Categorias
Destaque Esportes

Confira o cenário de cada time carioca nas últimas rodadas do Brasileirão

 

Por: Luhan Alves

A penúltima rodada do Campeonato Brasileiro 2020 promete bastante. E dos clubes do RJ, o único que apenas cumpre tabela é o Botafogo, que foi rebaixado pela terceira vez em sua história. Flamengo, disputa o título do Brasileirão, Fluminense busca vaga direta na fase de grupos da Libertadores e Vasco luta contra o rebaixamento, o que aconteceria pela quarta vez em sua história.

 

Flamengo

O rubro-negro carioca vai jogar uma de suas partidas mais importantes dos últimos anos neste domingo (21), contra o Internacional, às 16h, no Maracanã. Se quiser continuar sonhando com o octacampeonato, o Flamengo vai precisar vencer o Colorado e na última rodada o São Paulo, no Morumbi. A derrota acaba com o sonho do título brasileiro. Willian Arão, que sofreu uma fratura no dedo do pé direito, em acidente no banheiro do Ninho do Urubu, tem poucas chances de jogar contra o time gaúcho. Gustavo Henrique deve ser o substituto.

Gabigol é uma das esperanças de gol na partida decisiva contra o Internacional Foto: Alexandre Vidal/CRF

 

Fluminense

Já garantido na próxima edição da Libertadores, após ficar 8 anos sem frequentar a competição, o tricolor carioca ainda tem chances de classificação direta na fase de grupos. Para terminar no G4 do Brasileirão, o Fluminense precisa vencer os seus dois últimos jogos e torcer por tropeços de São Paulo e Atlético-MG, algo difícil, porém não improvável. Outra possibilidade é se caso o Palmeiras, atual campeão da competição intercontinental, conquistar a Copa do Brasil, a vaga iria para o Flu, caso termine em 5° no Campeonato Brasileiro.

Nenê vem se destacando nas últimas partidas do Fluminense que luta por vaga direta na fase de grupos da Libertadores Foto: Lucas Merçon/FFC

Vasco

O Cruzmaltino vive mais uma vez o drama da luta contra o rebaixamento. O Vasco é o atual 17º colocado no Brasileiro, com 37 pontos. O Bahia, o primeiro fora do Z-4, tem um ponto a mais. A partida contra o Corinthians neste domingo (11), às 16h, na Neo Química Arena, será como uma final de campeonato para os vascaínos. Se perder este jogo e o Bahia vencer o Fortaleza, o Vasco será rebaixado mais uma vez em sua história. Um provável desfalque importante para equipe carioca é o meia Benítez, que faz tratamento por sentir dores musculares em uma das coxas. Apesar de não ter participado de todos os treinos da semana, ele viajou com a delegação.

A presença de Benítez na equipe titular diante do Corinthians ainda é incerta Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Botafogo

Já rebaixado para a Série B 2021, o alvinegro carioca está aproveitando estes últimos jogos da primeira divisão para testar jogadores da base, visando à próxima temporada. Fora de campo, a diretoria já começa o planejamento para a disputa da segunda divisão do Campeonato Brasileiro. O clube segue buscando um treinador de peso para comandar o desafio que o Botafogo terá pela frente. Alguns reforços também podem chegar como o lateral-direito Jonathan, o volante Matheus Frizzo e o atacante Ronald. O Glorioso ainda negocia com o zagueiro Gilvan e o atacante Robson. A ideia inicial é de buscar atletas para compor o elenco e reforçar posições carentes.

Botafogo tem testado alguns meninos da sua base nos últimos jogos Foto: Vítor Silva/ BFR

 

Categorias
Destaque Esportes

Flamengo e Vasco se enfrentam em jogo decisivo pelo Brasileirão

 

O Clássico dos Milhões sempre foi tomado pela disputa, tensão e clima decisivo. E nesta quinta-feira (04), às 21h, no Maracanã, não será diferente. Flamengo e Vasco se enfrentam pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Para a equipe rubro-negra, em segundo lugar com 61 pontos, o jogo vale para continuar na cola do líder, que é o Internacional, na luta pelo título. Já para o Vasco, os três pontos são importantes para se distanciar da zona de rebaixamento.

