Entidades pedem fechamento dos canteiros de obras

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Por Sandro Barros

Devido à pandemia do Covid-19, entidades da sociedade civil e conselhos profissionais do setor da construção civil emitiram, em 7 de abril, uma nota conjunta em que alertam sobre os riscos da manutenção das atividades de canteiro de obras e orientam a suspensão imediata dos trabalhos. A exceção são as obras que têm como objetivo o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus e intervenções emergenciais necessárias para garantir a segurança da população e o convívio em quarentena.

Apenas na cidade do Rio de Janeiro, são mais de mais de 100 mil trabalhadores, diretos e indiretos, que fazem parte da cadeia produtiva da construção civil. As entidades ressaltam ainda que os empregados, a princípio, estão aptos a receber a renda básica emergencial do governo federal e que as empresas do setor imobiliário estão contempladas em pacotes de medidas econômicas, como a facilitação do crédito pela Caixa Econômica Federal e o pacote de ajuda do BNDES.

Assinam a nota o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio de Janeiro (CAU/RJ), o Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), a Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA), o Clube de Engenharia, Conselho Regional dos Técnicos Industriais do Estado do Rio de Janeiro (CRT-RJ), a Sociedade dos Engenheiros e Arquitetos do Estado do Rio de Janeiro (Seaerj), o Sindicato dos Arquitetos e Urbanistas no Estado do Rio de Janeiro (Sarj), o Sindicato dos Engenheiros no Estado do Rio de Janeiro (Senge) e a Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros (Fisenge).

pt Português
X
EDITORIAS