Categorias
Cidade Rio Tecnologia

Cariocas já podem alugar patinete da Lime pelo app da Uber

Os patinetes elétricos da Lime no Rio já estão disponíveis para aluguel por meio do app da Uber. Com a novidade, os moradores da cidade passam a ter mais facilidade para contratar uma opção de deslocamento sustentável com conveniência.

Agora, usuários da Uber poderão ver os patinetes disponíveis no mapa do aplicativo, após selecionar a nova opção no menu de categorias. Ao localizar o patinete, é preciso escanear ou digitar o código da unidade para desbloqueá-la. O preço é o mesmo do app da Lime: R﹩ 2,25 para desbloquear mais R﹩ 0,75 por minuto de uso.

A integração com a Lime representa mais uma etapa na estratégia da Uber de abrir sua plataforma para reunir vários serviços no mesmo aplicativo. Agora, o carioca poderá escolher se quer fazer uma viagem de carro, pedir uma refeição, fazer mercado, enviar ou receber encomendas ou alugar um patinete elétrico, tudo isso no app da Uber – afirma Tiago Lambuca, gerente de operações da Uber.

Trata-se de uma parceria entre empresas que continuarão independentes. Assim, a operação dos patinetes e o suporte ao usuário são realizados pela Lime, que implementou protocolo de sanitização dos veículos na pandemia. Antes de cada desbloqueio, o usuário precisa revisar orientações da empresa para dirigir com segurança, incluindo alerta para o uso de capacete e respeito às regras de trânsito. O conteúdo também está disponível no site e no aplicativo da Lime.

Atualmente, é possível alugar patinetes e bicicletas da Lime pelo app da Uber em mais de 60 cidades do mundo, como Lisboa, Santiago e Roma. A parceria foi ampliada depois que as empresas firmaram um acordo global que fundiu as operações de micromobilidade da Uber com a Lime.
COMO FUNCIONA

• Abra o app da Uber e clique no ícone de patinetes para ver as unidades disponíveis

• Caminhe até um patinete próximo, escaneie ou digite QR code para desbloquear

• Antes de iniciar a viagem, é preciso aceitar os termos e revisar as orientações da Lime

• Dirija com responsabilidade e segurança, seguindo todas as regras de trânsito

• Ao final, estacione o patinete, sem bloquear a passagem, dentro da área de operação

• Abra o app da Uber e clique para finalizar a viagem.
Categorias
Brasil Economia Tecnologia

CAIXA LANÇA APLICATIVO PARA ACESSO AO DPVAT

Com a nova ferramenta, atendimento às solicitações de indenização passa a ser 100% digital

A CAIXA lançou neste domingo (31/01) um aplicativo para ampliar e facilitar o acesso ao DPVAT. Por meio da plataforma, disponível de forma gratuita para Android e iOS, vítimas de acidentes de trânsito ou seus beneficiários poderão dar entrada no pedido de indenização por morte, invalidez permanente ou reembolso de despesas médicas diretamente à CAIXA. Assim, o atendimento às solicitações de indenização do DPVAT passa a ser 100% digital.

O aplicativo disponibilizou gradativamente nas lojas de aplicativos a partir do dia 31 de janeiro, com o nome “DPVAT CAIXA”. O app permite o envio de documentos e o acompanhamento da solicitação de indenização.

Após fazer o download, o usuário deve se cadastrar no login CAIXA. Caso já tenha cadastro em outros apps da CAIXA, como Habitação, FGTS e CAIXA Tem, a senha de acesso é a mesma. Ao clicar em “Quero solicitar minha indenização DPVAT”, o usuário deverá informar os dados do acidente, preencher os dados da vítima e enviar a documentação necessária.

Pelo aplicativo também será possível acompanhar o andamento do processo. No campo “Acompanhar minha solicitação”, os usuários poderão verificar, por exemplo, a existência de documentos pendentes e a liberação do pagamento da indenização, se for o caso.

O acesso ao DPVAT é gratuito. Para todos os tipos de indenização, alguns documentos são obrigatórios, como RG, comprovante de residência e o boletim de ocorrência do acidente, além de documentos específicos, como laudos e comprovantes de despesas médicas. A lista completa com os documentos requeridos está disponível no site www.caixa.gov/dpvat.

