Categorias
Colunas

Empreender é emocional

A maior parte das pessoas pensam que para conseguir gerir o próprio negócio é necessário somente uma gama de conhecimentos técnicos e algum dinheiro. E imersos a essa crença, se esquecem de usar um recurso muito pessoal, chamado: Criatividade.

Todavia, não fique surpreso, mas a criatividade é mais importante que o conhecimento. Pois o conhecimento de certa forma, é limitado e pode ser duplicado. No entanto a imaginação é uma fonte inesgotável de recursos criativos. Empreender é inovar. Porém, o conhecimento em hipótese alguma deve ser negligenciado, tendo em vista que ambos precisam se conectar de maneira sinérgica para concretização do seu negócio.

Em um futuro próximo 80% das empresas que não estiverem no negócio digital, irão quebrar. Fatores como esse, geram uma forte tendência para que todos os empreendedores estejam com serviços e recursos muito parecidos, reduzindo assim as chances de criarem diferencial competitivo. Então, como se sobressair? Empreender é sobretudo, algo que começa dentro de você, com as suas emoções. Já parou para pensar que esse poderá ser o diferencial mais decisivo? Não importa de onde você saiu ou onde você está, o que importa é onde você quer chegar. E para isso o primeiro passo é se conhecer, analisar as suas emoções, saber como você reage frente aos estímulos que surgem no seu dia a dia. Tenha clareza do que você sente. Desenvolva-se e se preciso for, busque ajuda profissional para desenvolver a sua automotivação, empatia, o seu relacionamento interpessoal e alto-controle. Até porque se o seu emocional não estiver satisfatoriamente saciado, o dinheiro que possivelmente você vier a ganhar com o seu negócio, nunca irá cumprir esse papel. Resultando consequentemente na falência do seu empreendimento também.

A verdade liberta e se você ainda não sabe, eu vou te contar. Empreender traz algo mais importante que salário, pois traz lucro, empreender significa também ter liberdade e dependendo do negócio escolhido, também traz segurança. Mas eu também preciso te contar que não é algo extremamente fácil. Mas se por um acaso doer muito, lembre-se: Quando isso acontecer, seja resiliente, pois você vai estar prestes a avançar de nível. E é revigorante! No entanto, faz sentido para você o fato de que as suas emoções determinam as suas reações? Pois é, uma má reação pode acabar com as suas oportunidades de negócio para sempre. Busque emoções saudáveis! Para isso eu sugiro que você assista, leia, ouça e busque amizades mais evoluídas que você; isso irá lhe desenvolver como pessoa. Porque mesmo que você seja uma “Ferrari”, se você não colocar o combustível certo, você nunca, vai sair do lugar.

Todavia, mudar a mentalidade é fator decisivo para progredir emocionalmente. Por isso, avalie-se e se for o seu caso, livre-se do orgulho, da prepotência, da arrogância. E para de pensar que ninguém gosta de você, ao mesmo tempo que esteja forjando a sua melhor versão de si mesmo. Emoções saudáveis são o primeiro passo para prosperidade financeira. Depois de si próprio, comece a mudança pela sua casa, cuide da harmonia dela, edifica-a, prefira dizer palavras positivas, porque as palavras tem o poder de atrair situações, coisas e pessoas para sua vida. A potência que você quer vivenciar está na sua falta de cocriação e de fé no criador (Jah), mas saiba Deus não gosta de sócio preguiçoso, trabalhe suas emoções. A mente humana grava e executa tudo o que lhe é enviado, seja através de palavras ou pensamentos; sejam eles positivos ou negativos, basta que você aceite. O seu consciente é o comandante, o seu subconsciente processa, acata e devolve de volta para o seu consciente, de forma que ele materializa suas crenças e suas emoções, finalmente por meio dos seus pensamentos. O negócio é sério e está intrinsecamente ligado ao seu emocional.

Cada ser é um universo. Treine olha-los com empatia. Para isso, seja um agente de transformação. Não empreenda apenas pelo dinheiro. “O dinheiro corre de quem corre atrás dele”. Coloque amor no que faz e o dinheiro certamente virá por tabela. E uma dica bem em conta: Reconfigure a sua mente até mesmo através de um livro. Funciona!

Entretanto, tudo isso é um bom começo para limpar o lixo que você ás vezes sem saber, deixou que colocassem dentro da sua mente. Limpe e acrescente. E creia, existe um diamante dentro de cada um de nós a ser lapidado. Então, mexa-se!

