Prefeitura do Rio orienta profissionais para atendimento em hospitais

Mais de 54 casos foram confirmados na capital fluminense

Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil

Com 55 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus (Covid-19), segundo dados divulgados ontem (18), a cidade do Rio de Janeiro concentra a maior parte dos casos do estado. Devido ao risco de contaminação dos profissionais de saúde, a Secretaria Municipal de Saúde publicou hoje (19) resoluções para orientação de médicos, enfermeiros e outros funcionários das unidades da rede municipal sobre uso adequado dos equipamentos de proteção individual e a higienização das mãos.

A Resolução 4.336 traz recomendações, por exemplo, sobre os equipamentos que cada tipo de profissional precisa usar em cada circunstância. Na recepção dos hospitais, os funcionários precisam usar apenas a máscara cirúrgica. Já na área de isolamento temporário, na entrada das emergências, os profissionais precisam usar máscara, capote impermeável, luvas e óculos de proteção.

A Secretaria também traz orientações para equipamentos que devem ser usados pelos pacientes com suspeita da doença, para evitar que eles infectem outras pessoas. Outra resolução, a 4.337, dá orientações sobre como higienizar as mãos corretamente.

Obstetrícia

A Resolução 4332 mostra cuidados no parto de mulheres que apresentem sinais de síndrome respiratória aguda grave (SRAG), trazendo informações sobre uso de equipamento de proteção, como proceder no aleitamento materno, acompanhantes e assistência aos recém-nascidos.

Já a Resolução 4.335 prevê a transferência dos leitos obstétricos do Hospital Ronaldo Gazolla, que é a referência no tratamento do Covid-19, para o Hospital Maternidade Alexander Flemming.

As resoluções foram publicadas e podem ser acessadas no Diário Oficial do Município desta quinta-feira.

Com informações da Agência Brasil

pt Português
X
EDITORIAS