Finanças em momento de pandemia

O mundo vive um momento de incerteza em vários aspectos por conta do coronavírus. Em momentos como esses a incerteza econômica surge, deixando as pessoas sem saber como agirem. Pensando nessa angustia resolvi compartilhar algumas mudanças salutares que podemos adotar para nossas vidas.

Já que ter pessoas externas trabalhando para gente acaba sendo um aspecto imprudente, que tal aprender a fazer algumas coisas que antes eram delegadas a terceiros? Quando tomamos posse de nossas vidas passamos a observar mais calmamente onde estamos gastando mais. Já não dá para gastar com manicure e cabeleireiros desmedidamente, então que tal dar uma olhada em alguns tutoriais no youtube, por exemplo, e aprender você mesmo fazer? Se analisarmos bem, existem inúmeras coisas que podemos realizar e nem sabíamos que tínhamos tantas habilidades.

Devemos lembrar que, apesar do comércio estar voltando, ainda não há vacina definitiva para o vírus. Muitos planos tiveram que ser adiados ou suspensos por tempo indeterminado. Por isso, questões de direito do consumidor também se tornaram ainda mais importantes durante o período de restrições de movimento. Que tal renegociar? Todo mundo sabe que é chato, mas neste período em que temos mais tempo é uma boa hora para renegociar tarifas em bancos, de cartão de crédito, a conta do celular. Aproveite para fazer uma pesquisa de preços de serviços como TV a cabo ou internet. A ideia é, se você já tinha dívidas, substituir juros altos por juros menores e focar em quitar o quanto antes.

Devemos ter muito cuidado com o dinheiro. O controle das contas é essencial agora. Conversar abertamente com a família nesse momento é o ideal. Estipular novos sonhos, novos objetivos, novas metas…
Nesse final de ano, por exemplo, será que vale a pena gastar em uma viagem quando a incerteza ainda é grande com relação à questão de proteção? Que tal, ao invés de um hotel ou resort na praia, reunir toda a família em casa mesmo? Não podemos esquecer que normalmente os grandes tributos vêm em janeiro e é um mês de férias escolares, em que os custos acabam sendo ainda maiores, concordam?

Novo normal: é hora de equilibrar as contas (Foto Pixabay)

O que não devemos perder de vista é que a vida não é estática… tudo muda. E certamente esse momento mudará. Esse é o momento de focar em nosso “eu experiencial”, focar no presente. Observar com muita calma nossas despesas. E parece clichê o que estou escrevendo, mas devemos aprender a viver com menos do que ganhamos. É um exercício diário. ´

Hoje conversei com um grande amigo de 20 anos de vida e essa foi a tônica: aprender a viver com menos. Aprender a dizer não. Aprender a não ter dívidas. Aprender a domar nosso “eu projetivo”. Vejam, não estou dizendo para pararmos de sonhar. Isso é ilimitado. Mas qualquer mudança no amanhã só ocorrerá a partir das decisões que tomamos hoje.

Então meus queridos, que neste final de 2020 sejamos reflexivos. Pare um pouco o que está fazendo e escreva junto com sua família quais são as vinte coisas mais importantes de sua vida. Agora escolha as 5 mais importantes, e não importa o que acontecer, foque nessas cinco coisas. É tempo de reduzir para crescer. É tempo de recriar e inovar. Tenha coragem.

Por Janaína Macedo Calvo, doutoranda em Administração e Sustentabilidade, Economista, Professora da FGV, autora e palestrante.

pt Português
X
EDITORIAS