Luciana Marques

Profissional de Marketing e Escritora

[email protected]

Categorias
Fernanda Haddock Lobo | Comer Bem

Bolo de flocão

INGREDIENTES

− 1 xícara de flocão de milho
− xícara de leite
− 4 ovos
− 1 xícara de óleo
− 1 xícara de açúcar
− 100g. de queijo ralado
− 1 colher de sobremesa de fermento em pó

Misture o flocão de milho com o leite e deixe hidratando por 30 minutos.
No liquidificador, bata os ovos, o óleo, o açúcar e o queijo ralado. Acrescente ao liquidificador o flocão hidratado e o fermento e bata rapidamente. Coloque em uma forma untada e leve ao forno pré-aquecido por 30 minutos.

Fernanda Haddock Lobo
@fernandahlobo

Categorias
Maria Martins | Saúde do Trabalhador

Orientações aos trabalhadores sobre a Covid-19

Todos os dias, além da sua casa, você entra na casa de milhões de outros trabalhadores através do seu trabalho e das coisas que são resultado dele. Você é uma parte muito importante do processo produtivo econômico e da promoção e da manutenção da saúde de toda a sociedade brasileira. Por isso, vale manter atenção redobrada com você e com seus colegas para evitar o contágio por Covid-19 no seu local de trabalho!
Procure conhecer e respeitar todas as orientações e os protocolos específicos de cuidados para a prevenção (redução/eliminação) da transmissão da Covid-19 que são divulgados por sua empresa, pelo Ministério da Saúde e por outros órgãos públicos competentes. Compreenda que esses protocolos de cuidados podem ser modificados a cada etapa desta pandemia e a partir de novos conhecimentos pesquisados.
Certifique-se de que a organização está realizando os protocolos de limpeza e desinfecção freqüentemente de todo seu posto/estação de trabalho: máquinas, ferramentas, equipamentos, objetos utilizados para o trabalho e superfícies próximas, principalmente aquelas que são tocadas durante a atividade de trabalho. Neste momento, é muito importante garantir a efetividade dessas medidas!
Lave as mãos freqüentemente com água e sabão por, pelo menos, 20 segundos, seguindo a forma correta de higienização Se água e sabão não estiverem disponíveis, a organização deve disponibilizar, com fácil acesso, o uso de um desinfetante para as mãos com pelo menos 70% de álcool. Observe o distanciamento social mais seguro possível Evite aglomerações. Lembre-se de que gotículas expelidas pela boca podem chegar a 2 metros de distância ou mais, dependendo das condições das partículas suspensas ou de correntes de ar existentes.
Assim, mantenha o máximo de distância possível para reduzir o risco de contaminação. O grau de proteção aumenta quanto maior a distância. Procure estratégias para evitar aproximações físicas com outros colegas durante as atividades de trabalho e também nos intervalos de refeição e nas pausas para descanso. Lembre-se de que, quanto maior a distância física, mais seguro você está na prevenção da Covid-19. Evite aproximações menores que a distância de um metro. Mantenha-se vestido com máscara facial.

Procure conhecer e respeitar todas as orientações e os protocolos específicos de cuidados para a prevenção (redução/eliminação) da transmissão da Covid-19

Maria Martins, Assessora sindical e jornalista

Categorias
Vitor Chimento | Serra

Uana Ete

O jardim Uana – Ete ( multidão de vagalumes, na língua geral indígena) foi idealizado pela harpista Cristina Braga e pelo contrabaixista Ricardo Medeiros, movidos pelo amor pela música e o respeito à natureza . O espaço, em Vassouras, tem cerca de 135.000 m2 , com mais de 30 mil exemplares de árvores da flora nativa, formado por gramados, bosques e com cerca de 5 Km para prática de caminhada.
Em suas construções foram utilizados materiais reciclados, com portas e janelas, ao invés de paredes, e que se abrem para o verde. Seus jardins possuem atrações permanentes e interativas, tais como: o Caminho das Acácias, com placas de exercícios de yoga e meditação. O Bosque dos Sinos, com diversos formatos de sons; a Árvore dos Cristais, que possui a pedra de ametista em seu interior; a Árvore das Infinitas Possibilidades, onde os visitantes enlaçam fitas coloridas para realização de desejos e o recentemente inaugurado o Labirinto Musical.

− O que a motivou criar o jardim Uaná-Etê?
Cristina Braga − Uaná-Etê é um jardim ecológico, um paraíso eco cultural criado com carinho para provocar a reflexão sobre a importância da música e da natureza e proporcionar um espaço de beleza, paz para as pessoas: coisas que se alcançam mais facilmente entre flores,florestas e música. Inauguramos, eu e Ricardo Medeiros, em novembro de 2014, com uma maravilhosa pequena equipe de colaboradores, produtores culturais e jardineiros e temos muito trabalho, com muita animação . Parece que a natureza resolve recompensar o esforço de todos: temos tido os mais inesperados acontecimentos cotidianos por aqui. Já vivemos uma raríssima neve de alecrim (o jardim inteiro estava com os alecrins do campo floridos e o vento causou um fenômeno ímpar que cobriu de branco o chão e os campos). Noites repletas de vaga-lumes na beira das matas, visitantes que voltam porque seus desejos, escritos em fitas de cetim e amarradas na árvore das infinitas possibilidades, se realizaram.
E hoje sediamos o primeiro Labirinto da Música no mundo, um projeto genial da paisagista Maritza Orleans Bragança, que se encantou pelo jardim ( e o jardim por ela ) e condensou em um percurso reflexivo a força e a importância da música como arte e como ciência.