No lado do Flamengo, a mudança em relação ao jogo contra o Sport, fica por conta de Hugo Souza no lugar de Diego Alves, que novamente teve uma lesão na coxa direita e será desfalque. Gerson, que teve um entorse no pé direito, é dúvida. Há, no entanto, otimismo sobre sua presença. O volante foi relacionado para o clássico. No geral, o time deve ser o mesmo que vem jogando sob o comando de Rogério Ceni.

O volante Gerson é dúvida para o clássico contra o Vasco Foto: Alexandre Vidal/CRF

 

Provável Escalação: Hugo Souza, Isla, Arão, Gustavo Henrique e Filipe Luís; Diego, Gerson (Pepê ou Gomes), Everton Ribeiro, Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabigol.

Pendurados: Gabigol, Diego, Gustavo Henrique, João Lucas, João Gomes e Rogério Ceni.

 

Já no lado vascaíno, o desfalque fica por conta do zagueiro e capitão da equipe, Leandro Castán, que foi expulso na última partida diante do Bahia. Ricardo Graça começa entre os titulares. Outra alteração que Luxemburgo indicou no time é a entrada de Gabriel Pec na vaga de Talles Magno. O atacante trabalhou como titular no treino de terça.

Gabriel Pec deve começar a partida como titular Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

 

Provável Escalação: Fernando Miguel, Léo Matos, Marcelo Alves, Ricardo Graça, Henrique; Bruno Gomes, Léo Gil, Benítez, Pikachu, Pec e Cano.

Pendurados: Benítez, Gabriel Pec, Léo Matos, Ricardo e Yago Pikachu.

Arbitragem

Árbitro: Raphael Claus(Fifa/SP)

Árbitro Assistente 1: Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa/SP)

Árbitro Assistente 2: Alex Ang Ribeiro (SP)

VAR: Jose Claudio Rocha Filho (SP)

 

Retrospecto do Confronto

Os números recentes favorecem o Flamengo, que não perde para seu rival há 16 jogos: sete vitórias e nove empates. A última vitória do Vasco foi no Carioca de 2016. Em 2020, o Rubro-Negro venceu as duas partidas: 1 a 0 pelo Carioca (quando atuou com reservas) e 2 a 1 no Brasileirão, em São Januário, de virada.

A sequência atual de 16 jogos sem derrota é a maior do Flamengo na história do Clássico dos Milhões. Antes dela, o Rubro-Negro teve outras três séries invictas de 11 jogos: entre 1941 e 1943, entre 1971 e 1973 e entre 2012 e 2015. Do lado vascaíno, a maior série invicta é de 20 jogos entre 1945 e 1951

Considerando apenas o Campeonato Brasileiro, o Flamengo não perde para o Vasco desde 2015. Desde então, foram 3 vitórias e 4 empates. Na história da competição, desde 1967, quando se enfrentaram pela primeira vez ainda no antigo Torneio Roberto Gomes Pedrosa, a vantagem é do Flamengo. Em 63 jogos, foram 22 vitórias do Rubro-Negro, 23 empates e 18 vitórias do Vasco.

No retrospecto geral, o domínio no clássico também é do Flamengo. Em 411 jogos, foram 156 vitórias do Flamengo, 137 do Vasco e 119 empates (contando jogos amistosos). Apenas em jogos oficiais são 326 partidas com 124 vitórias do Flamengo, 100 empates e 102 vitórias do Vasco.

 

Disputa pela artilharia

Outro detalhe interessante deste clássico é igualdade dos artilheiros da equipe. Cano, Gabigol e Pedro estão com 23 gols na temporada. O camisa 9 do Flamengo jogou 38 vezes (35 como titular) das 65 partidas rubro-negras, enquanto Pedro atuou em 49 (24 vezes como reserva). Desfalque em apenas 10 partidas das 56 partidas do Vasco na temporada, Cano foi titular nos 46 jogos que disputou.

Foto: Ge.com

Onde Assistir

A partida terá transmissão do Premiere para todo país.

 

Por: Luhan Alves

Categorias
Destaque Esportes

Opinião: é preciso pensar imediatamente no planejamento para a próxima temporada

 

Com 99% de chances de ser rebaixado para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro, o Botafogo cada vez mais inclina seu planejamento para a próxima temporada. Com apenas 23 pontos, 4 vitórias e 17 derrotas, sendo 13 nos últimos 14 jogos, a campanha e o desempenho em campo do Glorioso, não dá esperança para nenhum torcedor. Confirmando a queda, esse será o terceiro rebaixamento do clube na história.

