Categorias
Cultura Destaque

Conheça mais um pouco sobre o projeto “Movimento Ocupa Fazenda Engenho Novo”

 

O “Movimento Ocupa Fazenda do Engenho Novo” é uma ação popular voltada para o resgate histórico, humanitário e cultural deste que é, inegavelmente, um dos maiores monumentos material e imaterial da história de São Gonçalo. A Fazenda do Engenho Novo está localizada no bairro de Monjolos, cidade de São Gonçalo, Estado do Rio de Janeiro, cujo acesso se dá a partir da Rodovia Amaral Peixoto (RJ-104), seguindo pela Estrada José de Souza Porto, Largo da Ideia e Estrada Rio Frio.

Também nomeada como Fazenda Engenho Novo Retiro e Fazenda do Serrado ao longo do tempo, esse espaço, contendo as ruínas em estilo de casa rural dos séculos XVII e XVIII, foi tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Artístico e Cultural (INEPAC) em 1998. O local é conhecido como lote 32, e em 1993 teve suas terras desapropriadas pelo Instituto de Terras e Cartografia do Estado do Rio de Janeiro (ITERJ), órgão do Governo do Estado, dando origem ao Assentamento Rural Fazenda Engenho Novo.

O “Movimento Ocupa” tem como objetivo construir uma nova identidade para a cidade de São Gonçalo, transformando ruínas em relíquias, histórias esquecidas em memórias vivas, lembranças da cultura passada em atividades culturais de grande diversidade e interesse, enfim, realizar resgates em vários segmentos, tanto materiais quanto imateriais, essenciais para a preservação da memória. Desde setembro de 2019 as atividades educativas e sociais estão acontecendo no espaço da Fazenda Engenho Novo. A idealizadora do projeto, Daniele Gonçalves, comenta um pouco sobre a sensação de participar do Movimento.

“A sensação é da certeza de estar no caminho certo em relação a nossa historia/ancestralidade na construção da historia de São Gonçalo”

Com a crise sanitária as tarefas de pesquisa estão funcionando de maneira remota. Nesse momento, nosso objetivo central é desenvolver parcerias com as agências de fomento para transformar o espaço em local de conhecimento, tornando-o útil para a comunidade gonçalense. Dessa forma, a Fazenda Engenho Novo proporcionará cursos de capacitação nas modalidades Ead e presencial para a comunidade em diversos níveis. Em termos econômicos, a reconstrução e criação do museu atrairão muitos turistas para São Gonçalo, e aumentará a demanda de serviços e vendas de produtos na região de Monjolos e arredores. O funcionamento do espaço revitalizado possibilitará a oferta de emprego e crescimento para os comerciantes residentes. Daniele falou um pouco também sobre os projetos para este ano.

“A ideia para este ano é nos instrumentalizar em relação a Fazenda, oferecendo cursos online sobre a história da Fazenda e após a vacina atuar de maneira presencial no espaço,  oferecendo visitas guiadas e futuramente cursos para a comunidade local”

Atualmente, a Fazenda Engenho Novo, apesar de catalogada e tombada como patrimônio cultural brasileiro está abandonada e necessita urgentemente de uma intervenção em sua estrutura material. O projeto “Museu Histórico e Cultural da Fazenda Engenho Novo” tem o propósito de preservar a cultura histórica material e imaterial na cidade de São Gonçalo. A ação do “Movimento Ocupa” consiste na revitalização do espaço com a oferta de práticas educacionais para os moradores da comunidade, estudantes, e turistas. Com a revitalização da Fazenda Engenho Novo a população gonçalense terá os seguintes benefícios:

  • Aproximação dos alunos, professores e a comunidade em geral da história da fazenda e dos pesquisadores, auxiliando-os na construção da história oral e da memória local.
  • Visitas guiadas gratuitas as ruínas da Fazenda, destinada aos estudantes das redes públicas estaduais e municipais da cidade de São Gonçalo e região.
  • Promover de fato o turismo em São Gonçalo com visitas mediadas ao público em geral, trazendo a construção sociohistórica da cidade de São Gonçalo e as conexões com a diáspora africana.
  • Recuperar a história do local para além da história do Barão Belarmino Ricardo de Siqueira, visando colocar em destaque os sujeitos da história que foram esquecidos das narrativas oficiais e ressaltar a importância de se recuperar, uma vez que todos têm direito de usufruir de um meio ambiente cultural.
  • Resgatar a história e formação da população gonçalense no sentido de realizar a educação das relações étnico-raciais.
  • Investigar e resgatar junto aos sitiantes e antigos donos da fazenda, possíveis objetos históricos que fizeram parte do local para um futuro acervo do museu.
O Movimento Ocupa Fazenda Engenho Novo conta com um Podcast no Spotify Foto: Reprodução

O “Movimento Ocupa” tem o incentivo da UNEGRO e de coletivos organizados dentro do município de São Gonçalo, assim como o apoio dos residentes locais de Monjolos. As atividades serão realizadas por um grupo de moradores de São Gonçalo. Os integrantes do “Movimento Ocupa Fazenda Novo” possuem vasta experiência em educação museal, pesquisa e ações sócio assistenciais, além disso, todos são residentes do município de São Gonçalo, unânimes na consciência da importância da construção do museu para o acesso e desenvolvimento da cultura histórica da cidade.