Qual a finalidade e importância do Labirinto Musical?
Cristina Braga – O Labirinto da Música mostra como o som está na base de toda criação. Maritza Orleans e Bragança sintetizou, em pequenos jardins ,câmeras dentro do percurso, o ritmo, a relação do homem primitivo com a música, a sequência de Fibonacci, o teorema musical de Pitágoras, a acústica, o ouvir, o ouvido, as sete notas musicais em canteiros de flores, um anfiteatro para apresentações repleto de contrastes, e, por fim, o Labirinto do monocórdio divino, teoria do filósofo inglês Robert Fludd, de que o homem é um elo de ligação: conecta o espírito absoluto à matéria absoluta.

Quais são os projetos do jardim para o futuro?
Cristina Braga – Muitos, Os mais próximos são agora definir os Dias Prateados, 30 de setembro e 1 de outubro, com um dia de bem estar, caminhadas, sorvetes e o outro com um baile prateado para as pessoas de alma ou cabelos prateados. Neste dia tivemos o cantor e dublador Marcelo Coutinho , que dublou as vozes do Rei Leão, do Príncipe da animação Pocahontas, e muito mais. Um grande artista. E de 12 a 14 de outubro tivemos a semana das crianças, com uma casa de biscoitos e doces gigantes aberta à visitação, além de inúmeras atividades para crianças. Já estamos planejando novas atividades. Fica, então, uma grande uma grande dica para os leitores do Diário do Rio: uma visita ao jardim ecológico Uana Ete.
Tel.: (24) 24681550.

Vitor Chimento
Biólogo e jornalista MTb 38582RJ
[email protected]

Categorias
Notícias do Jornal Turismo

“O turismo é o novo petróleo’

Marcelo Moraes, gerente de marketing do hotel Rio Othon e produtor de eventos, fala sobre a retomada nott setor e aposta no potencial imensurável de o Rio atrair visitantes e gerar emprego e renda
Por Claudia Mastrange

Com a flexibilização da quarentena no Rio, decretada pelo Prefeito Marcelo Crivella, a cidade entrou na fase e as atividades culturais e turísticas começam a ganhar fôlego. Gerente de Marketing, eventos e relações públicas do tradicional hotel Rio Othon Palace, em Copacabana, no Rio de Janeiro, Marcelo Moares é o responsável pelos grandiosos eventos no local. Considerado um dos reis da noite carioca, ele comemora a retomada  da movimentação no setor. “A retomada será lenta e gradual, com uma maior força para o turismo interno. A hotelaria, por exemplo, começa o processo de recuperação de forma tímida, fomentada com esse turista”, informa Marcelo, em entrevista ao Diário do Rio.

Formado em Economia e pós-graduado em Finanças., Marcelo, que começou na área, em 2016, após um convite da equipe da dupla sertaneja Zezé Di Camargo & Luciano, para produzir o camarote `É o Amor´, na Marquês de Sapucaí. “Me apaixonei de tal forma, que, no ano seguinte, fiz o Lounge Carioca, também na avenida”, lembra ele,.também  produtor do ´Brazilian Day Newark´, em Nova Jersey, nos Estados Unidos, que surgiu há dois anos e deve retornar, em 2021, por conta da pandemia.

Diário do Rio – Como o Turismo em geral e mais especificamente no Rio foi afetado nessa pandemia? Com a gradual abertura, como está a retomada das atividades de turismo e no setor hoteleiro?

Marcelo Moraes – Estamos muito otimistas quanto à retomada. Ela tem sido mais devagar do que o esperado, porém vimos a ocupação saltar de 3% no ápice da pandemia, em abril, para 24%, em outubro. Os feriados ajudaram muito, pois neles tivemos ápices de 50% de ocupação, além dos turistas elegerem o Rio como principal destino.

DR – Qual a sua expectativa de recuperação já para as festas de fim de ano e o Verão?

Quanto às festas de fim de ano, acredito que tanto nossa ceia de Natal quanto as nossas três festas de réveillon tenham lotação máxima, dentro das novas regras permitidas. Assim, poderemos passar com nossos amigos e familiares estando protegidos. Acredito que teremos uma ocupação beirando os 70%, o que seria incrível e a maior do ano pós-pandemia, mas em relação a 2019, onde tivemos 100% de ocupação.

