Próxima Parada,” Feira das Yabás”

Por Alessandro Monteiro

Tradicional evento do subúrbio carioca, a Feira das Yabás, reúne um clima de descontração, boa comida, música brasileira e um astral lá em cima. O local se tornou o berço do samba, rodeado pelas 16 barracas das tias de Madureira que preparam deliciosas receitas da gastronomia afro-brasileira em suas barracas e muito artesanato.

Tia Surica, representando a Velha Guarda da Portela, oferece mocotó e aipim com carne-seca e Neide Santana cozinha feijoada de camarão, angu à baiana e feijão amigo. Já Dona Neném, a mais velha das tias, com quase 90 anos, prepara rabada com batata, angu e bolinho de abóbora. Os doces ficam por conta de Vera de Jesus. Os preços das refeições ficam em torno de R$ 15.

 

Yabá, que quer dizer Mãe Rainha, um termo utilizado no Brasil para definir todos os orixás femininos. No bairro sede das tradicionais escolas de samba Portela e Império Serrano, Yabá faz referência às matriarcas das famílias da região, que preparam com todo amor pratos que preservam a influência africana na nossa mesa.

Completando a programação da feira, a animada roda de samba é comandada pelo próprio Marquinhos de Oswaldo Cruz, idealizador da feira e compositor carioca, que convida a cada edição um bamba para dar uma canja e apreciar as iguarias feitas pelas Yabás.

Já passaram por lá nomes como Monarco, Dona Ivone Lara, Almir Guineto, Wilson Moreira, Teresa Cristina, Ana Costa, Leandro Sapucahy e Fundo de Quintal.

A feira acontece na Praça Paulo da Portela, no bairro de Oswaldo Cruz, subúrbio carioca, sempre no segundo domingo do mês.

Foto: Reprodução

pt Português
X
EDITORIAS