Não fique parado: exercitando na quarentena

Foto: Pixabay

Já sabemos que a atividade física traz grandes benefícios para a nossa saúde, mas nunca nos preocupamos tanto com ela quanto agora. A importância de pulmões limpos, com a imunidade alta, com os bons índices do HDL, da obesidade, etc.

Mas como controlar isso agora? E pior: como melhorar isso sem poder sair de casa?

Fazendo exercícios em casa, os aparelhos e as esteiras ficaram nas academias, mas graças à criatividade e a boa vontade de inúmeros professores de Educação Física, nossas redes sociais estão recheadas de excelentes profissionais dando diversas dicas e aulas ao vivo em diversas modalidades, com diferentes estímulos e materiais a serem usados. A sensação de bem-estar após um treino de jump sem cama elástica pode ser sentida. E a imensa ansiedade que estamos vivendo pode ser diminuída com uma boa aula de zumba. Isso sem falar daquela contração máxima dos músculos depois de um set de hipertrofia. Todos esses benefícios podem ser alcançados com essas aulas online.

São inúmeros os benefícios da prática de exercícios em casa durante essa quarentena. Dentre eles estão: a diminuição do apetite; a melhora do humor; a perda de gordura (emagrecimento); o enrijecimento dos músculos; coordenação motora mais desenvolvida; a melhora da imunidade; e o retardo do envelhecimento. Sem contar a probabilidade de quadros de depressão, mas por liberarmos a serotonina ─ hormônio conhecido como molécula da felicidade ─ durante a atividade, essa probabilidade também diminui. Além disso, quando temos consciência de que estamos nos tratando melhor, damos mais um passo em direção à auto-satisfação.

Então, a dica de quarentena aqui da nossa coluna é: se movimente, não fique parado!
pt Português
X
EDITORIAS