Eleito presidente do Botafogo para o quadriênio 2021/24, Durcesio Mello e o vice geral Vinicius Assumpção, vão ter bastante trabalho pela frente na tentativa de uma reestruturação do clube. É importante neste momento que todos os membros da diretoria e do conselho deliberativo trabalhem em união, visando a recuperação do alvinegro carioca. Vaidades e egos não podem fazer parte desta gestão, pois o trabalho desta será determinante para o futuro do Glorioso nos próximos anos.

O planejamento para a disputa da Série B precisa começar agora. Não é uma questão de jogar a toalha, mas de sair na frente dos outros, chegar mais preparado e não repetir o feito do Cruzeiro de não conseguir voltar para a primeira divisão, logo após a sua queda. Muito difícil o Botafogo escapar do rebaixamento. Então, o momento já é de pensar em quem vai continuar e quem vai sair, investir mais na base, fazer contratações pontuais, equilibrar as finanças, definir o teto salarial e o treinador para a temporada. Iniciar a competição com o planejamento praticamente completo, já vai ajudar demais.

O Botafogo é mais um gigante do futebol brasileiro que paga pelas más gestões que passaram pelo clube. Porém, o momento é de Instituição e torcida se unirem e demonstrarem todo o apoio ao alvinegro. E a diretoria mais do que nunca, precisa trabalhar e mostrar competência para tirar o Glorioso dessa situação. Sabemos que não é fácil, que não vai ser da noite para o dia que o Botafogo vai se livrar dessa grave crise financeira. Mas com foco, determinação e um trabalho qualificado, já vai ser um ótimo começo para a reestruturação do Botafogo de Futebol e Regatas.

Por: Luhan Alves

Categorias
Destaque Esportes

Disputa pelo título do Brasileirão segue acirrada

 

O Campeonato Brasileiro está chegando à sua reta final. E a briga pelo título está cada vez mais acirrada. O líder São Paulo que tinha uma vantagem boa em relação aos outros times viu a diferença de pontos diminuírem, já que nos últimos 3 jogos o clube paulista fez apenas 1 ponto de 9 disputados. Agora, o time do Diniz tem 57 pontos e é perseguido por Internacional com 56, Atlético-MG com 53, Flamengo com 52, Palmeiras com 51 e Grêmio 50. Dessas equipes, do 3° ao 6° lugar ainda tem um jogo a menos. Ou seja, a disputa promete ser emocionante até a última rodada.

E a 31ª rodada, que acontece nesta quarta e quinta-feira, coloca em disputa os 6 primeiros colocados. O São Paulo encara o Internacional, no Morumbi. Já o Atlético-MG vai a Porto Alegre para enfrentar o Grêmio. E o Flamengo joga como mandante no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, diante do Palmeiras. Confrontos diretos na luta pelo título do Campeonato Brasileiro 2020. Confira abaixo as análises dessas partidas.

São Paulo x Internacional (Morumbi)- Quarta-feira, 21h30

Jogo que vale a liderança do Campeonato Brasileiro pelo menos para essa rodada. A partida promete ser decidida nos detalhes e na estratégia de cada equipe. São duas propostas diferentes dentro de campo. Por ser o atual líder, jogar em casa e pela característica do time, o São Paulo deve tomar a iniciativa e propor mais o jogo. O que Diniz precisa resolver é qual peça e esquema será melhor, na ausência de Luciano, que claramente faz falta para a equipe. O time paulista precisa ser mais eficiente no ataque e na transição ofensiva.

Fernando Diniz tenta ajustar o time do São Paulo para voltar a vencer no campeonato Foto: Reprodução Twitter/São Paulo

Já o Internacional, deve adotar uma estratégia mais reativa, esperando o São Paulo no seu campo e tentando surpreender no contra-ataque. Para isso vai precisar que seus jogadores da parte ofensiva estejam em noite inspirada. Eles precisam colocar velocidade na transição ofensiva e ter eficiência na hora de chegar ao gol do time paulista. A defesa precisa ficar atenta a intensa movimentação dos atletas da equipe do Diniz, para não ser surpreendida.

