Categorias
Bichos & Cia Notícias

Como proteger animais de estimação do barulho dos fogos

 

Para tutores de cães e gatos, a queima de fogos de artifício costuma ser preocupante porque os clarões e barulhos provocados podem assustar os pets e provocar gatilhos de estresse e ansiedade, e danos irreversíveis na audição dos animais. Isso acontece porque eles têm uma capacidade auditiva muito maior do que a nossa. Enquanto somos capazes de perceber sons na faixa de 10 Hz a 20.000 Hz, os bichos conseguem ouvir até 40.000 Hz.

Então como proteger seu bichinho do barulho e evitar problemas maiores? O Dr. Edgard, do Hospital Popular de Medicina Veterinária (HPMV), deu algumas dicas de proteção para os animais neste período. “A melhor forma de protegermos nossos animais de estimação do barulho dos fogos é colocá-los dentro da nossa casa, fechar as portas e janelas, ligar a televisão ou música com um volume baixo e se colocar perto deles, passando toda segurança de que aquele momento, eles vão passar juntos daqueles que mais confiam, que no caso são os donos”.

Mais dicas do Dr. Edgard para esse momento de proteção aos pets:

*Não medicar os animais com tranquilizante e sedativos sem a recomendação e a consulta prévia ao um médico veterinário.

*Não deixe seu pet amarrado, encolerado, preso, no momento de fogos, pois para eles toda essa questão causa muita ansiedade e uma reação de fuga. Isso é bastante perigoso, podendo causar enforcamento.

*O lugar mais seguro e aconchegante para o seu animal é perto do dono, onde ele já está acostumado a estar.

Categorias
Bichos & Cia Notícias do Jornal

Produtos de limpeza usados para desinfectar casas podem fazer mal aos animais

Por Alessandro Monteiro

A pandemia do novo coronavírus fez com que muitas pessoas dessem uma atenção maior para a desinfecção de ambientes, como forma de evitar o contágio. Água sanitária, desinfetantes, e limpadores com cloro e álcool, são amplamente recomendados para a higienização, porém devem ser usados com cuidado em casas com animais de estimação por alguns oferecerem perigo de intoxicação para eles.

As substâncias como ácidos, amônia e cloro, encontradas em produtos de limpeza podem trazer vários malefícios aos animais de estimação. O contato com a pele pode causar feridas, além disso, por terem o olfato bastante apurado, os pets são mais sensíveis ao cheiro, o que também pode causar alergias.

Sintomas de intoxicação como vômitos, diarreia e dificuldade de respirar também são problemas causados pelo uso desses produtos.

A gravidade dos sintomas depende do nível de contato do animal com a substância tóxica, o tamanho dele e o grau de toxidade em seu corpo.

Para evitar qualquer problema de saúde no pet, o álcool puro é um produto que não possui cheiro forte e que higieniza. A melhor forma de usá-lo e manter o animal longe durante o uso e só soltá-lo quando secar.

Outras opções são produtos mais neutros, como detergente e sabão de baixo Ph, que não apresentam nenhuma substância maléfica para os animais.