Como arrumar comida para alimentar tanta gente?

No Rio, voluntários criaram um grupo de WhatsApp chamado Reação e União, cujo intuito, é amenizar os impactos da pandemia do coronavírus na cidade. Os participantes têm se movimentado para agir, com a premência e a abnegação que o assunto exige.

O Reação e União tem feito uma convocação aos artistas para que gravem vídeos e compartilhem em suas redes, direcionados às favelas. A ideia é informar e conscientizar sobre o problema. Quem quiser participar pode enviar o filme pelo número (21) 98107-2342. Deve-se usar a hashtag #todentro.

Veja algumas instituições para você ajudar:

  • O centro comunitário Casa Amarela Providência, criado pelo artista plástico francês JR, tem recebido doações financeiras para compra de cestas básicas e produtos de higiene para os moradores do Morro da Providência. Pessoas de confiança da favela vão recepcionar o material e distribuí-lo para os moradores. As doações podem ser feitas para Casa Amarela, Banco Bradesco, agência 0448, conta corrente 12520-2, CNPJ: 25.144.594/0001-35.
  • A ONG Rio de Paz, de Antônio Carlos Costa, distribuiu três toneladas de alimentos na quadra da Escola de Samba do Unidos Jacarezinho. A ideia é doar mais. Para isso, pedem contribuições para Rio de Paz, Banco Itaú, agência 1185, conta 44820-4, CNPJ 09.551.891/0001-49.
  • A CUFA está com o bloco na rua, neste momento de tensão. São milhares de voluntários. Contato no tel.: 21-969411515.

Foto: Reprodução

pt Português
X
EDITORIAS