RJ: rede pública no estado pode ter déficit de 25 mil vagas nos hospitais

Foto: Pixabay

Por Sandro Barros

Diante do aumento do número de pessoas contaminadas pela covid-19, o governo estadual do Rio de Janeiro fez uma projeção assustadora para as duas primeiras semanas de maio: haverá a necessidade de 21 mil leitos de enfermaria e sete mil de UTI. No entanto, a rede pública espera ter ao todo, entre enfermarias e UTIs, 3,4 mil leitos. Isso pode gerar um déficit de 25 mil vagas nos hospitais.

No final de abril a fila por uma vaga somava mais de 300 pessoas. O Rio é o segundo estado com mais casos da doença, atrás apenas de São Paulo.

Com essa nova projeção, o governador Wilson Witzel (PSC) estendeu a quarentena no estado até 11 de maio. Na capital, o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) estendeu o isolamento social para 15 de maio. As decisões foram publicadas em Diário Oficial no dia 30 de abril. Na vizinha Niterói, o isolamento foi prorrogado para o dia 20.

pt Português
X
EDITORIAS