Categorias
Alessandro Monteiro | Circuito Carioca Colunas Destaque

Bar do Zeca Pagodinho está de volta

O Bar do Zeca Pagodinho está de volta com seus dias de samba e seguindo todos os protocolos e recomendações das autoridades da saúde, garantindo a segurança de todos os seus clientes, funcionários e artistas neste período de pandemia.

A entrada só é permitida com uso de máscaras e o Bar disponibiliza álcool em gel na recepção, toillets e balcões. As mesas, além de contarem também com álcool em gel, são higienizadas a cada troca de cliente que têm a temperatura medida na entrada do shopping. Os consumidores podem acessar, em seus lugares, o cardápio digital diretamente da tela de seus smartfones, através de ‘QR Code’.

Ainda seguindo as orientações sanitárias, a pista de dança foi, provisoriamente, fechada e, para que todos possam manter o distanciamento social, o estabelecimento está com sua capacidade reduzida em 50%.

PROGRAMAÇÃO BAR DO ZECA PAGODINHO – DE 27 a 01/11

TERÇA-FEIRA: 27/10

Chapola: Tocar clássicos do samba e da MPB, sempre buscando a alquimia dos batuques e influências marcantes do choro, jazz, balanço e funk é marca registrada deste artista que traz em seu repertório o ecletismo, que impressiona várias tribos. Chapola traz, sem perder o swing, uma irreverência do som do samba ao misturar sucessos de Zeca Pagodinho, Martinho da Vila e Cartola com suas músicas autorais que já estão na boca do povo como, “Paixão Verdadeira”, “Decido Ser Feliz”, entre outras. O “Samba do Chapola” é formado por Chapola (voz e cavaquinho), Albert Malandre (baixo), Alex Abreu (violão), Dudu do Salgueiro, Thiago Orega e Ricardinho (percussão).

Show: 20h30min

Couvert Artístico: R$ 25,00

QUARTA-FEIRA: 28/10

Arlindinho: Nascido em berço de bamba, o cantor e compositor, a cada dia conquista mais prestígio em sua carreira. Com um repertório vasto, Arlindinho apresenta, no Bar do Zeca Pagodinho, músicas de sucessos como, “Filho Meu”, “Um Lindo Sonho”, “Você é o Espinho e Não a Flor”, “O Show Tem Que Continuar”, “Bom Aprendiz”, “Meu Caminho” e outros.

Show: 20h30min

Couvert Artístico: R$ 25,00

QUINTA-FEIRA: 29/10

Dose Certa: O grupo mistura a malemolência da batucada paulistana com suingue carioca. Em seus shows, Dose Certa apresenta um repertório de grandes nomes como, Beth Carvalho, Monarco, Almir Guineto, Péricles, Moacyr Luz, Martinho da Vila, Bezerra da Silva e muitos outros. Dose Certa é formado por: Vitor Da Candelária (percussão), Gabriel Teixeira (vocais e banjo) e Alemão do Cavaco (cavaquinho e arranjos).

Show: 20h30min

Couvert Artístico: R$ 25,00

SEXTA-FEIRA: 30/10

Abel Luiz: Atua no cenário musical como compositor, arranjador, diretor musical e multi-instrumentista. O músico teve iniciação no cavaquinho com o avô, frequentando rodas de choro, sambas, batuques, serestas, serenatas e bailes nos subúrbios do Rio de Janeiro. Já se apresentou ao lado de Délcio Carvalho, Dona Ivone Lara, Almir Guineto, entre outros. É um dos fundadores do grupo Samba do Trabalhador e coordenador musical do Bloco Carnavalesco Loucura Suburbana, que reúne ações de cultura, carnaval e saúde mental.

Paulão Sete Cordas e Júlio Estrela: Produtor musical, arranjador e violonista, Paulão se apresenta com o cantor Júlio Estrela, interpretando os grandes clássicos de Candeia, Nelson Cavaquinho, Cartola e sucessos de Zeca Pagodinho, Martinho da Vila, Jorge Aragão, Wilson Moreira, Zé Keti e muitos outros. No show, além de contar com a participação de Júlio Estrela (voz), Paulão será acompanhado por, Binho (Cavaquinho), Rodrigo de Jesus (pandeiro), Jagunço (tantan) e Alex Almeida (surdo).

