Categorias
Brasil Educação

Educadores de todo o País são convidados a participar do Prêmio Professor Transformador

Inscrições seguem abertas até 1° de março; além de prêmios em dinheiro e da possibilidade de expor seus projetos no maior evento de Educação da América Latina – a Bett Educar -, vencedores ganharão um programa completo de treinamento em Mindfullness.

Após vivenciarem um ano totalmente atípico e desafiador, por conta da pandemia, educadores de todo o País são convidados a participar de uma iniciativa cujo objetivo também é valorizar o esforço do professor nesse período. Trata-se do Prêmio Professor Transformador, que reconhece projetos de Educação Transformadora desenvolvidos por educadores de todo o Brasil, em quatro categorias: Educação Infantil, Ensino Fundamental I, Ensino Fundamental II e Ensino Médio. As inscrições seguem abertas até 1º de março e podem ser feitas, gratuitamente, pelo site: significare.org.br/premio

O Prêmio Professor Transformador é promovido em conjunto pelo Instituto Significare, Base2edu e Bett Educar, organizadora do maior evento de Educação da América Latina – a Feira Bett Educar. Aliás, os finalistas do Prêmio (serão três em cada categoria) terão a oportunidade de expor seus projetos na edição do evento em 2021 e o vencedor (também de cada categoria) terá participação como convidado especial.

E por que participar do Prêmio Professor Transformador 2021? Confira outros motivos:

• Os primeiros colocados em cada categoria serão premiados com um treinamento completo em meditação Mindfulness, ministrado pela Mindkids, empresa idealizada pela especialista Daniela Degani, certificada pelo Mindfulness Training Institute da Inglaterra. O objetivo é proporcionar oportunidades para que também os educadores cuidem do seu equilíbrio emocional, tão necessário em meio ao atual contexto da pandemia;

• Os vencedores em cada categoria receberão troféu e prêmios em dinheiro no valor de R$ 7 mil. Já os segundos e terceiros colocados (também em cada categoria) receberão, além do troféu, prêmios no valor de

R$ 2.500,00;

• O Prêmio Professor Transformador possui ampla divulgação nos principais veículos de Educação do País, como o portal Porvir, as Revistas Direcional Escolas e Educação, o Portal Educador 21, entre outros. Trata-se, portanto, de uma importante oportunidade para dar visibilidade a práticas educacionais transformadoras e inspiradoras;

• Os autores dos 350 projetos selecionados para a etapa classificatória do Prêmio farão parte do Banco de Práticas do Instituto Significare, um espaço com acesso gratuito para educadores de todo o País, que podem consultar informações em formato de vídeo, artigos e outros materiais sobre práticas educacionais transformadoras;

• Aos 350 educadores que chegarem à etapa classificatória da premiação, também será concedido o Certificado Professor Transformador 2021 e o Selo Digital Professor Transformador, além da possibilidade de indicar alguma liderança de sua escola para receber o Certificado Liderança Transformadora.

Como se inscrever?

Pelo site significare.org.br/premio, professores de todo o País podem se inscrever para a segunda edição do Prêmio Professor Transformador. No portal, também é possível consultar o regulamento completo da premiação.

O educador pode inscrever mais de um projeto de sua autoria, aplicado em escola pública ou privada, com conclusão em 2021 ou em anos anteriores. Com essa abertura, a organização do Prêmio Professor Transformador abre possibilidade para que mais projetos sejam inscritos e inspirem outros educadores pelo Brasil a também compartilharem suas iniciativas para promover uma Educação Transformadora.
Categorias
Notícias do Jornal

Nobel de Medicina é de cientistas que pesquisaram vírus da Hepatite

Dois cientistas norte-americanos e um britânico venceram o Prêmio Nobel de Medicina de 2020 pelo trabalho na identificação do vírus da Hepatite C, que causa cirrose e câncer de fígado, anunciou o órgão que concede o prêmio nesta segunda-feira (5).

As descobertas dos cientistas Harvey Alter, Charles Rice e do britânico Michael Houghton significaram que agora existe uma chance de erradicar o vírus da Hepatite C completamente, disse o comitê.

“Antes do trabalho deles, a descoberta dos vírus das hepatites A e B foram passos críticos adiante”, disse a Assembleia do Nobel do Instituto Karolinska, da Suécia, em comunicado sobre o prêmio de 10 milhões de coroas suecas (US$ 1,1 milhão).

