Categorias
Luciana Marques

Cinco motivos para você não abrir uma franquia

 

Investir em uma franquia é uma opção para muitas pessoas que desejam ter seu próprio negócio. Dentre as vantagens da franquia estão a estrutura que o franqueado obtém do franqueador e a oportunidade de empreender junto a uma marca sólida no mercado. Porém, da mesma forma que existem inúmeros motivos para você investir em uma franquia, existem muitos outros motivos para você não consumar esse investimento.

Achar que não irá precisar trabalhar: uma franquia envolve o olhar e o acompanhamento atento do franqueado. Deixar a empresa nas mãos dos funcionários, é um dos caminhos mais certos para o insucesso. Fazer parte de um processo atento de implementação de franquia é um dever do franqueado. E sim! A mágica é o trabalho. A dedicação fará toda a diferença.

Fazer do seu jeito: integrar-se a uma franquia denota seguir as regras daquela rede, além de trabalhar dentro de um modelo já estruturado. Quando você compra uma franquia é preciso compreender que fará parte de algo que já foi validado, testado e alinhavado. Trata-se de uma administração já em curso; um campo onde o franqueador já sabe de antemão o que funciona e o que costuma não dar certo. Se você é tipo de pessoa que deseja ingressar em uma franquia para mudar os parâmetros, ou relativizar um perfil que gosta de fazer tudo do seu jeito, tendo em mente já saber tudo; opte por empreender por conta própria. Caso contrário você irá frustrar a si mesmo e ao franqueador.Por isso, outra dica nesse sentido é que você estude atentamente os meandros que a franquia poderá apresentar durante a sua possível jornada, como franqueado.

Escolher o negócio visando apenas o faturamento: avalie se você aprecia verdadeiramente o ramo que pleiteia atuar. Encontre um propósito, pois mesmo que você alcance patamares planejados bastante rentáveis; irá chegar o momento em que você terá consciência do lucro, mas não de que estará fazendo o que gosta. E não há nada mais desagradável do que levar uma vida fazendo o que não nos realiza, ou que não apresente de fato um sentido.

Comprar uma franquia por impulso: A coisa mais valiosa que temos é o nosso tempo, quando você age por impulso, perde o seu tempo e faz o franqueador perder o tempo dele. E tempo é dinheiro!

Se você não tem dinheiro o suficiente: Ter apenas o dinheiro do investimento informado pelo franqueador como investimento inicial; não é o suficiente. É preciso considerar uma quantia adequadamente calculada para o capital de giro da sua franquia.

Por todos esses aspectos, faz-se necessário uma pesquisa séria acerca da idoneidade, histórico, estratégias de branding, posicionamento no mercado e números positivamente expressivos no que tange a empresa, pois assim como você pode estar aflito, também existem os franqueadores alucinados para vender uma franquia, a todo custo.

Luciana Marques

Profissional de Marketing e Escritora

Foto: Pixabay