Categorias
Destaque Rio Saúde

Rio iniciou hoje nova fase da vacinação com imunização de profissionais de saúde com mais de 60 anos

 

Começou hoje uma nova fase nova fase de vacinação contra a Covid-19, no Rio. O primeiro vacinado, na manhã desta quarta-feira, 27,  foi o médico Alfredo Moutinho, de 69 anos, que tomou a primeira dose da vacina Oxford/AstraZeneca às 8h20. Estão sendo utilizadas as duas vacinas disponíveis, a CoronaVac e a da AstraZeneca. O vacinado receberá a dose que for oferecida, não podendo escolher.

O secretário de Saúde, Daniel Soranz,  declarou , ao Bom Dia Rio, que deve anunciar nas próximas semanas o próximo grupo a ser imunizado contra a Covid-19 no Rio de Janeiro, conforme mais doses de vacinas forem liberadas. “A vacina agora não é para todo mundo, só para os profissionais de saúde com mais de 60 anos. Nas próximas semanas, conforme a gente tiver a confirmação da chegada de novas doses a gente vai anunciar qual o próximo grupo”, afirmou o secretário.

De acordo com a  Secretaria Municipal de Saúde , 56,8 mil pessoas do grupo prioritário foram imunizadas na primeira fase. Entretanto, a página “Vacinômetro”, da prefeitura carioca, aponta que na capital foram mais de 80,6 mil vacinados.

Quem vai ser vacinado nesta fase?

Profissionais de saúde com 60 anos ou mais que atuam na cidade nas redes pública e privada deverão procurar uma das 236 clínicas da família e centros municipais de saúde para tomar a vacina até o dia   3 de fevereiro.

Nesse período, também será finalizada a vacinação dos funcionários de urgência e emergência das unidades hospitalares envolvidos no atendimento à Covid-19 e dos que realizam exames da doença.

É preciso apresentar comprovante de trabalho.As seguintes categorias de profissionais com 60 anos ou mais:

  • assistentes sociais;
  • biólogos;
  • biomédicos;
  • enfermeiros;
  • farmacêuticos;
  • fisioterapeutas;
  • fonoaudiólogos;
  • funcionários do sistema funerário que tenham contato com cadáveres potencialmente contaminados;
  • médicos veterinários e seus respectivos técnicos e auxiliares;
  • médicos;
  • nutricionistas;
  • odontólogos;
  • profissionais de educação física;
  • psicólogos;
  • terapeutas ocupacionais

Ressaltando que, por enquanto, a população não deve procurar os postos de saúde porque a vacinação está restrita aos profissionais de saúde e a grupos específicos.

 Foto: Reprodução TV