Categorias
Destaque Educação Notícias Rio

Sesc-RJ disponibiliza 330 vagas gratuitas em cursos online de inglês e espanhol

O Sesc-RJ está com 330 vagas gratuitas abertas para cursos online de inglês e espanhol (nível básico).

Para participar do processo seletivo, os interessado devem preencher um formulário disponível aqui.  O prazo se encerra na terça-feira (16), e o curso está previsto para começar no dia 1º de março.

Os cursos são voltados para maiores de 15 anos, com renda familiar mensal que não ultrapasse o valor de três salários mínimos nacionais (R$ 3.300). Trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo (e seus dependentes) e alunos da educação básica da rede pública têm preferência, embora o processo seletivo seja aberto a todos que cumprirem o requisito de renda no estado do Rio de Janeiro.

No total, serão 34 turmas em diferentes dias e horários, com opções de uma aula semanal de 2h30 ou duas de 1h15.

Oferecido tradicionalmente no modelo presencial, o curso ganhou uma versão digital por conta da pandemia.

Categorias
Destaque Notícias do Jornal Rio

Faetec: inscrições abertas e 2.370 vagas

 

A Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) prorrogou o prazo de inscrição para os processos seletivos que vão preencher 2.370 vagas no primeiro semestre do ano letivo de 2021. Os interessados em participar têm até o dia 7 de fevereiro para se inscreverem e até o dia 8 para pagar a taxa de inscrição de R$ 55,00.  Com o novo prazo, aqueles que se inscreveram e ainda não efetuaram o pagamento podem gerar novo boleto bancário no site e garantir a participação no seletivo. As inscrições podem ser feitas no site da Faetec (www.faetec.rj.gov.br) ou no do Instituto Selecon (www.selecon.org.br).

Há vagas para Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio (Geral, Normal), Ensino Médio Integrado (Técnico de Nível Médio) e para o Ensino Superior (tecnólogo e licenciatura), com oportunidades em diversos municípios.

Entre os cursos técnicos gratuitos oferecidos pela rede estão: Administração, Análises Clínicas, Construção Naval, Eletrônica, Eletrotécnica, Enfermagem, Informática, Programação de Jogos Digitais, Rede de Computadores, Segurança do Trabalho, Telecomunicações, entre outros.

 

Categorias
Brasil Educação Rio

Espaço 4.0 será implementado em Belford Roxo

Com investimento de R$ 300 mil do Governo Federal, unidade deve capacitar mais de 400 jovens por ano

A implementação de 23 unidades do Espaço 4.0 foi firmada pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) em 2020. Com investimento de R$ 6,9 milhões, o Governo Federal vai levar o projeto para 10 estados brasileiros. Os municípios que recebem as unidades são equipados com tecnologia de última geração para a capacitação de jovens em vulnerabilidade social.

As unidades serão efetivadas em Alagoas, Goiás, Minas Gerais, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins. Os espaços poderão atender 6,5 mil jovens por ano com cursos de curta duração, isto é, com cronograma de 20 a 40 horas. Todos os jovens são previamente selecionados e recebem certificado após a conclusão da carga horária.

Nos espaços podem ser ofertados cursos de desenho 2D, desenho e impressão 3D, introdução à programação web, desenvolvimento de aplicativos, montagem e manutenção de computadores e análise e interpretação de esquemas elétricos de notebook, por exemplo. Além disso, os jovens podem ser capacitados em instalação e configuração de redes de computadores, eletrônica básica e robótica educacional.

O projeto é desenvolvido por meio da Secretaria Nacional da Juventude (SNJ), que integra a estrutura do MMFDH. Para a titular da Pasta, Emilly Coelho, a iniciativa mostra a preocupação da gestão com o futuro dos jovens, já que muitos vão trabalhar com profissões que ainda não existem. “Esse é o nosso trabalho chegando na ponta para qualificar os jovens para o mercado que irão entrar nos próximos anos”, afirma.

De acordo com ela, os cursos foram definidos com base em material prático e pensados para serem rápidos, promovendo rotatividade no atendimento à juventude brasileira. “Assim, os jovens terão acesso ao conhecimento tecnológico e vivenciarão experiências que facilitem sua inserção no mercado”, ressalta.

O programa da SNJ leva em consideração os desafios e oportunidades da Agenda 4.0 por meio da capacitação profissional, acesso ao conhecimento e desenvolvimento de habilidades que sejam capazes de aumentar a empregabilidade dos jovens no atual mercado de trabalho. Os recursos para implementação dos espaços são aplicados por meio alocação de emendas parlamentares.