DR – O que mudou na logística dos serviços e no atendimento?

Praticamente tudo. Estamos vivendo uma nova realidade. Começando pela
obrigatoriedade do uso de máscaras, tapetes sanitizantes nas entradas,
dispensers de álcool gel espalhados pelo hotel (entradas, elevadores,
banheiros e salas de eventos), além da sanitização dos quartos com
quaternário de amônia. Tanto café da manhã como almoço, estão sendo
servidos por nossos funcionários respeitando os distanciamentos. Quem
quiser, pode optar pelo café da manhã no quarto.

-Em meio a tantos transtornos no setor, gerados por essa pandemia, qual o lado positivo.?
A volta dos turistas de redondeza e, até mesmo, da própria cidade. Muito bacana recebermos quase 100% de turistasbrasileiros.

DR – Que mudanças vieram para ficar no setor?
Diante da pandemia, certamente vieram para ficar os eventos híbridos, a maior atenção à higienização por parte de todos e um certo distanciamento social.

Para o especialista, vocação turística do Rio deve ser melhor trabalhada (Foto :Pixabay)

DR – O senhor citou a produção de eventos no fim do
ano… Acredita ser possível assegurar a segurança, controlar pessoas em comemorações em plena pandemia?

Não só acredito, como tenho a plena certeza. As festas de fim de ano
virão de maneira diferente. Menos pessoas, máscaras inclusas no kit,
bebidas servidas individualmente, temperatura sendo aferida na entrada,
tapetes ou cabine sanitizante para desinfecção. Sanitização de toda a
área da festa e lugares marcados. A conscientização de cada um também é
muito importante para que tudo flua da melhor forma.

DR Acha que o quesito alegria também funciona como um alento para as pessoas em meio a esse momento delicado que o mundo vive? Haverá a tradicional queima de fogos?
Sim, além de todos os protocolos de segurança, vamos promover uma queima de fogos de 12 minutos no 32º andar do hotel. Sei que o que estamos vivendo, é completamente diferente e que as pessoas têm medo. É claro, todos temos, Mas diante de tudo que passamos e estamos  passando em  2020 precisamos nos divertir um pouco, com segurança.

DR – Por que costuma dizer que o turismo é o novo petróleo?
MM –
O turismo movimenta a cadeia produtiva de uma cidade, pois ele vai desde a hospedagem, passando pelo transporte, alimentação e comércio. Turismo gera emprego, e isso é importante, principalmente no Brasil, onde o índice de desemprego aumentou muito. Lembrando que o turismo também melhora a qualidade de vida. Por tudo isso é o novo petróleo. O turismo, sendo bem explorado, e difundido em uma cidade como o Rio de Janeiro traria um lucro jamais visto.

DR – Há um potencial que pode ser bem mais explorado, certo?

Sim. Precisamos vender uma imagem positiva e propositiva para que todos possam vir ao Rio com segurança e ver o que a cidade tem de mais bonito. O Rio mistura atrações naturais e urbanas. Se você olhar em quase qualquer direção, temos diversos cartões postais. Nós temos um poder para desenvolver culturalmente junto aos órgãos do governo e prefeitura, um potencial imensurável.

DR – O que esperar – e desejar – para 2021?
MM –
A primeira coisa que podemos desejar é que a vacina contra a COVID-19 saia e que isso possa dar estabilidade aos setores. Mesmo não saindo a vacina, precisamos aprender a conviver com a doença, tomando todos os cuidados já citados. Acredito na volta dos turistas e no aumento de ocupação, assim como a volta dos eventos corporativos e sociais que foram reprimidos neste ano. Acredito em um ano positivo.

Categorias
Destaque Rio

Eleito no Rio, Eduardo Paes prioriza ações de combate à pandemia

Eduardo Paes, do  Democratas, foi aleito prefeito da cidade do Rio de Janeiro, com 64,07% dos votos, derrotando Marcelo Crivella, do Republicanos, na votação em segundo turno e já promete colocar a mão na massa nesta segunda, 30 de novembro. O prefeito eleito terá uma reunião ainda hoje com  seu futuro secretário de Saúde, o médico Daniel Soranz, para  definir estratégias de enfrentamento da pandemia de covid-19, cujo número de casos  e mortes voltou a crescer, levando a lotação das UTIs do sistema SUS a ultrapassar 90%. Paes vai solicitar ao Governo Federal liberação de 400 mil a 450 mil testes de detecção do coronavírus e de  200 leitos  nas unidades de saúde, e que deverão estar disponíveis no início do ano.

