Categorias
Destaque Esportes

Flamengo e Vasco se enfrentam em jogo decisivo pelo Brasileirão

 

O Clássico dos Milhões sempre foi tomado pela disputa, tensão e clima decisivo. E nesta quinta-feira (04), às 21h, no Maracanã, não será diferente. Flamengo e Vasco se enfrentam pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Para a equipe rubro-negra, em segundo lugar com 61 pontos, o jogo vale para continuar na cola do líder, que é o Internacional, na luta pelo título. Já para o Vasco, os três pontos são importantes para se distanciar da zona de rebaixamento.

No lado do Flamengo, a mudança em relação ao jogo contra o Sport, fica por conta de Hugo Souza no lugar de Diego Alves, que novamente teve uma lesão na coxa direita e será desfalque. Gerson, que teve um entorse no pé direito, é dúvida. Há, no entanto, otimismo sobre sua presença. O volante foi relacionado para o clássico. No geral, o time deve ser o mesmo que vem jogando sob o comando de Rogério Ceni.

O volante Gerson é dúvida para o clássico contra o Vasco Foto: Alexandre Vidal/CRF

 

Provável Escalação: Hugo Souza, Isla, Arão, Gustavo Henrique e Filipe Luís; Diego, Gerson (Pepê ou Gomes), Everton Ribeiro, Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabigol.

Pendurados: Gabigol, Diego, Gustavo Henrique, João Lucas, João Gomes e Rogério Ceni.

 

Já no lado vascaíno, o desfalque fica por conta do zagueiro e capitão da equipe, Leandro Castán, que foi expulso na última partida diante do Bahia. Ricardo Graça começa entre os titulares. Outra alteração que Luxemburgo indicou no time é a entrada de Gabriel Pec na vaga de Talles Magno. O atacante trabalhou como titular no treino de terça.

Gabriel Pec deve começar a partida como titular Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

 

Provável Escalação: Fernando Miguel, Léo Matos, Marcelo Alves, Ricardo Graça, Henrique; Bruno Gomes, Léo Gil, Benítez, Pikachu, Pec e Cano.

Pendurados: Benítez, Gabriel Pec, Léo Matos, Ricardo e Yago Pikachu.

Arbitragem

Árbitro: Raphael Claus(Fifa/SP)

Árbitro Assistente 1: Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa/SP)

Árbitro Assistente 2: Alex Ang Ribeiro (SP)

VAR: Jose Claudio Rocha Filho (SP)

 

Retrospecto do Confronto

Os números recentes favorecem o Flamengo, que não perde para seu rival há 16 jogos: sete vitórias e nove empates. A última vitória do Vasco foi no Carioca de 2016. Em 2020, o Rubro-Negro venceu as duas partidas: 1 a 0 pelo Carioca (quando atuou com reservas) e 2 a 1 no Brasileirão, em São Januário, de virada.

A sequência atual de 16 jogos sem derrota é a maior do Flamengo na história do Clássico dos Milhões. Antes dela, o Rubro-Negro teve outras três séries invictas de 11 jogos: entre 1941 e 1943, entre 1971 e 1973 e entre 2012 e 2015. Do lado vascaíno, a maior série invicta é de 20 jogos entre 1945 e 1951

Considerando apenas o Campeonato Brasileiro, o Flamengo não perde para o Vasco desde 2015. Desde então, foram 3 vitórias e 4 empates. Na história da competição, desde 1967, quando se enfrentaram pela primeira vez ainda no antigo Torneio Roberto Gomes Pedrosa, a vantagem é do Flamengo. Em 63 jogos, foram 22 vitórias do Rubro-Negro, 23 empates e 18 vitórias do Vasco.

No retrospecto geral, o domínio no clássico também é do Flamengo. Em 411 jogos, foram 156 vitórias do Flamengo, 137 do Vasco e 119 empates (contando jogos amistosos). Apenas em jogos oficiais são 326 partidas com 124 vitórias do Flamengo, 100 empates e 102 vitórias do Vasco.

 

Disputa pela artilharia

Outro detalhe interessante deste clássico é igualdade dos artilheiros da equipe. Cano, Gabigol e Pedro estão com 23 gols na temporada. O camisa 9 do Flamengo jogou 38 vezes (35 como titular) das 65 partidas rubro-negras, enquanto Pedro atuou em 49 (24 vezes como reserva). Desfalque em apenas 10 partidas das 56 partidas do Vasco na temporada, Cano foi titular nos 46 jogos que disputou.

Foto: Ge.com

Onde Assistir

A partida terá transmissão do Premiere para todo país.

