Benedita “abraça” Casa de Parto na Zona Oeste e defende prioridade máxima à saúde da mulher

Foto: Wagner Silva

A candidata da coligação “É a Vez do Povo” à prefeitura do Rio de Janeiro, Benedita da Silva, promoveu nesta quarta-feira (21/10) um abraço simbólico na Casa de Parto David Capistrano, a única em atividade na cidade, em Realengo, na Zona Oeste. Ao lado de sua candidata a vice, a Enfermeira Rejane, ela falou de seus programas para atendimento e acolhimento da maior parcela da população da cidade. As gestantes terão atenção especial no governo Benedita, que planeja abrir mais casas de parto humanizado e criar um programa de educação perinatal para as grávidas.

No governo Crivella, o número de mulheres atendidas pelo programa “Cegonha Carioca” caiu em quase 20 mil, passando de 110.242 atendimentos, em 2016, para 91.044 em 2019. “É por isso que a gente precisa dar prioridade
à reconstrução da rede de apoio à saúde da mulher. No nosso governo, cuidar integralmente da saúde das mulheres será prioridade máxima, especialmente das mais pobres e negras”, disse Benedita.

Foto: Wagner Silva

A candidata garantiu que as unidades de saúde terão médicos ginecologistas e oncologistas à disposição das mulheres. Ela defendeu a compra de mamógrafos em massa para que nenhuma carioca tenha diagnóstico tardio
de câncer de mama. “Muitas famílias são destruídas quando a mulher descobre tarde demais que tem câncer de mama. Poderíamos poupar muitas vidas se a doença fosse diagnosticada mais cedo”, afirmou Rejane, que acompanhou Benedita pela Zona Oeste, assim como vários candidatos e candidatas à Câmara de Vereadores.

No abraço à Casa de Parto, Benedita conheceu Florence Daflon, de 5 anos, que nasceu na David Capistrano. Ela estava acompanhada da mãe, Cristiane, enfermeira que mora em Campo Grande, também na Zona Oeste. “Não há nada melhor para uma mãe que um parto humanizado como foi o meu aqui. Fui muito bem atendida antes, durante e depois do nascimento da Florence”, disse Cristiane. Alegre e saudável, a garotinha é o símbolo da saúde que Benedita quer ver no Rio a partir de primeiro de janeiro de 2021.

pt Português
X
EDITORIAS