Edenilson tem sido um dos destaques do Internacional nesta temporada Foto: Reprodução Twitter/Internacional

Grêmio x Atlético-MG (Arena do Grêmio)- Quarta-feira, 19h15

Acredito que esse jogo seja bastante interessante de assistir por conta de serem duas equipes que buscam o jogo na maior parte do tempo, promessa de um duelo bem movimentado. O Grêmio, jogando em seus domínios, vai tentar ficar com a posse de bola e jogar de forma mais vertical, acionando seus pontas e tentando infiltrar na defesa do Galo através de troca de passes rápidos e passes em profundidade. As dificuldades serão furar a boa marcação do Atlético-MG e na parte defensiva fazer uma recomposição rápida, pois os jogadores de frente da equipe mineira são velozes.

Diego Souza vive ótima fase com a camisa do Grêmio Foto: Reprodução Twitter/Grêmio

O Atlético deve adotar uma estratégia para surpreender o Grêmio já nos primeiros minutos de jogo. Engana-se quem pensa que o time de Sampaoli irá esperar a equipe de Renato em seu campo. O Galo deve tentar marcar até a intermediária para tentar roubar a bola e sair em velocidade ao ataque, pegando a defesa gaúcha desprevenida. Mas o clube mineiro vai precisar também ter atenção na parte defensiva, pois os pontas do Grêmio são rápidos e chegam com bastante perigo. Além disso, precisa ficar de olho no Diego Souza, que vive fase artilheira.

Sampaoli é um dos treinadores que estão dedes o começo em um mesmo clube no campeonato Foto: Reprodução Twitter/Atlético-MG

Flamengo x Palmeiras- (Mané Garrincha)- Quinta-feira, às 19h

Esta partida será dos dois elencos mais qualificados do Brasil. E se for para apontar um leve favoritismo, para mim o Palmeiras chega em um momento melhor e mais preparado para esse confronto. Porém, do outro lado tem o Flamengo com um time qualificado e peças que podem decidir o jogo, mesmo não estando em boa fase.

O time de Rogério Ceni ainda apresenta algumas falhas coletivas e seus principais jogadores estão abaixo tecnicamente. Na parte ofensiva, Diego tem entrado bem e vem dando dinâmica no meio campo rubro-negro, Arrascaeta vem sendo decisivo e Pedro quase sempre vem muito bem do banco. São algumas armas para o Fla tentar surpreender o time paulista, o setor ofensivo precisa estar bem para vencer a partida. O que preocupa também é a parte defensiva, já que até agora nenhum jogador conseguiu encaixar ao lado de Rodrigo Caio. E o Palmeiras tem meias e atacantes de muita qualidade e que se movimentam bastante. Se a marcação não acertar, a equipe terá problemas.

Rogério Ceni vem sendo bastante pressionado no comando do Flamengo Foto: Reprodução Twitter/Flamengo

Já a equipe do Palmeiras vem embalada pelo ótimo trabalho do técnico português Abel Ferreira. O clube paulista está na final da Copa do Brasil e da Libertadores, e ainda se colocou na briga no Campeonato Brasileiro. Para essa partida, acredito que o Palmeiras irá explorar bastante os espaços deixados pelos laterais do Flamengo e vai tentar confundir a zaga adversária com bastante movimentação dos atacantes. Por mais que a defesa do Alviverde seja muito boa, será preciso ter atenção com os jogadores de frente do Fla e das chegadas de Isla e Filipe Luís ao ataque.

Abel Ferreira faz um ótimo trabalho no comando do Palmeiras Foto: Reprodução Twitter/Palmeiras

Para os amantes do futebol, será uma rodada de muita emoção e boa de se assistir.

Por: Luhan Alves

Categorias
Destaque Esportes

Opinião: Botafogo tem uma missão quase impossível no Campeonato Brasileiro

 

Mais um jogo ruim, mais uma derrota, mais próximo do seu terceiro rebaixamento o Botafogo está ficando. Após a derrota, em casa, para o Athletico-PR, na última quarta (6), o alvinegro carioca vê sua situação se complicar cada vez mais. Faltando 10 rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro, o Glorioso precisa de pelo menos sete vitórias para tentar escapar da zona da degola.

A missão do Botafogo é bem difícil, mesmo com chances matemáticas de escapar do rebaixamento. Uma das coisas que se percebe nas partidas do Glorioso é que o psicológico dos jogadores está bem abalado. O time até entra em campo com disposição e vontade de vencer a partida, mas basta sair atrás do placar que a tensão e os erros aparecem dentro de campo.

