Categorias
Cultura Fica a Dica Rio

Chega às plataformas digitais o projeto audiovisual “Samba de Verão – Sol” de Diogo Nogueira

Gravado no dia 26 de novembro, dentro de uma balsa no mar da Baía da Guanabara, num palco de 500 m², numa Marina em Niterói, com a vista privilegiada do Rio de Janeiro e a silhueta das montanhas da cidade ao fundo, Diogo Nogueira apresenta seu novo projeto: “Samba de Verão.

O projeto terá lançamento de não um, mas três álbuns diferentes: “Sol” – que está saindo agora “Céu” e “Lua”, com as participações especiais de Zeca PagodinhoGrupo Fundo de Quintal e ainda um momento especial do Diogo apresentando cinco partideiros da nova geração do samba.

Todo o projeto audiovisual foi gravado em um único dia, sendo o álbum “Sol”, do início da tarde até o pôr do sol; o álbum “Céu pegando o final da tarde e início da noite, e o álbum “Lua” gravado totalmente na parte da noite.

Produzido por Rafael dos Anjos e Alessandro Cardozo, cenografia de Zé Carratu, Direção de imagem de Bruno Murtinho, e com uma big band formada por 15 músicos, o primeiro álbum “Samba de Verão – Sol” chega trazendo oito faixas. Diogo vem com músicas inéditas, algumas de sua própria autoria, além de sambas garimpados a dedo por ele nas rodas de samba e uma homenagem especial para a querida Beth Carvalho.

O álbum abre com um convite para todo mundo sambar no contagiante pot-pourri das músicas ”Divino e Natural”(Adriano Ribeiro, Saulinho e Marquinho PQD), ”Hoje tem Samba” (Sombrinha, Arlindo Cruz e Maurição) e ”Bom Ambiente” (Jairo e Luis Carlos do Cavaco), importantes sambas das décadas de 80 e 90. Na sequência, a inédita ”Ouro da Mina” (Claudemir, Rafael Delgado, Rodrigo Leite e Cauíque), forte concorrente a ser uma das músicas de trabalho do projeto.

Os momentos emocionantes ficam a cargo da versão de Diogo Nogueira para o clássico ”Andança” (Danilo Caymmi, Edmundo Souto e Paulinho Tapajós), que lançou a cantora Beth Carvalho, e da participação especialíssima do Grupo Fundo de Quintal nos sambas ”Fada” (Mário Sergio e Luiz Carlos da Vila) e ”Cheiro de Saudade” (Sereno e Mauro Diniz), um dos últimos registros do querido Ubirany, com seu repique e sua caixinha, ambos inventados por ele.

Outro destaque do álbum “Sol” é a contagiante “Bota pra Tocar Tim Maia”, de autoria do Diogo Nogueira com seus parceiros Rodrigo Leite, Cauíque, Marcio Alexandre e Marcelinho Moreira, que já está tocando nas rádios de todo o Brasil.

O álbum conta ainda com a participação de cinco partideiros da nova geração do samba: Juninho ThybauGabrielzinho do IrajáMosquitoMingo e Baiaco, no medley ”Pretas, Brancas e Morenas” (João Martins, Juninho Thybau, Luciano Bom Cabelo e Paulo Henrique/PH Mocidade), ”É Lenha” (Nego Álvaro, Mingo Silva e Mosquito) e “Amor Verde e Rosa” (Mingo Silva).

No final do DVD destaque para mais uma inédita ”Fera Destemida” (Inácio Rios e Ramon Ramos) e para o medley com ”Verdadeira Chama” (André Rocha e Flávio Cardoso), “Nos pagodes da vida” (Roberto Serrão e Guilherme Nascimento) e ”Sorriso Aberto” (Guará), gravado originalmente por Jovelina Pérola Negra.