Logo após o resultado da apuração, no domingo 29, o prefeito eleito do Rio explicitou que a Saúde é sua prioridade absoluta no memento.   “Minha prioridade é a Saúde voltar a funcionar, recuperar as clínicas da família, o BRT… colocar os serviços novamente para funcionar. E trabalhar em parceria com o governo federal, o governo estadual… Estou sempre aberto ao diálogo. O importante é dizer que os cariocas podem comemorar. Afastamos da prefeitura um governo preconceituoso. A cidade está livre do pior prefeito de sua história.  O Rio vai voltar a dar certo. Essa foi uma.vitória dos cariocas. Quero fazer um governo para todos”, declarou, após a vitória confirmada, Paes, de 51 anos, que inicia o seu terceiro mandato à frente a prefeitura Rio, já governou a cidade entre 2009 e 2017.

Categorias
Destaque Rio

Um prefeito para restaurar o Rio

Eduardo Paes e Marcelo Crivella disputam a chance de mudar a triste realidade da Cidade (ainda) Maravilhosa

Por Claudia Mastrange

É hora de decidir. No segundo turno das eleições 2020, Marcelo Crivella e Eduardo Paes disputam a prefeitura do Rio de Janeiro. Um é o atual prefeito e tenta a reeleição. O outro, já governou a cidade por dois mandatos.  É hora de colocar na balança o que cada um fez em seu governo  e as propostas viáveis  que têm para os próximos quatro anos. Afinal eles estarão à frente da cidade que é a maior vitrine do Brasil para o mundo.

Conhecido como a Cidade Maravilhosa, há tempos o Rio está longe desse titulo no cotidiano dos cariocas. São anos de corrupção em várias instâncias, saúde em constante agonia, com unidades de saúde sucateadas e má gestão; educação nota zero; transportes públicos lotados e em péssimas condições para o usuário; população de rua em níveis crescente; comércio fechando as portas… A lista não tem fim!

Diante de tudo isso, vemos os dois candidatos trocando farpas nesta reta final de campanha.  Crivella acusa  Paes de ser o candidato da corrupção, inclusive por suas antigas relações com Sério Cabral,  e que lhe deixou R$15 milhões a menos nos cofres púbicos para governar. Eduardo Paes rebate que suas contas foram aprovadas e que Crivella, o “pai da mentira”, não teve competência para colocar a administração e os serviços da cidade nos trilhos.

A questão é que a população não quer saber de bate-boca, acusações,  baixarias de campanhas e promessas vãs.  O momento é sério e o povo quer propostas urgentes para o caos estabelecido no Rio de Janeiro. Ninguém agüenta mais tantas mazelas e descaso com o dinheiro, os serviços, o patrimônio público maior, que é a nossa cidade.

Então, que possamos avaliar a plataforma de cada um deles e decidir quem, a despeito de todas as falhas que ambos cometeram em suas administrações, merece uma nova chance. Vamos anotar, abrir bem os olhos, escolher conscientemente e depois cobrar  um trabalho comprometido e sério do novo prefeito.  O Rio merece um gestor à sua altura.

PROPOSTAS DE GOVERNO

Eduardo Paes (Democratas)

Foto: Divulgação/Campanha

Tem se declarado radicalmente contra a corrupção, embora no momento ele mesmo esteja sendo investigado. O ex-prefeito do Rio (entre 2009 e 2017) planeja criar uma secretaria de integridade pública, para poder fazer o monitoramento e acompanhamento e controle de todas as ações governamentais e dos agentes públicos.

No transporte, pretende reativar linhas de ônibus que foram tiradas de circulação e, em 100 dias recuperar o BRT, colocando a Guarda Municipal para monitorar o funcionamento, além de criar o BRT Rosa e finalizar até 2022 o BRT Transbrasil, que ligará Deodoro ao Centro do Rio.  E criar um bilhete único integrado para todos os modais, com duração de 3 horas para cada viagem.

Na saúde, pretende contratar mil médicos e 5 mil funcionários, já em seu primeiro ano de mandato, além de investir  na recuperação de Clínicas de Família e Upas  e diminuir o tempo de espera na fila do Sisreg.

Na Educação, quer diminuir a disparidade entre ensino púbico e privado e promete contratar  3 mil professores até 2022, além de expandir a oferta de ensino em tempo integral e número de vagas em creches  e pré-escolas.

Pretende aumentar os níveis de segurança, inclusive nos pontos turísticos  para atrair grandes eventos e possibilitar mais frentes de trabalho e geração de renda,, inclusive com a revitalização do Centro o Rio.

O candidato também propõe a criação de um grupo de elite da Guarda Municipal para reduzir em 20%, até o final de 2023, os crimes em áreas de grande atividade comercial e elevado fluxo de pessoas. Esse grupo usaria armas de fogo.