Mais uma derrota do Botafogo dentro de casa no Campeonato Brasileiro Foto: Luhan Alves

O treinador do Botafogo, Eduardo Barroca, encontra enormes dificuldades de fazer o time jogar bem e vencer as partidas. Nos 4 jogos que comandou o alvinegro carioca, conquistou apenas uma vitória e teve três derrotas. A cada jogo que passa, a equipe alvinegra comete os mesmos erros. Na parte defensiva, deixa muitos espaços, principalmente pelo lado direito e recompõe muito mal. E na parte ofensiva, falta mais qualidade na criação, eficiência nas finalizações, quando consegue romper a linha defensiva do adversário e mais aproximação dos jogadores do sistema ofensivo.

A equipe alvinegra vai precisar tirar forças de onde não tem para conseguir um milagre na luta contra o rebaixamento. A próxima missão é um clássico contra o Vasco, no próximo domingo (10), em São Januário, às 20h30. Confronto direto na briga para sair da zona da degola. O que resta para o torcedor do Botafogo é acreditar até o último momento.

Por: Luhan Alves 

Categorias
Destaque Esportes

Opinião: Fluminense precisa corrigir os erros o mais rápido possível

 

Mais um jogo que termina sem vitória do Fluminense sob comando do Marcão. Nos três jogos que o treinador esteve na beira do campo, desde a saída de Odair Hellman, o tricolor carioca empatou contra o Vasco e perdeu para o Atlético-GO e São Paulo. É claro que quem pediu para sair, por conta de uma proposta irrecusável, foi o Odair, mas até o momento a escolha pelo Marcão não vem surtindo efeito na equipe.

Analisando esses três jogos do Marcão, dá para perceber que o time do Fluminense até tenta trabalhar mais a bola, ter a posse, mas esbarra na falta de criatividade, tendo dificuldades de levar perigo ao gol adversário. O tricolor vem jogando com dois pontas abertos, para tentar sair em velocidade para o ataque, mas os atacantes estão atuando muito distantes, totalmente espaçados, faltando aproximação no ataque e movimentação dos jogadores.

Fluminense perde mais uma partida e vai se distanciando da parte de cima da tabela Foto: Luhan Alves

Já na parte defensiva, alguns erros de posicionamento acabam atrapalhando o time. Os laterais são facilmente dominados quando o time adversário tem pontas com qualidade e velocidade, principalmente se atacar pelo lado direito, onde joga Egídio ou Danilo Barcelos. Os zagueiros precisam estar mais atentos à movimentação dos jogadores adversários e cobrir melhor os espaços.

O Fluminense, agora, terá mais 10 dias para treinar, corrigir os erros e encaixar o novo estilo de jogo. A estreia de 2021 será contra o Flamengo, dia 06 de janeiro, às 21h30 (de Brasília), no Maracanã, pela 28ª rodada do Brasileirão. O tricolor carioca precisa voltar a vencer para não se distanciar de uma vaga na próxima Libertadores.

Por: Luhan Alves

Categorias
Destaque Esportes

Fluminense enfrenta Atlético-GO de olho no G4 do Brasileirão

 

O Fluminense vai reencontrar seu algoz na eliminação da Copa do Brasil esse ano. O Tricolor e o Atlético-GO se enfrentam nesta quarta-feira (16), em Goiânia, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. As duas equipes vão se enfrentar pela quarta vez em 2020. Até agora foram uma vitória para cada lado, pela Copa do Brasil, e um empate no primeiro turno do Brasileirão. A partida desta noite será no estádio Antônio Accioly, às 21h30.

O Tricolor vem de um empate amargo contra o Vasco e com uma invencibilidade de quatro jogos. A vitória será muito importante para o destino do Fluminense no campeonato, já que a equipe carioca está disputando uma vaga para a Libertadores do ano que vem. Esse será o segundo jogo de Marcão após a saída de Odair Hellmann.

A tendência é que Marcão não faça muitas mudanças, até por ter tido só um dia para treinar a equipe após o empate com o Vasco. Do time que jogou no clássico, a mudança vai ficar apenas por conta de Wellington Silva, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Fred e Caio Paulista são os mais cotados para a vaga. Se o camisa 9 for escolhido, Marcos Paulo vai para ponta.

