Que tal ir à Lua sem sair de casa?

Fotos: Reproduções

Por Sandro Barros

Que tal uma viagem sem sair de casa? Está aí uma excelente opção em tempos de quarentena, em que você sequer precisa se preocupar com bagagens, hospedagem e reservas. É só se conectar a internet e você vai para a Lua, mesmo não sendo astronauta.

Estamos falando do Museu de Astronomia e Ciências Afins do Rio de Janeiro (Mast). Mesmo com o fechamento por tempo indeterminado do local, o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) ─ ao qual é vinculado ─ disponibiliza algumas atividades para quem quer visitá-lo. É o ‘Museu de Astronomia Dentro da sua Casa’. No site do Museu ─ www.mast.br ─ encontramos opções divertidas para você e sua família preencherem o tempo com atividades lúdicas e informativas.

E para ir à Lua é simples: acesse https://go.superviz.com/b8sK3z4LX4, que utiliza a plataforma SuperViz. Lá você pode interagir na superfície lunar, abrindo informações como textos, fotos e vídeos. A experiência é multiplataforma, roda pelo navegador e pode ser acessada por computadores, tablets e smartphones. Basta deslocar o cursor na tela e clicar sobre a opção escolhida para abrir.

Tour 360º e bonecos

Pelo endereço https://app.mast.br/ é possível acessar o WebApp do Museu, que permite fazer um passeio virtual pelo Campus do Mast e Observatório Nacional, com direito a tour 360°. Com navegação simples, esse WebApp exibe o menu na tela inicial com opções em português e em inglês e sete categorias de informações. Em ‘Audioguia’, o usuário vai dispor de todo o conteúdo gravado, desde a locução das boas-vindas até as descrições sobre instrumentos, pavilhões de lunetas e outras edificações. E em ‘Sobre o Campus’ há um resumo da história do Museu e do Observatório Nacional.

E o Mast também lançou uma coleção de bonecos de papel, para imprimir e montar em casa, que representam personalidades e elementos da astronomia e das ciências afins. Semanalmente, o Museu disponibiliza moldes para baixar e divertir as crianças. Os quatro primeiros bonecos foram os dos cientistas Albert Einstein e Henrique Morize e representações lúdicas da Lua e do Sol.

Sobre o Museu

O Mast foi criado em 8 de março de 1985 para absorver peças do Observatório Nacional, que fica no mesmo terreno. Além da reserva técnica formada por essas peças que seriam descartadas em 1985, há exposições planejadas principalmente para crianças. Uma parte do local é voltada para a Astronomia, com planetário inflável e observação do céu. No Campus do Museu ainda se encontra o segundo maior meteorito que já caiu no Brasil e os pavilhões das lunetas já usadas por astrônomos do Observatório. O museu fica na Rua General Bruce, 586, em São Cristóvão, Zona Norte carioca.

EDITORIAS