PERFIL DO CANDIDATO

Eduardo Paes, 50 anos, é Bacharel em direito e ingressou na política como subprefeito da Barra e Jacarepaguá, aos 23 anos, no governo César Maia. Em 1996 foi eleito vereador pelo Partido da Frente Liberal e em1998 foi eleito deputado federal.Três anos depois, ele foi nomeado secretário do Meio Ambiente da cidade do Rio de Janeiro, durante a gestão de Cesar Maia e em 2002 foi reeleito deputado federal. Concorreu ao governo do Rio de Janeiro em 2006, mas perdeu a eleição. Dois anos depois, em 2008, venceu a disputa para a Prefeitura do Rio e, em 2012, foi reeleito no primeiro turno com 64% dos votos.

– Patrimônio declarado: R$478.358,42

Marcelo Crivella (Republicanos)

Foto: Antônio Cruz – Agência Brasil

Seu plano de governo prevê a  criação de 100 mil novos empregos diretos com um programa de capacitação de jovens e idosos e investimentos em obras de infraestrutura, mediante convênios com o Governo Federal. Obras de saneamento básico e a despoluição de lagoas e rios são prioridades, assim como a  criação do Banco Carioca de Fomento, para oferecer microcrédito a pequenos empreendedores.

Na Saúde pretende aumentar em 50% o número de leitos e UTIs e propõe a criação do programa Saúde Digital, que vai implementar prontuários eletrônicos. Os usuários do sistema municipal de saúde terão acesso a uma plataforma virtual de atendimento. Quer firmar parcerias com o setor privado para que pacientes da rede municipal sejam atendidos em clínicas particulares com pagamento pela tabela do SUS.

Também vai investir na Escola Digital, com mais recursos tecnológicos e a distribuição de notebooks com acesso à internet para todos os alunos e professores ainda no primeiro ano de mandato. A ideia é viabilizar ensino em tempo integral ‘híbrido’, com metade do tempo presencial e o restante remoto e online.

Crivella, como Paes, também aposta na Guarda Municipal para melhorar a segurança no Rio pretende melhorar o treinamento dos guardas, que deverão usar armas letais. Pretende também aumentar o efetivo com egressos das Forças Armadas para trabalharem de forma temporária.

No transporte, planeja direcionar R%$ 150 milhões de valores de impostos recolhidos de grande empresas para a recuperação do BRT. O plano de governo de Crivella dá atenção também ao uso de bicicletas como modal de transporte. A ideia é elaborar um Plano Diretor Cicloviário.

PERFIL DO CANDIDATO

Marcello Crivella é carioca e tem 62 anos. Bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd), é cantor gospel e engenheiro civil.

Foi eleito em 2002 para o senado federal pela primeira vez, pelo antigo PL, atual PR. Foi reeleito em 2010, já pelo PRB, partido que ajudou a fundar. Entre 2012 e 2014 foi ministro da Pesca e Aquicultura no Governo Dilma.

Crivella voltou ao Senado e se licenciou do cargo para concorrer à prefeitura pela terceira vez, após duas derrotas, em 2004 e 2008. Venceu a eleição em 2016, no segundo turno, em disputa com Marcelo Freixo.

– Patrimônio declarado: R$665.634,27

Fotos: Divulgação de campanha

Categorias
Brasil Destaque

Assassinato de João Alberto em Porto Alegre revolta e gera manifestações no Dia da Consciência Negra

João Alberto foi morto nas dependências do Carrefour (Foto:Fotos Públicas)

Por: Claudia Mastrange

Foi um soco no estômago. Em pleno Dia Nacional da Consciência Negra, 20 de novembro, o país inteiro assistiu estarrecido às imagens de um homem negro, João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, ser espancado e morto por dois seguranças brancos em uma unidade do supermercado Carrefour, em Porto Alegre. O crime gerou manifestações de repúdio e o Carrefour de São Paulo foi invadido e depedrado.

As agressões – que aconteceram na quinta-feira, 19 de novembro-  e a imobilização de João Alberto duraram mais de cinco minutos. Na tarde desta sexta-feira (20), os dois agressores, o policial militar Giovane Gaspar da Silva e o segurança Magno Braz Borges foram presos em flagrante e tiveram a prisão preventiva decretada.

Joâo Alberto havia ido ao supermercado fazer compras com a esposa (Foto:Reprodução Redes Sociais)

De acordo com as análises iniciais do Instituto Geral de Perícias do RS (IGP-RS) a asfixia é a possível causa da morte de João Alberto. Outros exames laboratoriais serão realizados e os laudos definitivos devem ser concluídos nos próximos dias. O corpo foi levado aos Departamentos de Criminalística e Médico-legal ainda na quinta e foi liberado na tarde desta sexta-feira.