Com a solicitação aprovada, o pagamento da indenização será feito em até 30 dias em uma Conta Poupança Digital da CAIXA, no CAIXA Tem, em nome da vítima ou dos beneficiários, dependendo do caso.

DPVAT agora é na CAIXA:

A CAIXA assumiu a gestão dos recursos e do pagamento das indenizações do seguro DPVAT dos acidentes com vítimas ocorridos desde 1° de janeiro de 2021. A mudança proporciona eficiência e transparência na gestão dos recursos e rapidez na análise e pagamento das indenizações.

Criado em 1974, o DPVAT indeniza vítimas de acidentes de trânsito, sejam motoristas, passageiros ou pedestres, brasileiros ou estrangeiros, sem apuração de culpa. A indenização é paga em casos de morte, invalidez permanente total ou parcial e para o reembolso de despesas médicas por danos físicos causados por acidentes com veículos automotores de via terrestre ou por suas cargas.

Nos casos de morte, o valor da indenização é de R$ 13.500. Nos casos de invalidez permanente, o valor é de até R$ 13.500, variando conforme a lesão da vítima, com base em tabela prevista na lei. As despesas médicas e hospitalares são reembolsadas em até R$ 2.700, considerando os valores gastos pela vítima em seu tratamento.

Mais informações podem ser encontradas no site www.caixa.gov.br/dpvat ou pelo telefone 0800 726 0207.

Categorias
Brasil Tecnologia Tendências

Ecommerce deve manter até 30% do espaço conquistado durante a pandemia

Dados divulgados pela Mastercard, por meio do relatório Global Outlook 2021, estimam que entre as lojas virtuais devem manter entre 20% e 30% de todos os novos clientes conquistados durante os meses de pandemia. O levantamento aponta que 46% dos brasileiros aumentaram o consumo online, enquanto que 7% da população realizaram um pedido pela primeira vez.

“O brasileiro é muito receptivo a novas tecnologias. A tendência é que o e-commerce continue crescendo. A adoção pelas gerações mais antigas, a maior conveniência e os custos mais baixos para os consumidores, provavelmente, manterão a demanda digital sólida em 2021”, afirmou João Pedro Paro Neto, presidente da Mastercard Brasil e Cone Sul, à Folha de S. Paulo.

Além disso, a implementação de novas tecnologias, como são os casos dos usos de cardápios em QR Code, agilidade no processo de logística e entregas aos finais de semana são fatores que pesam para que novos consumidores se interessem por este tipo de ação.

O prolongamento da pandemia da Covid-19, as medidas de isolamento social, as facilidades de parcelamento e uso de cupons de descontos são alguns dos motivos que vão manter diversos clientes interessados nas lojas online durante todo o ano de 2021.

Outra pesquisa da Mastercard, desta vez feita pelo Economic Institute, revela que 36% dos brasileiros disseram que vão priorizar as compras online, enquanto que 27% devem seguir com a opção de delivery sempre que estiverem interessados em provar alguma refeição diferente.

Por causa dessa mudança de comportamento, os empresários devem avaliar a capacidade de atendimento dos pedidos online, o nível de satisfação dos consumidores, elaborar um planejamento comercial eficiente baseado em um calendário sazonal que seja ajustado à área de atuação, investindo assim em decisões baseadas em dados coletados.

Categorias
Brasil Tecnologia

99 lança “Assistente de Segurança” em todo Brasil

99 lança “Assistente de Segurança” para facilitar acesso aos recursos de proteção no app.

• Tecnologia incorporada ao app facilita a utilização de todas as ferramentas de segurança antes, durante e depois das corridas

• Sistema sugere ativação das funções através de análise da inteligência artificial

O Assistente de Segurança da 99 é o novo recurso de proteção lançado pela empresa em todo Brasil, nesta semana. Segundo a plataforma, a tecnologia foi desenvolvida para melhorar a experiência e ativação de recursos de segurança antes, durante e depois das corridas para passageiros.