Shows: 18h / 20h30min

Couvert Artístico: R$ 25,00

SÁBADO: 31/10

Filhos da Guanabara: O Grupo Filhos da Guanabara leva para sua apresentação uma experiência rara às rodas de samba. Com seu repertório bem selecionado, canta sambas de grandes mestres como, Candeia, João Nogueira, Luiz Carlos da Vila, Arlindo Cruz, Zeca Pagodinho entre outros. Filhos da Guanabara é formado por: Serafim (vocal e Banjo), Dani Coimbra (vocal e Ganzá), Martan Marques (tantan) e Rodrigo Val (Pandeiro).

Grupo Arruda: Com 15 anos de carreira, o grupo apresenta ao público um repertório com uma mistura de clássicos e músicas autorais. O Arruda é formado por: Maria Menezes (vocal) Gustavo Palmito (repique mão e percussão), Fabão Araújo (surdo), Marcelinho (tantan), Anderson Popó (percussão geral), Nego Josy (voz e pandeiro), Vitor Budóia (violão) e Armandinho do Cavaco (cavaquinho).

Nando do Cavaco: Cavaquinista há mais de 30 anos, Nando já acompanhou diversos shows de grandes nomes da música, como, Jorge Aragão, Monarco, Beth Carvalho. Com seu repertório amplo, o músico recorda sambas que fizeram história e sucessos que vão desde chorinhos clássicos até os sambas atuais.

Shows: 12h30min/ 16h30min / 20h30min

Couvert Artístico: R$ 25,00

DOMINGO: 01/11

Feijoada do Leandro Sapucahy: O cantor, compositor e produtor foi influenciado pelos pais que eram apaixonados pela Música Popular Brasileira. Leandro Sapucahy cresceu ouvindo Roberto Ribeiro, João Nogueira, Moreira da Silva. No show, apresenta sucessos da carreira como, “Favela Fashion Week”, “Efeito Amor”, “Cuca Quente” e outros.

Abertura/ Samba do Gota: O Samba do Gota vem ganhando destaques por suas apresentações marcantes, com muito samba de raiz, pagode retro e sucessos da atualidade. Sua formação atual é: Gota (cavaquinho), Júlio (pandeiro), Maiquinho (percussão geral) e Beto (violão).

SERVIÇO:

BAR DO ZECA PAGODINHO

Endereço: Av. das Américas, 8585 – Shopping Vogue Square – Barra da Tijuca

Telefone: (21) 3030-9097

Couvert Artístico: R$ 25,00

Horários de Funcionamento:

Terça à Sexta: 17h às 0h30min

Sábados: 12h às 0h30min

Domingos: 12h às 0h

Capacidade: 50% do público

Faixa etária: 18 anos

Aceita todos os cartões de débito e crédito

OBS: *Não fazemos reservas de mesas

* Entrada somente com máscaras

Categorias
Alessandro Monteiro | Circuito Carioca Colunas Destaque

Jane Di Castro, morre no Rio aos 73 anos

Morreu, aos 73 anos, nesta sexta-feira (23), a atriz , travesti e pioneira na causa  Jane Di Castro. Ela que é reconhecida por desbravar a causa LTBG desde a ditadura, um grande ícone  da cultura drag no Brasil, estreando  em 1966 o primeiro espetáculo de travestis liberado pela censura. Ela que  foi batizada como Luiz de Castro, estava lutando contra um câncer no fígado desde setembro deste ano e faleceu nesta manhã, no  Hospital de Ipanema, na Zona Sul do Rio.
Foto: Reprodução/ Facebook
Jane integrou o elenco de  ” A Força do Querer”, novela da Rede Globo, escrita por Glória Perez. Nascida e criada em Osvaldo Cruz, Zona Norte carioca, Jane enfrentou desde nova o preconceito por ser travesti. Nos anos 1960, trabalhou como cabeleireira em Copacabana, até que 1966 estreou, no Teatro Dulcina,  o primeiro espetáculo com homens vestidos de mulheres autorizado pela censura, em 1966, o “Les girls em Op Art”. Contudo, durante a ditadura, Jane foi perseguida por realizar shows no Teatro Rival e na Praça Tiradentes.
Jane Di Castro (Foto: André Nizak, Paris, anos 70)
O nome Jane Di Castro foi sugerido por Bibi Ferreira, um dos ícones das artes cênicas que a dirigiu, como fizeram, mais tarde, Ney Latorraca e Miguel Falabella. Em 2001, abriu seu próprio salão em Copacabana, sem jamais deixar a carreira artística de lado. Também estrelou ao lado de Rogéria, Divina Valéria, Camille K, Eloína dos Leopardos, Marquesa, Brigitte de Búzios e Fujika de Halliday, o espetáculo de drags “Divinas Divas”, por dez anos, no Teatro Rival. O show também deu nome ao premiado documentário dirigido por Leandra Leal, lançado em 2016.
Moradora do bairro de Copacabana, Zona Sul do Rio, vizinha do luxuoso Belmond Copacabana Palace, Jane era muito querida e respeitada pelos moradores do bairro, que sempre tietavam a grande diva, que carinhosamente beijava todos com seu batom vermelho.  Também manteve uma união estável por mais de 50 anos com Otávio Bonfim, que morreu em 2018. O casamento foi oficializado em 2014, depois de 47 anos vivendo juntos, em uma cerimônia coletivo que reuniu 160 casais LGBT. Ela que também participou do filme “De perto ela não é normal”, escrito e protagonizado por Suzana Pires, que entra em cartaz nas principais salas de cinema na próxima semana interpretando a personagem Geralda Maltêz. Aqueles que desejarem matar a saudade desse grande ícone das artes, poderá comparecer as principais salas de cinema, a partir da semana que vem, onde o filme estará em cartaz.