João Alberto havia ido fazer compras com a esposa quando, segundo relatos, teria ocorrido um desentendimento com uma funcionária do local. Ela chamou a segurança, que levou João Alberto para o estacionamento, onde ocorreram as agressões.

Amigo de João Alberto, Paulão Paquetá, declarou ter testemunhado a agressão e viu quando a vítima gritava que não conseguia respirar.“Aquele vídeo ali, cara, mostra toda a agressão que ele teve antes de vir a óbito. Além de agredirem ele, deram um mata-leão nele, asfixiaram ele. Pessoal pedindo para largarem ele, para deixar ele pra respirar, porque ele gritava que não conseguia respirar, eles não largaram, quando largaram ele já estava roxo, já estava sem respirar”, relatou Paulão,explicando que foi ao supermercado para fazer compras e, ao chegar, viu o amigo sendo agredido.

O Carrefour informou, em nota, lamentar profundamente o caso e informou já ter iniciado rigorosa apuração interna e que tomou providências para que os responsáveis sejam punidos legalmente. A rede atribuiu a agressão a seguranças, chamou o ato de criminoso e anunciou ter rompido o contrato com a empresa que responde pelos funcionários agressores.

Manifestações e depedração

Manifestantes atearam fogo em frente ao Carrefour de Porto Alegre (Foto:Fotos Públicas)

Um grupo protestou contra a morte de João Alberto, com faixas, cartazes e palavras de ordem,, em frente ao Carrefour, em Porto Alegre, onde aconteceu o assassinato. No Rio de Janeiro também houve manifestações dentro de unidades da rede. Algumas pessoas carregavam cartazes e pediam Justiça. Em um dos protestos, um rapaz vestido de preto deitou no balcão de um caixa com o rosto pintado de vermelho e um cartaz no peito escrito “até quando?”.

Em São Paulo, durante a 7ª Marcha da Consciência Negra, um grupo entrou na unidade da rua Pamplona, ateou fogo em produtos, quebrou vidros e danificou ao menos um carro no estacionamento, ao final da 17ª Marcha da Consciência Negra.

Em São Paulo, protestos durante a 17ª Marcha da Consciência Negra       (Foto: Fotos Públicas)

O ato convocado por organizações do movimento negro com o tema “Vidas Negras Importam pediu melhorias para a vida da população negra, lembrou Marielle Franco, vereadora assassinada no Rio em 2018, e também pediu justiça pela morte de João Alberto.

A população brasileira já não aguenta  mais tanta violência e injustiça e exige que esse crime bárbaro seja apurado e os assassinos exemplarmente punidos.

Categorias
Colunas Janaina Macedo Calvo | Desenvolvimento Pessoal & Finanças

Finanças em momento de pandemia

O mundo vive um momento de incerteza em vários aspectos por conta do coronavírus. Em momentos como esses a incerteza econômica surge, deixando as pessoas sem saber como agirem. Pensando nessa angustia resolvi compartilhar algumas mudanças salutares que podemos adotar para nossas vidas.

Já que ter pessoas externas trabalhando para gente acaba sendo um aspecto imprudente, que tal aprender a fazer algumas coisas que antes eram delegadas a terceiros? Quando tomamos posse de nossas vidas passamos a observar mais calmamente onde estamos gastando mais. Já não dá para gastar com manicure e cabeleireiros desmedidamente, então que tal dar uma olhada em alguns tutoriais no youtube, por exemplo, e aprender você mesmo fazer? Se analisarmos bem, existem inúmeras coisas que podemos realizar e nem sabíamos que tínhamos tantas habilidades.

Devemos lembrar que, apesar do comércio estar voltando, ainda não há vacina definitiva para o vírus. Muitos planos tiveram que ser adiados ou suspensos por tempo indeterminado. Por isso, questões de direito do consumidor também se tornaram ainda mais importantes durante o período de restrições de movimento. Que tal renegociar? Todo mundo sabe que é chato, mas neste período em que temos mais tempo é uma boa hora para renegociar tarifas em bancos, de cartão de crédito, a conta do celular. Aproveite para fazer uma pesquisa de preços de serviços como TV a cabo ou internet. A ideia é, se você já tinha dívidas, substituir juros altos por juros menores e focar em quitar o quanto antes.

Devemos ter muito cuidado com o dinheiro. O controle das contas é essencial agora. Conversar abertamente com a família nesse momento é o ideal. Estipular novos sonhos, novos objetivos, novas metas…
Nesse final de ano, por exemplo, será que vale a pena gastar em uma viagem quando a incerteza ainda é grande com relação à questão de proteção? Que tal, ao invés de um hotel ou resort na praia, reunir toda a família em casa mesmo? Não podemos esquecer que normalmente os grandes tributos vêm em janeiro e é um mês de férias escolares, em que os custos acabam sendo ainda maiores, concordam?

