Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

Eficácia da vacina de Oxford contra Covid-19 alcança o número de 90%

Imagem de fernando zhiminaicela por Pixabay
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

A Universidade de Oxford (Reino Unido) e a farmacêutica britânica AstraZeneca, anunciaram que sua vacina candidata, contra a Covid-19, a ChAdOx1 nCov-2019, tem eficácia de 90%, contando com apenas uma dose, indicam dados preliminares de seus ensaios clínicos. O imunizante, testado no Brasil, é desenvolvido a partir de um adenovírus de chimpanzé usado como vetor viral para estimular a resposta imunológica contra o Sars-CoV-2.

A vacina não teve nenhum efeito grave de segurança relacionado e ela foi bem tolerada em todos os regimes de doses, de acordo com os dados. Até o momento, a vacina de Oxford é a única com acordo firmado com o governo brasileiro. O Instituto Butantan, ligado ao governo de São Paulo, também selou compromissos com a Coronavac.

Esta vacina da Oxford/AstraZeneca está sendo testada no Brasil em estudo liderado pelo Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). O Ministério da Saúde fez acordo com a farmacêutica para adquirir doses da vacina e para a produção dela no Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

pt Português
X
Open chat