Governo revoga nomeação de Mantovani à presidência da Funarte

Funarte no Rio de Janeiro / Foto: Agência Brasil

O governo federal revogou a nomeação do maestro Dante Henrique Mantovani para a presidência da Fundação Nacional das Artes (Funarte). Ele havia sido readmitido nesta terça-feira (5), após ser demitido pela secretária de Cultura, Regina Duarte.

Em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), o governo publicou uma portaria que torna “sem efeito” a nomeação de Mantovani, que havia sido assinada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Walter Braga Netto.

Mantovani ficou famoso por ter dito que o rock ativa drogas, sexo, aborto e satanismo, em vídeo publicado na internet. Sua primeira nomeação ao cargo na Funarte ocorreu em dezembro. Ele ficou no posto até março deste ano. Quando Regina chegou ao governo, demitiu Mantovani mas não colocou alguém no lugar.

A Funarte está vinculada ao Ministério do Turismo e é responsável pelas políticas públicas de fomento às artes no país. A instituição tem mais de 40 anos e alcança as áreas de circo, dança e teatro; de música, de concerto, popular e de bandas; de artes visuais; e da preservação da memória das artes e a pesquisa na esfera artística.

pt Português
X
EDITORIAS