Marcos Paulo é um dos destaques do Fluminense Foto: Mailson Santana/FFC

Provável Escalação: Marcos Felipe, Igor Julião, Matheus Ferraz e Luccas Claro e Egídio; Hudson, Yuri Lima e Michel Araújo; Marcos Paulo, Nenê e Fred(Caio Paulista). Técnico: Marcão

O Atlético-GO vem de uma vitória fora de casa contra o Ceará, chegando aos 31 pontos e pulando para a 12ª posição. Agora, a equipe goiana tenta melhorar seu rendimento como mandante. Das sete vitórias do Dragão na Série A, só duas foram em casa. O desfalque fica por conta do volante Willian Maranhão, que está suspenso. Pereira surge como o nome mais cotado para assumir a vaga, tendo em vista que Matheus Vargas (suspensão) e Rithely (lesão) também são desfalques. Baralhas corre por fora. No ataque, há dúvida entre Danilo Gomes e Gustavo Ferrareis.

Provável Escalação: Jean, Dudu, João Victor, Éder e Nicolas; Pereira, Marlon Freitas e Chico; Danilo Gomes(Ferrareis), Janderson e Zé Roberto. Técnico: Marcelo Cabo

Bom retrospecto

O Fluminense conta com um retrospecto favorável como visitante diante do Atlético-GO. De acordo com dados do site “Fluzao.info”, foram 10 partidas em Goiânia, com sete vitórias tricolores, um empate e apenas duas derrotas, sendo quatro jogos no Estádio Olímpico Pedro Ludovico e seis no Serra Dourada.

Arbitragem

Árbitro: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)

Assistente 1: Thiaggo Americano Labes

Assistente 2: Éder Alexandre (SC)

Árbitro de vídeo: Heber Roberto Lopes (SC)

Transmissão

Globo (com narração de Gustavo Villani e comentários de Júnior e Roger Flores) e Premiere (com narração de Jader Rocha e comentários de Pedrinho e PVC);

 

Categorias
Destaque Esportes

Opinião: o Gigante da Colina precisa acordar

 

“Jogo para esquecer, “perder de 4 a 1 em casa tem que doer na gente, tem que sangrar”. Essas foram algumas das frases da entrevista de Andrey ao fim da partida e que resume muito bem o que aconteceu na noite de segunda-feira (30) em São Januário. O que se viu do Cruzmaltino foi um time bem apático dentro de campo, pouca produtividade ofensiva e muitos erros defensivos. Foi um verdadeiro passeio da equipe do Ceará, que ao contrário da equipe carioca, mostrou organização e eficiência no ataque.

Pode se dizer que foi o pior jogo do Vasco no ano. O auxiliar Alexandre Grasseli manteve o esquema que vem sendo utilizado pelo treinador português Ricardo Sá Pinto. Mas, após assistir a sua equipe fazer um primeiro tempo ruim, mexeu bastante na etapa final. Porém, as mudanças não surtiram efeito e a goleada do Ceará foi sendo construída.

A defesa vascaína que vinha mantendo uma boa fase foi um destaque bem negativo nesta partida. Mesmo com o esquema de três zagueiros e quando o time fazia a recomposição formava uma linha de cinco na defesa, o Vasco deixou muitos espaços e foi facilmente superado pelos meias e atacantes do Ceará. Ninguém se salvou na parte defensiva, jogo muito abaixo de todos.

Do meio para frente, o único que tentava alguma coisa era o Andrey, que no segundo tempo tentou comandar a saída de bola da equipe do Vasco, mas a noite era ruim dos seus companheiros. Faltou qualidade na criação do meio campo Cruzmaltino. Benítez que entrou no segundo tempo, teve poucas chances de fazer alguma coisa, até porque o meia não está 100% fisicamente. Com isso a capacidade criativa do time diminui e a bola quase não chega aos atacantes.

Agora o Vasco tem pouco tempo para se recuperar da goleada, pois na quinta-feira (3) enfrenta a equipe do Defensa y Justicia pelo jogo de volta das oitavas de final da Sul-Americana. E, mais do que nunca, a defesa vai precisar voltar a ter o bom desempenho desse início de trabalho de Sá Pinto. Se não for vazado, o Vasco passa, uma vez que empatou por 1 a 1 na Argentina, e na competição vale o gol qualificado fora de casa. O Gigante da Colina precisa acordar.

