Senador Flávio Bolsonaro volta a ser investigado pelo MP

Foto: Reprodução

A Justiça do Rio de Janeiro decidiu, em 23 de março, que o senador Flávio Bolsonaro continue a ser investigado pelo Ministério Público (MPRJ) pelos crimes de “rachadinhas”, que teria cometido no período em que atuou como deputado estadual. As suspeitas contra ele envolvem os crimes de peculato, organização criminosa e lavagem de dinheiro. Ele nega as acusações. A decisão é da desembargadora Suimei Cavalieri, da 3ª Câmara Criminal, a mesma que havia suspendido a investigação em 11 de março.

O pedido de suspensão partiu da defesa de Flávio, que alegou que os fatos são relativos ao tempo em que ele trabalhava na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) e, por isso, deveriam ser analisados em segunda instância. No entanto, a desembargadora reconsiderou a decisão e citou que a pandemia de coronavírus suspendeu as sessões de julgamento até 31 de março, e então ela voltou atrás. A espera pela análise de outros desembargadores poderia fazer a suspensão do processo se perpetuar sem definição.

pt Português
X
EDITORIAS