Unidades

O estado de Santa Catarina foi contemplado com seis unidades, sendo que duas serão entregues no município de Itapema, uma em Garuva, uma em Guaramirim, uma em Lages e uma em São Miguel D’Oeste. Outros quatro espaços serão montados em João Pessoa (PB).

O Rio Grande do Sul vai contar com três unidades, uma em Cachoeira do Sul, uma em Esteio e uma em Lajeado. Já os municípios de Boca da Mata (AL), Belford Roxo (RJ), Arujá (SP), Boquim (SE) e Palmas (TO) também terão uma unidade em cada cidade.

Além disso, serão implementadas duas unidades em campi do Instituto Federal de Alagoas (Ifal), um no campus de Luziânia do Instituto Federal de Goiás (IFG), uma no campus de Betim do Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG) e uma na Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Além dos recursos do Governo Federal, as unidades contam com o investimento de contrapartida de estados e municípios. Cerca R$ 162 mil serão destinados por essas unidades da federação para os espaços conforme convênios celebrados com a secretaria. As unidades implementadas em institutos e universidades são montadas por meio de Termos de Execução Descentralizada (TEDs) e não possuem contrapartida.

Com os recursos repassados pelo Governo Federal, cada localidade ou instituição segue um cronograma de entrega previsto em plano de trabalho específico dos convênios e TEDs formalizados.

O Espaço

A estrutura dos Espaço 4.0 tem formato de contêiner. A ideia surgiu para que a população e o Governo Federal apostem na economia, rapidez, sustentabilidade, qualidade, inovação e versatilidade.

O Espaço é equipado com modernos recursos tecnológicos, como computadores de última geração, impressoras 3D e máquinas de cortea laser.

A proposta também é permitir a oferta de cursos, oficinas e atividades que promovam a capacitação profissional, a inclusão digital e o desenvolvimento de habilidades específicas.

Para dúvidas e mais informações:

[email protected]

Categorias
Sociedade

Opções de cursos à distância explodiram durante período de isolamento

A impossibilidade da realização de aulas e cursos serem realizados de forma presencial fez crescer de sobremaneira a oferta (e a procura) pelo ensino à distância (EaD). Seja para se atualizar dentro de uma área do conhecimento, aproveitar o tempo ocioso gerado pelo isolamento social ou para encontrar um diferencial no currículo, estudar é um investimento que todos devem fazer em suas vidas.

Agora, dentro desse oceano de oportunidades, como definir o curso a ser feito? Preço? Instituição de ensino? Relevância do tema? Duração? Gera ou não certificado? Cursos gratuitos tem algum real valor em dias atuais?

Para responder a uma pergunta tão complexa, conversamos com o professor da ESPM Bruno Peres para clarear tantas dúvidas:

Qual seu objetivo?

Tudo depende do que está procurando em sua carreira. Você está procurando se especializar em alguma área específica ou busca um conhecimento genérico sobre o tema? Precisa colocar a mão na massa, aprender sobre um sistema específico?

Pense em seu objetivo antes de se matricular em dezenas de cursos, mesmo os gratuitos. Se tempo é dinheiro, é errado investir boa parte de seus dias em cursos que não passam nem perto do que você quer para seu futuro.

Grátis ou Pago?

No que diz respeito à objetividade de cursos gratuitos, muitos deles curtos e rasos demais, apenas em busca de seu e-mail para uma futura venda. E isso não é um problema, longe disso. Existem ótimos conteúdos gratuitos em vídeos de YouTube, em lives, e-books e artigos por toda a internet.

Porém, eles jamais trarão a profundidade e consistência de muitos cursos pagos. O que também não exime cursos caríssimos de possuírem bibliografias medíocres e métodos duvidosos.

Aqui vai uma lista que talvez ajude:

Comece com um rascunho do que deseja para sua carreira;

Pesquise sobre esses temas, verifique fontes e resultados para evitar conteúdos inverídicos e falsos gurus milagreiros;

Cursos gratuitos e outros materiais livres podem ajudá-lo a conhecer mais sobre um assunto ainda tido como novo;

Cursos pagos, com professores renomados, que apresentam um conteúdo mais profundo e com mais horas para a transmissão de conhecimento entre alunos e professores serão o caminho para efetivar esse aprendizado.

Vale a ressalva:

Quaisquer cursos – sejam pagos ou gratuitos – não lhe farão um expert em algo, independente do tema abordado. Serão, sim, um bom start para que decida por escolhas maiores dentro da área que deseja trabalhar.