 

 

Categorias
Alessandro Monteiro | Circuito Carioca Colunas Destaque

“Os Balés Russos e as Transformações na Visualidade da Cena” é o tema da Campanha #AulaEmCasa do Theatro Municipal do Rio de Janeiro

Na próxima segunda-feira, dia 19 de outubro, a Campanha #AulaEmCasa vai receber, com o patrocínio Ouro Vale e Petrobras, a cenógrafa e figurinista Desirée Bastos. Mestre em Artes Visuais pelo Programa de Pós-graduação em Artes Visuais da Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro e professora do curso de Artes Cênicas da Escola de Belas Artes/UFRJ, Desirée vai abordar os conceitos de visualidade da cena desenvolvidos na participação das vanguardas artísticas do século XX através dos Balés Russos. Também vai falar sobre os desdobramentos desses movimentos no Brasil e na obra de outros artistas da cena. A live começa às 14h, no Instagram (@theatromunicipalrj). Amplie o seu conhecimento assistindo a Campanha # AulaEmCasa.

Categorias
Alessandro Monteiro | Circuito Carioca Colunas Destaque

Barra da Tijuca ganha novo point de música e comida boa!

Na semana passada, estive circulando pela Olegário Maciel, uma conhecida rua da Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio e encontrei o Salomé. Um novo point do Baixo Barra, que traz a proposta de boteco moderno, inaugurado em fevereiro de 2020.

Para minha alegria, a recepção foi excelente e encontrei ótimas opções de beliscos e comida. A música ao vivo, um dos diferenciais do bar, que possui uma área fechada, com ar-condicionado com palco e excelente para shows.

Croquetes de costela ( Foto: Alessandro Monteiro)

Também é possível encontrar uma área externa bem agradável, ao ar livre, para um papo com amigos e comer um especial croquete de costela, receita exclusiva deles. Após a degustação, a nota foi 9 e garanto, que acompanhado de um bom chopp na caneca zero grau, merece aplausos.

Após uma conversa com o garçom, descobri que existia uma pasta com camarão já considerada pelos clientes, o carro-chefe da casa e imediatamente fiz o pedido, que para minha surpresa, estava incrível.
Desejo vida longa ao Salomé, e recomendo para quem estiver pela Barra. Espaço agradável, comida boa e uma programação musical que atende bem ao público que chegar por lá!

Categorias
Alessandro Monteiro | Circuito Carioca Destaque

Festival carioca “Ilumina Zona Oeste” realiza sua 4º edição de 06 a 08 de novembro e pela primeira vez de forma virtual

O Rio de Janeiro não é somente o terceiro estado mais populoso do país, mas também uma das cidades que mais apresenta diversidade cultural. Dentre seus bairros, a Zona Oeste, é a região mais populosa do Rio, e recebe do dia 06 a 08 de novembro de 2020 a quarta edição do ’Festival Ilumina Zona Oeste’, evento que promove a visibilidade das iniciativas culturais e sociais com a realização de oficinas, debates e apresentações artísticas. A pandemia da COVID-19 fez com que o Instituto Rio, realizador do festival desde 2017, transformasse a quarta edição do evento – que já faz parte do calendário do Rio – em formato virtual, ampliando o acesso para quem nunca pode estar lá pessoalmente e que agora terá a oportunidade de fazer parte desse universo multicultural.