“A descoberta do vírus da Hepatite C revelou a causa dos casos remanescentes de hepatite crônica e tornou possível testes sanguíneos e novos medicamentos que salvaram milhões de vidas.”

Embora os prêmios Nobel estejam sendo concedidos normalmente neste ano, eles foram ofuscados pela pandemia do novo coronavírus.

A Fundação Nobel cancelou o tradicional banquete, que é a parte central das comemorações em dezembro, e entregará as medalhas e os diplomas em um evento televisivo, em vez de ao vivo em Estocolmo.

Os vencedores deste ano serão convidados para comemorar juntamente com os que vencerem em 2021, considerando que a pandemia tenha arrefecido até lá.

O Nobel de Medicina é o primeiro a ser anunciado a cada ano. Prêmios também são concedidos nas áreas de Ciência, Paz e Literatura desde 1901 e foram criados pelo empresário e inventor da dinamite Alfred Nobel.

Categorias
Alessandro Monteiro | Circuito Carioca Colunas

“Tom na Fazenda” em nova temporada no Teatro Petra Gold

Armando Babaioff e Gustavo Vaz (Foto: Renato Mangolin)

Tom na Fazenda foi agraciado com os prêmios da Associação de Críticos de Teatro de Québec, Cesgranrio, Shell, APTR, Botequim Cultural, Questão de Crítica e Cenym.  Este ano, o espetáculo vai circular pelo Canadá, Estados Unidos e França. De 3 a 12 de março, “Tom na Fazenda” cumpre temporada no Usine C, em Montreal, e, no dia 20 do mesmo mês, haverá uma apresentação no Quick Center for the Arts, em Connecticut. De 3 a 26 de julho, a peça faz parte da programação do Festival de Avignon.

A peça é baseada na obra Tom à la Farme, do autor canadense Michel Marc Bouchard. Foi numa conversa com um amigo que Babaioff tomou conhecimento do filme Tom na Fazenda (2013), adaptação da peça homônima, com direção do franco-canadense Xavier Dolan. Arrebatado pela obra, o ator começou a traduzir a peça, que aborda a inabilidade do indivíduo para lidar com o preconceito, a impotência, a violência e o fracasso.

Em cena, o publicitário Tom (Armando Babaioff) vai a uma fazenda no interior para o funeral de seu companheiro. Ao chegar, descobre que a sogra (Soraya Ravenle) nunca tinha ouvido falar dele e tampouco sabia que o filho era gay. Nesse ambiente rural e austero, Tom é envolvido numa trama de mentiras criada pelo truculento irmão (Gustavo Vaz) do falecido, estabelecendo com aquela família relações de complicada dependência. A fazenda, aos poucos, vira cenário de um jogo perigoso, onde quanto mais os personagens se aproximam, maior a sombra de suas contradições.

FICHA TÉCNICA

Texto: Michel Marc Bouchard.

Tradução: Armando Babaioff.

Direção: Rodrigo Portella.

Elenco: Armando Babaioff, Soraya Ravenle, Gustavo Vaz e Camila Nhary.

Cenografia: Aurora dos Campos.

Iluminação: Tomás Ribas.

Figurino: Bruno Perlatto.

Direção Musical: Marcello H.

Guitarras e violões: Jr Tostoi e Marcello H.

Preparação Corporal: Lu Brites.

Coreografia: Toni Rodrigues.

Programação visual: Bruno Dante.

Mídias Sociais e Contrarregra: Egídio La Pasta.

Hair Stylist: Ezequiel Blanc.

Assistente de cenografia: Manu Libman.

Assistente de figurino: Luísa Marques.

Direção de Produção: Sérgio Saboya e Silvio Batistela.

Produção executiva: Milena Monteiro.

Produção: Galharufa Produções.

Idealização: ABGV Produções Artísticas 

 

SERVIÇO

 TOM NA FAZENDA

Temporada: de 1 a 16 de fevereiro de 2020 – de sexta a domingo, às 19h30.

Local: Teatro Petra Gold – Sala Marília Pêra. Rua Conde de Bernadotte 26, Leblon. Tel.: 2529-7700.

Ingressos: R$ 70 (sexta e sábado) e R$ 80 (domingo) – meia-entrada para os casos previstos em lei.

Duração: 120 min. Lotação: 400 lugares. Classificação etária: 18 anos.

Facebook e Instagram: @tomnafazenda