Assistente de Segurança 99

Localizada no escudo azul, o aplicativo reúne nesta área todas as informações e recursos disponíveis sobre segurança, permitindo consultar informações do motorista antes da chamada, ou ativar algum recurso de proteção quando um comportamento anormal é identificado durante ou depois da corrida.

O usuário pode, por exemplo, consultar as verificações de segurança do motorista, compartilhar trajeto com contatos de confiança, gravar o áudio da viagem, acionar monitoramento de corrida via GPS pela central de emergência da 99 ou ligar para a polícia.

A tecnologia é coordenada por Inteligência Artificial, que analisa as corridas individualmente e consegue identificar possíveis alterações. “Todos os recursos de segurança foram agrupados e com apenas um toque o usuário pode acessar todas as ferramentas disponíveis”, comenta Thiago Hipólito, Diretor de Segurança da 99. “O objetivo é melhorar essa experiência e facilitar a ativação das funcionalidades em caso de necessidade”, finaliza o diretor.

Como funciona o Assistente de Segurança 99?

Quando o passageiro abre o aplicativo da 99, uma mensagem convida o usuário a conhecer o “Assistente de Segurança” da 99. Ao clicar, o aplicativo mostra quais são as funcionalidades de segurança, como o botão de Ligar para Polícia, Compartilhamento de rota, Gravação de Áudio e o Monitoramento em tempo real. A opção Central de segurança 24h permite ainda que o usuário adicione contatos de confiança e saiba mais sobre as iniciativas de proteção da plataforma.
Após chamar a corrida, o passageiro pode acompanhar a verificação de dados do motorista, como a confirmação de identidade, CNH e documentação do carro. No mesmo campo, pode acionar o compartilhamento de rota para os contatos de confiança.
Através do monitoramento da corrida via GPS em tempo real, o Assistente de Segurança enviará avisos ao passageiro, caso aconteçam grandes paradas ou alteração no trajeto durante a corrida.
Quando a corrida termina, a ferramenta avisa o passageiro que a corrida foi finalizada pelo motorista. E abre uma opção de ajuda e comentários. Para os motoristas, a tecnologia está em fase de implementação e estará disponível para todos os condutores nos próximos meses.
Categorias
Destaque Economia

Compras por aplicativos têm alta de 30% durante pandemia, diz pesquisa

Durante o primeiro mês de isolamento social devido à pandemia, as compras feitas por meio de aplicativos cresceram 30%, no Brasil, de acordo com levantamento do Instituto Locomotiva, divulgado nesta quarta-feira (29). A alta foi significativa em dois grupos populacionais: o de pessoas com mais de 50 anos de idade e o das classes C, D e E, que, somadas, representam mais da metade dos consumidores do país.

Quase metade (49%) das pessoas abordadas pelo instituto declarou que pretende ampliar as compras por aplicativos, após o fim do isolamento social. Além disso, cerca de um terço (32%) pontuou que planeja reduzir as idas a lojas físicas.

A pesquisa mostra que a mudança de padrão no consumo também se refere aos produtos colocados nos carrinhos. Enquanto 39% dos entrevistados disseram estar comprando mais alimentos, 53% afirmaram ter diminuído a aquisição de itens de lojas de departamento.

Uma parcela das pessoas consultadas pelo instituto passou, inclusive, a lançar mão de plataformas online para obter produtos básicos, como alimentos, os de higiene pessoal e de limpeza. No total, 15% dos entrevistados informaram à entidade que não costumavam solicitar entrega de alimentos.

Como se proteger?

Com a pandemia, porém, começaram a fazer pedidos de produtos dessa categoria. A taxa é a mesma em relação a medicamentos. Por outro lado,  os percentuais de pessoas que ainda preferem ir a mercados e farmácias permanecem elevados, sendo de 60% e 45%, respectivamente.

Segundo o presidente do Instituto Locomotiva, Renato Meirelles, a expansão do mercado online já era prevista para antes mesmo da pandemia. Ele avalia, contudo, que esse movimento demoraria mais para acontecer, não fosse o contexto da covid-19. Por isso, avalia que as circunstâncias atuais acabaram se tornando propulsoras do fortalecimento dos aplicativos.

Com informações da EBC

 

Foto: Reprodução