O Ilumina Zona Oeste é uma realização do Instituto Rio em parceria Instituto Phi, e conta ainda com o apoio de diversos artistas e parceiros independentes. Este ano, o Festival foi selecionado no edital da empresa Via Rio, que patrocina o projeto com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura (ISS) por meio da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro.

Serão ao todo 03 dias dedicados a uma programação intensa de atividades que possuem os objetivos de: fortalecer a rede criativa e dar visibilidade às iniciativas socioculturais da Zona Oeste do Rio.

 

Foto: Ilumina Zona Oeste – Feira de economia criativa(Divulgação)

Conhecer todos esses projetos da Zona Oeste do Rio de Janeiro nos fez ter a certeza de que essas riquezas precisavam ser compartilhadas e reconhecidas por todo mundo, e assim nasceu o Festival, que a cada ano ganha novos parceiros e formatos e esse ano poderá chegar a mais e mais pessoas. “. Explica Luiza Serpa, fundadora do Instituto Phi, criadora e cogestora da iniciativa.

Neste formato virtual, o evento trará cerca de 20 apresentações artísticas das seguintes áreas: música, dança, artes visuais, teatro e literatura, além de oficinas e bate-papos para incentivar a criatividade, as trocas de experiências e a reflexão de todos os participantes.

O Festival esse ano priorizou artistas e projetos “iluminados” e que, em alguma medida, “iluminam” o seu entorno, ou seja, impactam positivamente em seus territórios de origem, utilizando a cultura como ferramenta para colaborar com um Rio socialmente justo e sustentável. O Ilumina é uma oportunidade de integrar a cena sociocultural da maior região da cidade. Um monte de artistas que não se conheciam passam a atuar em rede a partir deste encontro. A Zona Oeste é o pulmão da cultura carioca. O Festival é um canhão de luz e vida, um respiro meio ao caos da pandemia”. Afirma Pablo Ramoz, curador do Festival.

Temas relevantes para o território e seus habitantes, tais como:  sustentabilidade (Os ativos naturais da Zona Oeste do Rio: da Floresta do Camboatá ao Parque da Pedra Branca, do Parque do Mendanha à Baía de Sepetiba), economia criativa, comunicação popular, protagonismo negro, escrita criativa, entre outros farão parte do evento.

As transmissões acontecerão pelas redes sociais do Festival (Facebook, Instagram e Youtube), que este ano ganhou também um site exclusivo, reunindo diversas informações sobre a Zona Oeste e seus principais atores no campo sociocultural. A visão de longo prazo é que se torne uma plataforma para difundir conteúdo e facilitar a criação de redes colaborativas na região.

SERVIÇO: Ilumina Zona Oeste

 Realização: Instituto Rio

Curadoria: Pablo Ramoz

Produção: Motriz Sociocultural

Data: 06 a 08 de novembro

Classificação etária livre

Acesse a programação no site: www.iluminazonaoeste.org.br

Categorias
Alessandro Monteiro | Circuito Carioca Destaque

Editora Laszlo lança livro que ensina o caminho para envelhecer com saúde

Envelhecer com saúde é o desejo da maioria das pessoas e cuidar da alimentação é um dos meios para se ter uma vida longeva e ativa. Com o passar do tempo, o corpo começa a nos mostrar que a energia dos 20 e poucos anos ficou para trás, é quando dores e um ou outro problema de saúde surgem com mais frequência. Mas muito dos males que acometem às pessoas com o passar dos anos podem ser evitados com a mudança de hábitos e estilo de vida.

Conhecer as respostas do corpo através do que oferecemos para ele – seja pela alimentação ou do próprio meio em que se vive – pode evitar 90% das doenças e sinais de envelhecimento ao qual estamos sujeitos a vivenciar. É esse o tema do lançamento da Editora Laszlo, “Mais jovem pelos seus genes”, da autora Sara Gottfried. O título aborda os efeitos da epigenética e o quanto a saúde e o bem-estar podem andar juntos com a maturidade a partir do nosso investimento em autocuidado.

Cientista, pesquisadora, palestrante, professora de yoga e médica ginecologista formada em Harvard, Sara Gottfried tem mais de 25 anos de experiência. É autora de livros que frequentemente ocupam as listas dos mais vendidos do The New York Times e da Amazon.

