Pixabay

Da Redação

A autorização foi divulgada pela Prefeitura do Rio nesta quinta-feira 26, o novo decreto foi publicado em edição extraordinária do Diário Oficial do Município. O prefeito Marcelo Crivella permitiu a volta do funcionamento de estabelecimentos considerados fundamentais para a população e faz recomendações sobre a importância do afastamento social. Lojas de conveniência em postos de combustíveis e de material de construção estão na lista. Para garantir a distância entre os consumidores, as lojas precisam funcionar com ocupação máxima de 30% da capacidade física. O novo decreto também estabelece que nenhum outro tipo de lojista está autorizado a abrir as portas.

Confira a nova lista dos locais e suas restrições:
– Mercearias, mercados, supermercados e hortifrútis. Vedada a comercialização de bebidas alcoólicas em condições de consumo imediato;
– Padarias e confeitarias, vedado o consumo no local;
– Açougues, aviários e peixarias;
– Depósitos, distribuidoras e transportadoras, vedada a comercialização de bebidas alcoólicas em condições de consumo imediato, assim entendida a realizada em doses fracionadas ou geladas;
– Postos de combustível, inclusive para prestação de serviços relacionados com a atividade principal, além de suas lojas de conveniência, vedada a comercialização de bebidas alcoólicas em condições de consumo imediato, assim entendida a realizada em doses fracionadas ou geladas;
– Comércio de insumos agrícolas e de medicamentos veterinários, alimentos e produtos de uso animal;
– Comércio de materiais de construção;
– Comércio de gás liquefeito de petróleo – GLP.

Escolas da Rede Municipal:
Ainda de acordo com o decreto publicado nesta quinta-feira, as escolas da rede municipal de ensino permanecerão fechadas até o dia 12 de abril.

pt Português
X
EDITORIAS