Em fevereiro será a vez do lançamentodo álbum “Céu”, também com inéditas e sambas antológicos, e o destaque é para a participação especial de Zeca Pagodinho, cantando a primeira música que compôs e foi gravada pelo Fundo de Quintal, chamada“Amarguras”. E em março, o lançamento do álbum “Lua”, integralmente gravado na parte da noite, completa a trilogia.

“Samba de Verão – Sol” você assiste no canal do Diogo no YouTube (diogo.no/youtube) e o áudio você ouve em todas as plataformas digitais.

Músicas:

1 – “Divino e Natural” (Adriano Ribeiro, Saulinho, Marquinho PQD), “Hoje tem Samba” (Sombrinha, Arlindo Cruz, Maurição) e “Bom Ambiente” (Jairo e Luis Carlos do Cavaco)

2 – “Ouro da Mina” (Claudemir, Rafael Delgado, Rodrigo Leite e Cauíque)

3 –“Pretas, Brancas e Morenas” (João Martins, Juninho Thybau, Luciano Bom Cabelo e Paulo Henrique/PH Mocidade), “É Lenha” (Nego Álvaro, Mingo Silva, Mosquito) e “Amor Verde e Rosa” (Mingo Silva) – participação de Juninho Thybau, Gabrielzinho do Irajá, Mosquito, Mingo e Baiaco

4 – “Fada” (Mário Sergio e Luiz Carlos da Vila)e“Cheiro dSaudade” (Sereno e Mauro Diniz) –participação do Fundo de Quintal

5 – “Bota Pra Tocar Tim Maia” (Diogo Nogueira, Rodrigo Leite, Cauíque, Marcio Alexandre e Marcelinho Moreira)

6 – “Andança” (Danilo Caymmi, Edmundo Souto e Paulinho Tapajós)

7 – “Fera Destemida”(Inácio Rios e Ramon Ramos)

8 – “Verdadeira Chama” (André Rocha e Flávio Cardoso), Nos Pagodes da Vida” (Roberto Serrão e Guilherme Nascimento) e “Sorriso Aberto” (Guará)

Banda:

Voz – Diogo Nogueira

Violão e direção musical – Rafael dos Anjos

Cavaco – Henrique Garcia

Contrabaixo – Marquinhos dos Santos

Teclado – Pedro Santos

Bateria – Gordo Batera

Surdo – Alison Maninho

Percussão – Wilsinho Baltazar

Percussão – J. Chiclete

Percussão – Marechal

Coro – Andrea Beat

Coro – Alan Soulza

Trompete – Vander Nascimento

Trombone – Fabiano Segalote

Sax tenor – Edu Neves

Sax tenor e Flauta – Dudu Oliveira

Ficha Técnica:

Direção geral – Afonso Carvalho e Diogo Nogueira

Direção de vídeo – Bruno Murtinho

Direção musical – Rafael dos Anjos e Alessandro Cardozo

Direção de fotografia e lighting designer: Arthur Farinon

Cenário: Zé Carratu

Mixagem e mastertização: Roberto Junior

Engenheiro de gravação de áudio – Luiz Carlos T.Reis

Direção de marketing – Anita Carvalho

Figurinos – Rogério S.

Edição de imagens e color grading – Humberto Junior

Direção de produção – Fernando Campos

Coordenação de Produção – Clarisse Nogueira

Realização – Música e Mídia

Distribuição digital – Altafonte

Equipe de Marketing

Direção de Marketing: Anita Carvalho

Coordenação de marketing – Eduardo Machado

Assistente de marketing – Bianca Mansur

Branding – Roberta Senna

Gravado no Espaço Froes, Niterói, RJ, em 26 de novembro de 2020.

Categorias
Alessandro Monteiro | Circuito Carioca Colunas Destaque

Bar do Zeca Pagodinho está de volta

O Bar do Zeca Pagodinho está de volta com seus dias de samba e seguindo todos os protocolos e recomendações das autoridades da saúde, garantindo a segurança de todos os seus clientes, funcionários e artistas neste período de pandemia.