 

Por: Luhan Alves

Categorias
Destaque Esportes

Confira como foi o 1° turno dos clubes cariocas no Campeonato Brasileiro 2020

O primeiro turno do Campeonato Brasileiro de 2020 chegou ao fim. E os times cariocas vivem em situações bem diferentes. A dupla Fla-Flu disputam na parte de cima da tabela. Já o Botafogo e o Vasco, estão na briga para sair de perto da zona do rebaixamento. Confira como foi o 1° turno de cada equipe do Rio de Janeiro.

Flamengo

A equipe rubro-negra termina o primeiro turno ocupando a segunda colocação com o mesmo número de pontos do Internacional, mas acaba perdendo no saldo de gol (14 Inter e 8 Fla). O Flamengo, atual campeão do Brasileirão, tem um dos melhores elencos do Brasil e aparece como um dos favoritos na briga pelo título. Seu treinador, o catalão Domenèc Torrent, vem recebendo algumas críticas, principalmente quanto ao desempenho ruim da zaga, mas no geral faz um bom trabalho.

Pedro comemorando um gol com os reservas sob olhar de Domenèc Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Números do Flamengo no 1° Turno

Jogos: 19

Vitórias: 10

Empates: 5

Derrotas: 4

Gols Pró: 33

Gols Sofridos: 25

Saldo de gol: 8

Aproveitamento: 61.4%

 

Artilheiro da equipe no Campeonato Brasileiro: Pedro/10 gols

Jogadores com maior número de assistências no campeonato: Isla e Bruno Henrique/4 assistências

Fluminense

O tricolor carioca terminou essa primeira parte do campeonato em quarto lugar, contrariando as expectativas de muitos. A campanha do Fluminense neste Brasileirão é a maior pontuação do Tricolor em um turno de Brasileirão desde a edição de 2015, no primeiro ano da “era pós-Unimed”. A equipe, comandada na época por Enderson Moreira, anotou 33 pontos nos 19 primeiros jogos da competição, com 10 vitórias, três empates e seis derrotas. A missão de Odair Hellman para o 2° turno é manter a equipe brigando por uma vaga na próxima Libertadores.

Foto: Odair Hellman vem fazendo um bom trabalho após a eliminação do Fluminense na Copa do Brasil Foto: Mailson Santana/FFC

Números do Fluminense no 1° Turno

Jogos: 19

Vitórias: 9

Empates: 5

Derrotas: 5

Gols Pró: 29

Gols Sofridos: 21

Saldo de gol: 8

Aproveitamento: 56.1%

 

Artilheiro da equipe no Campeonato Brasileiro: Nenê/7 gols

Jogadores com maior número de assistências no campeonato: Igor Julião/ 3 assistências

Botafogo

O Glorioso fechou o primeiro turno do campeonato em décimo quarto lugar, com apenas 20 pontos dos 54 disputados (O Botafogo tem um jogo a menos) e tendo uma das piores campanhas como mandante. A situação ruim do clube não é apenas em campo, os protestos da torcida contra a atual gestão e alguns jogadores do elenco, evidencia a pressão que o time alvinegro vai continuar tendo nesse 2° turno para evitar um possível rebaixamento. E para completar, o Botafogo segue em busca de um treinador.

O elenco do Botafogo vai precisar continuar unido para o restante do Campeonato Foto: Vítor Silva/ BFR

Números do Botafogo no 1° Turno

Jogos: 18*

Vitórias: 3

Empates: 11

Derrotas: 4

Gols Pró: 19

Gols Sofridos: 22

Saldo de gol: -3

Aproveitamento: 37%

*O Botafogo ainda precisa completar um jogo do 1° Turno contra o São Paulo

 

Artilheiro da equipe no Campeonato Brasileiro: Matheus Babi/ 5 gols

Jogadores com maior número de assistências no campeonato: Bruno Nazário/2 assistências

Vasco

O Cruzamaltino termina o primeiro turno na décima sexta posição e lutando contra o rebaixamento, o que seria o 4° em sua história. O Vasco começou muito bem no campeonato e dava indícios de que essa temporada o time iria brigar por coisas maiores. Ramon Menezes fazia um bom trabalho, até que uma sequência de maus resultados e um desempenho ruim da equipe fez com que o time caísse na tabela e consequentemente veio à demissão de Ramon. Agora, com o treinador português Ricardo Sá Pinto, o clube carioca tenta se reerguer no Brasileirão e fugir da zona da degola.

Ricardo Sá Pinto conversa com os jogadores do Vasco Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Leia Também: Conheça o novo técnico do Vasco da Gama

Números do Vasco no 1° Turno

Jogos: 17*

Vitórias: 5

Empates: 4

Derrotas: 8

Gols Pró: 20

Gols Sofridos: 25

Saldo de gol: -5

Aproveitamento: 37.3%

 

Artilheiro da equipe no Campeonato Brasileiro: Cano/7 gols

Jogadores com maior número de assistências no campeonato: Talles Magno/ 3 assistências