Por: Luhan Alves 

Categorias
Destaque Esportes

Botafogo retorna com sua equipe de basquete

A equipe de basquete do Botafogo irá voltar para as quadras. O clube, que ficou de fora do Novo Basquete Brasil (NBB) por não ter quitado dívidas com o elenco, foi anunciado nesta quarta-feira (4) como um dos participantes da próxima edição do Campeonato Brasileiro.

A competição vai contar com 12 equipes e, segundo a CBB, começa em 13 de fevereiro. Os times são: Joinville Basquete, Black Star, os dois de Joinville; Brusque Basquete e Blumenau Basquete, ambos catarinenses; Ponta Grossa, do Paraná, campeão em 2019, ADRM Maringá e Londrina Basketball, também do Paraná; Vila Nova representa Goiás e o Osasco será o único time de São Paulo. O Campeonato Brasileiro é a segunda divisão nacional e dá direito ao campeão de participar do NBB, torneio organizado pela Liga Nacional de Basquete (LNB).

Botafogo irá retornar para as quadras de basquete Foto: Guilherme Faria/ Niterói Basquete Clube

Leonardo Bessa, repórter e fundador do portal @selecaoalvinegra, avalia o retorno do time de basquete do Botafogo.

Avalio como algo bem positivo. Torcedor do Botafogo se acostumou bastante com a equipe de Basquete e o término precoce do antigo time foi um baque. Agora é hora de reconstruir, recomeçar. Botafogo é campeão brasileiro e sul-americano na modalidade. Precisa ser respeitado como tal.

O jornalista da Rádio Poliesportiva, Yuri Murta, também comentou sobre a volta do Botafogo no basquete.

Sinceramente eu avalio esse retorno com certo otimismo. O Botafogo vive complicações políticas que todos conhecem, mas o movimento Juntos pelo Basquete prometeu seguir com time adulto e agora cumpre a promessa. Tudo bem que não irá disputar o NBB, mas o CBB já é um bom começo e um bom sinal. Resta saber se conseguirá manter a vaga na Champions das Américas para fazer um projeto ainda maior.

De acordo com o texto publicado no blog do jornalista do UOL, Demétrio Vecchioli, o clube que representa o Botafogo no NBB não é o Botafogo de Futebol e Regatas, mas a Associação Botafogo Olímpico, um CNPJ independente apto a receber recursos públicos incentivados. O time de basquete só não acabou de vez porque Carlos Salomão, um torcedor do alvinegro carioca, conseguiu junto à diretoria o direito de continuar tocando o projeto, desde que isso não gerasse custos ao clube.

Ele até chegou a tentar a engenharia financeira para pagar as dívidas com os jogadores e inscrever o time no NBB. Porém não conseguiu, mas manteve a equipe viva, inscrevendo-a no Campeonato Brasileiro, com um investimento bem mais baixo, na casa de R$ 500 mil.

Perguntados sobre até onde o Botafogo pode chegar no Campeonato Brasileiro de basquete, os especialistas responderam que ainda é cedo para fazer qualquer análise sobre esse aspecto.

Leonardo: “A campanha no CBB vai depender da formação do elenco a partir dos recursos que forem captados. Ainda é bem cedo, mas ao longo das próximas semanas devemos ter um panorama um pouco mais claro para projetar isso”.

Yuri: “Acredito fortemente que deva montar uma equipe para brigar pelas primeiras colocações. É muito difícil opinar agora quando os times ainda estão em formação, faltando ainda 3/4 meses para o começo do torneio”.

Leia Também: Confira como foi o 1° turno dos clubes cariocas no Campeonato Brasileiro 2020

Categorias
Destaque Esportes

Confira como foi o 1° turno dos clubes cariocas no Campeonato Brasileiro 2020

O primeiro turno do Campeonato Brasileiro de 2020 chegou ao fim. E os times cariocas vivem em situações bem diferentes. A dupla Fla-Flu disputam na parte de cima da tabela. Já o Botafogo e o Vasco, estão na briga para sair de perto da zona do rebaixamento. Confira como foi o 1° turno de cada equipe do Rio de Janeiro.

