Olimpíadas no Japão podem ficar para o fim do ano devido ao Covid-19

Foto: CNN

Por Sandro Barros

Os Jogos Olímpicos de Tóquio podem ser adiados para o fim de 2020, com o intuito de barrar a propagação do Covid-19, que infectou 274 pessoas e matou seis no Japão, até o momento em que essa matéria era escrita.

Segundo a ministra das Olimpíadas e ex-patinadora, Seiko Hashimoto, em declaração feita no dia 3 de março, os Jogos não devem ser cancelados, mas podem sofrer alteração nas datas. “O COI [Comitê Olímpico Internacional] tem o direito de cancelar os jogos somente se eles não ocorrerem dentro de 2020. Isso pode ser interpretado como a possibilidade dos Jogos serem adiados, contanto que sejam realizados durante esse ano”, comentou.

Hashimoto ainda fez questão de salientar que o governo japonês está dando a devida atenção e fazendo de tudo para que as Olimpíadas ocorram dentro do planejado, entre 24 de julho e 9 de agosto. “As preparações para os jogos Olímpicos de Tóquio estão continuando, com o objetivo de termos uma edição de sucesso dos Jogos neste verão em Tóquio. Estamos fazendo o máximo de esforços para que não tenhamos de encarar essa situação de adiamento”, finalizou.

Situação imprevisível

A organização dos Jogos de Tóquio está apostando que a ciência encontrará um jeito de eliminar a doença ou de fazê-la controlável. Isso é fundamental para que o COI anuncie até o final de maio a decisão sobre o evento. Inicialmente, Dick Pound, membro mais antigo da entidade, chegou a dizer que, caso o vírus continuasse a se propagar, os Jogos corriam até mesmo risco de serem cancelados.

As recentes declarações do COI são feitas para acalmar os ânimos, é claro. Buscam trazer otimismo e tranquilizar atletas, torcedores e investidores. Mas o vírus está aqui e em toda parte do mundo. Toda essa situação torna imprevisível o evento. Se acontecerem nos meses de junho e agosto, poderão sofrer com o desfalque de nomes importantes. Se os Jogos forem adiados, prejudicará a preparação traçada por treinadores de atletas.

O tempo dirá sobre os Jogos do Japão, inclusive se eles receberão um grande número de turistas, fato comum em Olimpíadas. Sabemos que o novo coronavírus assusta e atletas e equipes do Brasil já desistiram de realizar treinamentos no exterior. Vale lembrar que o Japão está muito próximo da China – onde a doença começou – e é um dos países que mais sofre com a epidemia, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

pt Português
X
EDITORIAS