Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. ©2019 Diário do Rio.

NO BANQUINHO DA PACIÊNCIA…

Foto: Reprodução
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 

O passeio e a caminhada de pedestres e ciclistas nas áreas de lazer da orla do Rio de Janeiro são bastante comuns e têm aumentado com a pandemia, se tornando um modo de evitar aglomerações em ônibus e metrôs, além de se exercitar no dia a dia. E um aspecto que precisa ser abordado é o respeito dos ciclistas em relação à velocidade nas ciclovias. Algumas pessoas exageram neste ponto e acabam provocando alguns acidentes que poderiam ser evitados.

Diante desse cenário, os ciclistas precisam colocar em prática uma regra tão importante quanto esquecida: no trânsito, o mais vulnerável sempre tem preferência. Exemplo, os motoristas sempre devem zelar pelos ciclistas e pedestres. Ao se deparar com um pedestre na ciclovia ou ciclofaixa, deve-se diminuir a velocidade e cuidar da sua segurança.

O pedestre também pode colocar em prática algumas ações que facilitarão a boa convivência: andar no sentido contrário, pois assim verá as bicicletas que se aproximam. Dessa forma, ele mesmo poderá abrir caminho com um passo para o lado.

Seria interessante que a prefeitura regulamentasse o passeio de bicicleta, criando normas para que se mantenha o máximo de segurança possível e que tanto ciclistas quanto pedestres possam passear de forma tranquila.

pt Português
X
Open chat