Flamengo

A equipe rubro-negra termina o primeiro turno ocupando a segunda colocação com o mesmo número de pontos do Internacional, mas acaba perdendo no saldo de gol (14 Inter e 8 Fla). O Flamengo, atual campeão do Brasileirão, tem um dos melhores elencos do Brasil e aparece como um dos favoritos na briga pelo título. Seu treinador, o catalão Domenèc Torrent, vem recebendo algumas críticas, principalmente quanto ao desempenho ruim da zaga, mas no geral faz um bom trabalho.

Pedro comemorando um gol com os reservas sob olhar de Domenèc Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Números do Flamengo no 1° Turno

Jogos: 19

Vitórias: 10

Empates: 5

Derrotas: 4

Gols Pró: 33

Gols Sofridos: 25

Saldo de gol: 8

Aproveitamento: 61.4%

 

Artilheiro da equipe no Campeonato Brasileiro: Pedro/10 gols

Jogadores com maior número de assistências no campeonato: Isla e Bruno Henrique/4 assistências

Fluminense

O tricolor carioca terminou essa primeira parte do campeonato em quarto lugar, contrariando as expectativas de muitos. A campanha do Fluminense neste Brasileirão é a maior pontuação do Tricolor em um turno de Brasileirão desde a edição de 2015, no primeiro ano da “era pós-Unimed”. A equipe, comandada na época por Enderson Moreira, anotou 33 pontos nos 19 primeiros jogos da competição, com 10 vitórias, três empates e seis derrotas. A missão de Odair Hellman para o 2° turno é manter a equipe brigando por uma vaga na próxima Libertadores.

Foto: Odair Hellman vem fazendo um bom trabalho após a eliminação do Fluminense na Copa do Brasil Foto: Mailson Santana/FFC

Números do Fluminense no 1° Turno

Jogos: 19

Vitórias: 9

Empates: 5

Derrotas: 5

Gols Pró: 29

Gols Sofridos: 21

Saldo de gol: 8

Aproveitamento: 56.1%

 

Artilheiro da equipe no Campeonato Brasileiro: Nenê/7 gols

Jogadores com maior número de assistências no campeonato: Igor Julião/ 3 assistências

Botafogo

O Glorioso fechou o primeiro turno do campeonato em décimo quarto lugar, com apenas 20 pontos dos 54 disputados (O Botafogo tem um jogo a menos) e tendo uma das piores campanhas como mandante. A situação ruim do clube não é apenas em campo, os protestos da torcida contra a atual gestão e alguns jogadores do elenco, evidencia a pressão que o time alvinegro vai continuar tendo nesse 2° turno para evitar um possível rebaixamento. E para completar, o Botafogo segue em busca de um treinador.

O elenco do Botafogo vai precisar continuar unido para o restante do Campeonato Foto: Vítor Silva/ BFR

Números do Botafogo no 1° Turno

Jogos: 18*

Vitórias: 3

Empates: 11

Derrotas: 4

Gols Pró: 19

Gols Sofridos: 22

Saldo de gol: -3

Aproveitamento: 37%

*O Botafogo ainda precisa completar um jogo do 1° Turno contra o São Paulo

 

Artilheiro da equipe no Campeonato Brasileiro: Matheus Babi/ 5 gols

Jogadores com maior número de assistências no campeonato: Bruno Nazário/2 assistências

Vasco

O Cruzamaltino termina o primeiro turno na décima sexta posição e lutando contra o rebaixamento, o que seria o 4° em sua história. O Vasco começou muito bem no campeonato e dava indícios de que essa temporada o time iria brigar por coisas maiores. Ramon Menezes fazia um bom trabalho, até que uma sequência de maus resultados e um desempenho ruim da equipe fez com que o time caísse na tabela e consequentemente veio à demissão de Ramon. Agora, com o treinador português Ricardo Sá Pinto, o clube carioca tenta se reerguer no Brasileirão e fugir da zona da degola.

Ricardo Sá Pinto conversa com os jogadores do Vasco Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Leia Também: Conheça o novo técnico do Vasco da Gama

Números do Vasco no 1° Turno

Jogos: 17*

Vitórias: 5

Empates: 4

Derrotas: 8

Gols Pró: 20

Gols Sofridos: 25

Saldo de gol: -5

Aproveitamento: 37.3%

 

Artilheiro da equipe no Campeonato Brasileiro: Cano/7 gols

Jogadores com maior número de assistências no campeonato: Talles Magno/ 3 assistências