Categorias
Destaque Esportes

Opinião: o Gigante da Colina precisa acordar

 

“Jogo para esquecer, “perder de 4 a 1 em casa tem que doer na gente, tem que sangrar”. Essas foram algumas das frases da entrevista de Andrey ao fim da partida e que resume muito bem o que aconteceu na noite de segunda-feira (30) em São Januário. O que se viu do Cruzmaltino foi um time bem apático dentro de campo, pouca produtividade ofensiva e muitos erros defensivos. Foi um verdadeiro passeio da equipe do Ceará, que ao contrário da equipe carioca, mostrou organização e eficiência no ataque.

Pode se dizer que foi o pior jogo do Vasco no ano. O auxiliar Alexandre Grasseli manteve o esquema que vem sendo utilizado pelo treinador português Ricardo Sá Pinto. Mas, após assistir a sua equipe fazer um primeiro tempo ruim, mexeu bastante na etapa final. Porém, as mudanças não surtiram efeito e a goleada do Ceará foi sendo construída.

A defesa vascaína que vinha mantendo uma boa fase foi um destaque bem negativo nesta partida. Mesmo com o esquema de três zagueiros e quando o time fazia a recomposição formava uma linha de cinco na defesa, o Vasco deixou muitos espaços e foi facilmente superado pelos meias e atacantes do Ceará. Ninguém se salvou na parte defensiva, jogo muito abaixo de todos.

Do meio para frente, o único que tentava alguma coisa era o Andrey, que no segundo tempo tentou comandar a saída de bola da equipe do Vasco, mas a noite era ruim dos seus companheiros. Faltou qualidade na criação do meio campo Cruzmaltino. Benítez que entrou no segundo tempo, teve poucas chances de fazer alguma coisa, até porque o meia não está 100% fisicamente. Com isso a capacidade criativa do time diminui e a bola quase não chega aos atacantes.

Agora o Vasco tem pouco tempo para se recuperar da goleada, pois na quinta-feira (3) enfrenta a equipe do Defensa y Justicia pelo jogo de volta das oitavas de final da Sul-Americana. E, mais do que nunca, a defesa vai precisar voltar a ter o bom desempenho desse início de trabalho de Sá Pinto. Se não for vazado, o Vasco passa, uma vez que empatou por 1 a 1 na Argentina, e na competição vale o gol qualificado fora de casa. O Gigante da Colina precisa acordar.

Por: Luhan Alves 

Categorias
Esportes Notícias do Jornal

Conheça o novo técnico do Vasco da Gama

O Vasco anunciou oficialmente seu novo treinador, o português de 48 anos, Ricardo Sá Pinto. Muitos, não conheciam o novo comandante do Cruzmaltino. Ele estava sem trabalhar desde que deixou o Braga, em dezembro do ano passado. O contrato será válido até o término do Campeonato Brasileiro, em fevereiro de 2021. Junto com ele chegam três profissionais: o auxiliar Rui Mota, o preparador físico João Moreira e o analista de desempenho Igor Dias.

Sua carreira como treinador começou em 2009, sendo auxiliar no União de Leiria-POR e foi diretor-técnico do Sporting-POR. Em quase dez anos como técnico de futebol, Ricardo Sá Pinto passou também pelo Estrela Vermelha-SER, OFI-GRE, Atromitos-GRE, Beleneses, Standard Liege-BEL, Légia Varsóvia-POL e Braga-POR. Ele é conhecido pelo jeito enérgico e muitas vezes explosivo dentro do gramado, cobrando bastante seus jogadores. Seu esquema de jogo favorito é 4-2-3-1.

De acordo com alguns jornalistas portugueses, o treinador tem uma personalidade forte e chega para arrumar a casa no Vasco. Alguns casos curiosos e polêmicos envolvendo o português foram justamente por ele ter esse jeito mais intenso. Em janeiro de 2010, ele foi demitido do cargo de dirigente do Sporting após trocar socos com o ex-atacante Liedson a caminho do vestiário. E em 1997, como jogador, ele cumpriu suspensão de um ano na seleção portuguesa após agredir o técnico Artur Jorge. Revoltado por ficar fora da convocação, ele invadiu o treino e acertou um soco no treinador.

Passagem pelo Braga, último clube que trabalhou

  • Melhor participação da história do clube na fase de grupos da Liga Europa, com 14 pontos.
  • Bateu o recorde de invencibilidade de times portugueses em competições europeias (13 jogos).
  • Venceu todos os jogos da fase de grupos da Taça da Liga, competição vencida após a sua saída.
  • Lançou o atacante Trincão, atualmente no Barcelona.

 Outras conquistas de Ricardo Sá Pinto

  • Copa da Bélgica 2018 (Standard de Liège)
  • Semifinalista da Liga Europa 2012 (Sporting)
  • Finalista da Taça de Portugal 2012 (Sporting)
  • Campeão da Liga Portuguesa sub-19 2011 (Sporting)

*Por Luhan Alves (estagiário), com supervisão de Alessandro Monteiro