Foto: Divulgação

A obra apresenta um programa de sete semanas, composto de um conjunto de propostas relacionadas à alimentação, ao sono, ao movimento, ao relaxamento, à exposição, ao descanso e ao pensamento. Depois desse período, o protocolo “Mais Jovem” funciona de forma contínua para manter as células se dividindo para sustentar os mecanismos de reparo do DNA e para reduzir suas chances de uma doença degenerativa, por exemplo. “Ao longo da vida, as influências mais profundas para a sua saúde, vitalidade e funcionamento não serão os médicos que você visita, os remédios e as cirurgias e outras terapias as quais você recorre. As influências mais profundas serão os efeitos cumulativos das decisões que você toma a respeito da sua dieta e estilo de vida na expressão de seus genes”, define o nutricionista genético Jeffrey Bland, que assina uma das citações do livro.

Categorias
Alessandro Monteiro | Circuito Carioca Destaque

Novo podcast apresenta ideias de intelectuais renomados e polêmicos

O podcast “No Alvo com Eron Falbo”,  já trouxe vários entrevistados polêmicos, como uma ex-modelo de propaganda da cervejaria Brahma que se tornou guerrilheira voluntária na Síria e o renomado intelectual e presidente da Biblioteca Nacional, Rafael Nogueira.

Ativistas, intelectuais, políticos e grandes empresários brasileiros já foram convidados do programa. Com um crescente número de seguidores, que participam enviando suas perguntas, Eron está rapidamente se tornando referência no mundo de podcasts e lives de instagram.

Neste mês de outubro, Eron entrevistou Massimo Pigliucci ,detentor de quatro doutorados e considerado o maior especialista em estoicismo do mundo. Eron também conversou com Bruno Logan, autoridade em dependência química, sobre o polêmico assunto da legalização das drogas.

Uma conversa extrovertida acontecerá com o mixologista Marco de La Roche, que criou tendência em São Paulo, sobre a arte de fazer drinques em casa na pandemia no próximo 20 de outubro às 21h.

Eron Falbo se espelha em podcasts intelectuais, como o do comediante stand-up americano Joe Rogan e do psicólogo canadense Jordan B. Peterson. As conversas são sutis, cheias de humor, porém inspiradoras e profundas.

Encontre No Alvo com Eron Falbo em todos os maiores fornecedores de podcasts, como Spotify, Google e iTunes.

 

Categorias
Alessandro Monteiro | Circuito Carioca

Sérgio Marone convida coletivo Resenha das Pretas para ocupar seu perfil no Instagram

Sérgio Marone decidiu abrir sua rede social para dar visibilidade ao movimento negro e periférico. O ator convidou o movimento formado por 12 mulheres periféricas, com trabalho dedicado à periferia e suas necessidades, o Resenha das Pretas.

Uma corrente virtual vem se avolumando nas redes sociais, artistas e figuras públicas, como parte de seu processo de aprendizado e compartilhamento com sua audiência se unem a personalidades negras que já vem fazendo trabalhos on e offline.

Quando?

Todas as quartas-feiras, no perfil @sergiomarone no Instagram

Categorias
Alessandro Monteiro | Circuito Carioca

Esposa faz vaquinha virtual para ajudar Nelson Sargento

Após ter seus shows cancelados devido à pandemia, uma vaquinha virtual foi criada para ajudar Nelson Sargento, presidente de honra e um dos baluartes da estação primeira de Mangueira, de 96 anos.

O financiamento coletivo, feito pela esposa do cantor, Evonete Belizário, já arrecadou mais de R$ 47 mil em menos de uma semana. Em nota, a estação primeira de Mangueira, por meio do presidente Elias Riche, informou que tomou conhecimento de que seu presidente de honra estaria passando por problemas financeiros graves, por conta de cancelamento de sua agenda durante a pandemia e ressaltou que está à disposição da família para ajudar no que for preciso.

Categorias
Alessandro Monteiro | Circuito Carioca Colunas

Feminino X Poesia

Flavia Campos acaba de lançar, pela Editora Patuá, seu primeiro livro de poesia.  “Coragem – Substantivo Feminino”, reúne 177 poemas, impregnados de amor, generosidade e imensidão, inspirados na coragem transformadora das mulheres. Cada texto mostra que a poesia é maior do que o medo e que a sororidade tem o poder de salvar as pessoas de um possível deserto interior.