Dicas para aproveitar melhor as aulas online

Foto: Reprodução

A crise provocada pelo coronavírus criou uma situação antes só imaginada na ficção, em livros e filmes catástrofe. No mundo inteiro, pessoas, empresas e governos tiveram que se adaptar e se reinventar. Isolamento social, hábitos mais severos de higiene, formas completamente novas de viver. Nessa reviravolta, estudantes precisaram reaprender a aprender e professores tiveram que reaprender a ensinar.

Pensando no desafio desse “novo normal”, a gerente pedagógica da rede YES! Idiomas, Bianca Alves, compilou algumas sugestões para facilitar a rotina.

Para os alunos: dicas para aproveitar melhor as aulas online

1) Preparar o ambiente para estudar. Escolher um cantinho de sua casa em que a chance de distrações seja a menor possível.  Um ambiente iluminado e silencioso é o ideal para se concentrar nos estudos.

2) Separar o material necessário.  Deixar ao seu alcance o essencial para o estudo como lápis, borracha, canetas, marcadores, blocos de anotações, caderno e livros, celular, tablet ou notebook, carregadores, suportes, etc. Ter o material próximo evita a necessidade de parar a todo o momento as atividades para buscar algo e diminui a possibilidade de distrações.

3) Fazer um cronograma de estudos e seguir uma rotina. A dica é seguir a rotina que você teria se fosse à escola: acordar cedo, vestir-se adequadamente, tomar o café da manhã no horário normal e focar nas atividades seguindo os conteúdos programáticos que foram disponibilizados pela escola.

Lembre-se de incluir os períodos de pausa no seu cronograma.  Estipular alguns minutos entre as disciplinas ou aulas para se alongar, comer algo ou conversar com a família, por exemplo.

4) Conectar-se com os colegas. Falar com os amigos para trocar informações relevantes e tirar dúvidas uns com os outros.

Para os professores: dicas para preparar boas aulas online

1) Preparar-se com antecedência vai ajudar ao professor a revisar melhor o conteúdo, a analisar se as ideias estão claras e a saber se o tempo será suficiente.
Ter em mente que o ambiente virtual é diferente do presencial, logo, explorar diferentes formatos de materiais, que muitas vezes não são tão utilizados em sala de aula: citar ilustrações, animações, infográficos, podcasts, webinários, livros digitais, dentre outros. O importante é que esses conteúdos sejam objetivos e tragam a quantidade de informação necessária.

2) Ter um cenário adequado. Gravar os vídeos em um espaço com boa iluminação natural ou bem iluminado. Um vídeo muito escuro fica mais difícil de visualizar, dificultando o aprendizado. Apresentar suas aulas em ambientes mais limpos, claros e neutros, com mobiliário adequado (estante ou prateleira de livros), utilizar recursos visuais, como slides, mapas, etc.

3) Oratória.  A primeira dica é falar pausadamente. Reduzir um pouco o ritmo natural da fala colabora para que os estudantes acompanhem todo o conteúdo passado sem que tenham dificuldades de entendimento. O tom de voz também é importante, pois se comunicar de maneira segura transmite autoridade sobre o conteúdo que está sendo passado.

4) Interagir com os alunos.  Manter a proximidade com seus alunos e criar momentos de empatia e interação com eles. Embora a aula seja à distância, os alunos precisam sentir que o professor está presente. O professor pode oferecer diferentes canais de comunicação para que os alunos possam conversar entre eles e tirar dúvidas. Incentivar o diálogo e se colocar à disposição fará com que a adaptação dos alunos para esse novo formato de aulas aconteça com mais naturalidade.

 

pt Português
X
EDITORIAS