Novo normal: é hora de equilibrar as contas (Foto Pixabay)

O que não devemos perder de vista é que a vida não é estática… tudo muda. E certamente esse momento mudará. Esse é o momento de focar em nosso “eu experiencial”, focar no presente. Observar com muita calma nossas despesas. E parece clichê o que estou escrevendo, mas devemos aprender a viver com menos do que ganhamos. É um exercício diário. ´

Hoje conversei com um grande amigo de 20 anos de vida e essa foi a tônica: aprender a viver com menos. Aprender a dizer não. Aprender a não ter dívidas. Aprender a domar nosso “eu projetivo”. Vejam, não estou dizendo para pararmos de sonhar. Isso é ilimitado. Mas qualquer mudança no amanhã só ocorrerá a partir das decisões que tomamos hoje.

Então meus queridos, que neste final de 2020 sejamos reflexivos. Pare um pouco o que está fazendo e escreva junto com sua família quais são as vinte coisas mais importantes de sua vida. Agora escolha as 5 mais importantes, e não importa o que acontecer, foque nessas cinco coisas. É tempo de reduzir para crescer. É tempo de recriar e inovar. Tenha coragem.

Por Janaína Macedo Calvo, doutoranda em Administração e Sustentabilidade, Economista, Professora da FGV, autora e palestrante.

Categorias
Diário do Rio Responde

Diário do Rio Responde

MATHEUS AUGUSTO LUNDBERG NEVES, ADVOGADO
[email protected]

O empregado que recebeu o Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda terá direito ao seguro-desemprego quando for demitido sem justa causa?
Jonas Marques, Campo Grande

DIÁRIO DO RIO – Sim. Esse benefício, o Beper, é independente do seguro-desemprego, sendo que este último é apenas utilizado como base de cálculo.

O empregador pode fechar a empresa por alguns dias sem conceder férias coletivas?
Denise Maia, Todos os Santos

DIÁRIO DO RIO – Sim. Todavia, neste caso, os salários devem ser pagos. Pode ser acordada individualmente a compensação de jornada. Segue exemplo: se a empresa ficar um mês fechada, o funcionário terá crédito de 220 horas de trabalho, que deverão ser compensados em até 18 meses subsequentes.

RÔMULO LICIO DA SILVA, ADVOGADO
[email protected]

Dei entrada em minha aposentadoria por tempo de contribuição considerando os dois períodos em que recebi o seguro-desemprego como período contributivo. Porém o INSS não os considerou. Está correto?
Cássio Lima, Nova Iguaçu

DIÁRIO DO RIO – É lamentável, mas está correto o que o INSS fez. Isso porque os meses em que você recebeu o seguro-desemprego, embora este seguro também seja um benefício previdenciário, não é considerado para fins de contribuição e carência a ser utilizado em qualquer tipo de aposentadoria. Porém, é considerado como prova para fins de aumento do período de graça para 24 meses, ou seja, o período em que o trabalhador mantém a qualidade de segurado junto à Previdência Social, mesmo sem realizar qualquer tipo de contribuição. Para que o trabalhador aproveite os meses em que recebeu o seguro-desemprego como tempo de contribuição, deverá no mesmo período contribuir para a Previdência Social como segurado facultativo.

Tive um sério problema de saúde enquanto era empregado de uma empresa e, por essa razão, fiquei afastado pelo INSS por oito anos consecutivos. Quando o INSS me considerou apto para o trabalho, retornei à empresa e fui imediatamente demitido. Meses após a demissão, entrei em depressão por não conseguir novo emprego e voltei a receber auxílio-doença por mais dois anos. Atingi a idade para aposentar, porém o INSS indeferiu meu pedido ao desconsiderar todo o período em que estive no auxílio-doença. Sempre soube que o período do auxílio-doença era utilizado no cálculo da aposentadoria. O que devo fazer?
Carlos Sampaio, Andaraí

DIÁRIO DO RIO – O entendimento que prevalece no Judiciário é de que o tempo de gozo de auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez que não sejam decorrentes de acidente de trabalho somente deve ser computado para fins de tempo de contribuição e carência caso seja intercalado com períodos de contribuição, independentemente do número e de que título foram realizadas. Como você foi dispensado após o retorno ao trabalho, certamente na dispensa ocorreu algum tipo de recolhimento previdenciário pelo cálculo das verbas rescisórias. Verifique sua rescisão, pois este fato permitirá que todo o período de gozo de auxílio-doença seja utilizado para fins de carência de sua aposentadoria por idade.