Ligações telefônicas de robôs se tornam um problema com solução!

Foto: Pixabay

Umas das operadoras de telefonias foi condenada a  indenizar idoso por ligações publicitárias abusivas com ofertas de produtos e serviços, posto que o idoso recebeu, no segundo semestre do ano passado, ligações e mensagens de texto que nos meses de maio e junho se intensificaram e passaram a ser, em média, de 15 a 20 por dia. As mensagens eram todas robotizadas e ofereciam serviços ou propaganda. A insistência das chamadas perturbaram o consumidor que ajuizou ação contra a operadora e ganhou.

Mas saiba que existe mecanismo para bloquear estas chamadas indesejadas, que em excesso caracteriza ato ilícito, passível de indenização por danos morais e a obrigação da operadora de se abster de fazer outras ligações, ficando caracterizado sim, abusivas as incansáveis ligações publicitárias.

E a operadora  apesar de ciente de que o consumidor não tinha interesse no serviço oferecido continuou realizando inúmeras ligações publicitárias, por diversos meios, o que caracteriza violação de direito da personalidade da ensejando indenização por dano moral .

Para se proteger contra estas aborrecidas ligações há maneiras que a própria internet ensina, vai umas dicas: Evite atender as ligações; não se relacione,  se atender acidentalmente a uma ligação automática, melhor não dizer nenhuma palavra.

Também evite responder a qualquer questão principalmente usando a palavra “sim”, porque os golpistas podem gravar sua voz e usá-la mais tarde na aprovação de alguma coisa, como uma compra ou um novo cartão de crédito; Não pressione números: mesmo que a gravação diga algo como “aperte a tecla tal para remover seu número desta lista”, não faça isso! Prefira tirar o seu número do cadastro, pois se  estaria dizendo ao robô que seu número funciona e que ele pode continuar te ligando.

Desligue a ligação automática: não deixe que eles desperdicem em mesmo um segundo do seu tempo. Apenas desligue imediatamente. Não forneça nenhuma informação pessoal, não se deixe enganar dando ou confirmando qualquer informação pessoal para alguém pelo telefone. Verifique você mesmo qualquer suposto “problema”: se você receber uma ligação de alguém se passando por uma agência ou empresa com quem faz negócios, não confie.

Muitas informações pessoais estão disponíveis na web. Então, mesmo que alguém saiba de detalhes sobre você, como seu endereço ou o nome dos membros da sua família, isso não significa que são legítimos. Desligue e descubra o número por você mesmo (confira uma conta – online ou em papel – daquela companhia) e ligue diretamente para verificar se há realmente algum problema para resolver. Não responda a ligações de números desconhecidos. Bloqueie ligações automáticas no seu telefone fixo

Bloqueie robocalls no iPhone ou Android bloqueando números conhecidos em fraudes, e usar o modo “não perturbe” , colocando os seus contatos na “lista de permissões” .

Mas saiba que estas ligações inoportunas, podem e deve acabar. Mas para isto você tem que, exercendo seus direitos, reclamar junto as operadoras, as agências telefônicas e a Justiça. Fique de olho!

 

pt Português
X
EDITORIAS