A entrada só é permitida com uso de máscaras e o Bar disponibiliza álcool em gel na recepção, toillets e balcões. As mesas, além de contarem também com álcool em gel, são higienizadas a cada troca de cliente que têm a temperatura medida na entrada do shopping. Os consumidores podem acessar, em seus lugares, o cardápio digital diretamente da tela de seus smartfones, através de ‘QR Code’.

Ainda seguindo as orientações sanitárias, a pista de dança foi, provisoriamente, fechada e, para que todos possam manter o distanciamento social, o estabelecimento está com sua capacidade reduzida em 50%.

PROGRAMAÇÃO BAR DO ZECA PAGODINHO – DE 27 a 01/11

TERÇA-FEIRA: 27/10

Chapola: Tocar clássicos do samba e da MPB, sempre buscando a alquimia dos batuques e influências marcantes do choro, jazz, balanço e funk é marca registrada deste artista que traz em seu repertório o ecletismo, que impressiona várias tribos. Chapola traz, sem perder o swing, uma irreverência do som do samba ao misturar sucessos de Zeca Pagodinho, Martinho da Vila e Cartola com suas músicas autorais que já estão na boca do povo como, “Paixão Verdadeira”, “Decido Ser Feliz”, entre outras. O “Samba do Chapola” é formado por Chapola (voz e cavaquinho), Albert Malandre (baixo), Alex Abreu (violão), Dudu do Salgueiro, Thiago Orega e Ricardinho (percussão).

Show: 20h30min

Couvert Artístico: R$ 25,00

QUARTA-FEIRA: 28/10

Arlindinho: Nascido em berço de bamba, o cantor e compositor, a cada dia conquista mais prestígio em sua carreira. Com um repertório vasto, Arlindinho apresenta, no Bar do Zeca Pagodinho, músicas de sucessos como, “Filho Meu”, “Um Lindo Sonho”, “Você é o Espinho e Não a Flor”, “O Show Tem Que Continuar”, “Bom Aprendiz”, “Meu Caminho” e outros.

Show: 20h30min

Couvert Artístico: R$ 25,00

QUINTA-FEIRA: 29/10

Dose Certa: O grupo mistura a malemolência da batucada paulistana com suingue carioca. Em seus shows, Dose Certa apresenta um repertório de grandes nomes como, Beth Carvalho, Monarco, Almir Guineto, Péricles, Moacyr Luz, Martinho da Vila, Bezerra da Silva e muitos outros. Dose Certa é formado por: Vitor Da Candelária (percussão), Gabriel Teixeira (vocais e banjo) e Alemão do Cavaco (cavaquinho e arranjos).

Show: 20h30min

Couvert Artístico: R$ 25,00

SEXTA-FEIRA: 30/10

Abel Luiz: Atua no cenário musical como compositor, arranjador, diretor musical e multi-instrumentista. O músico teve iniciação no cavaquinho com o avô, frequentando rodas de choro, sambas, batuques, serestas, serenatas e bailes nos subúrbios do Rio de Janeiro. Já se apresentou ao lado de Délcio Carvalho, Dona Ivone Lara, Almir Guineto, entre outros. É um dos fundadores do grupo Samba do Trabalhador e coordenador musical do Bloco Carnavalesco Loucura Suburbana, que reúne ações de cultura, carnaval e saúde mental.

Paulão Sete Cordas e Júlio Estrela: Produtor musical, arranjador e violonista, Paulão se apresenta com o cantor Júlio Estrela, interpretando os grandes clássicos de Candeia, Nelson Cavaquinho, Cartola e sucessos de Zeca Pagodinho, Martinho da Vila, Jorge Aragão, Wilson Moreira, Zé Keti e muitos outros. No show, além de contar com a participação de Júlio Estrela (voz), Paulão será acompanhado por, Binho (Cavaquinho), Rodrigo de Jesus (pandeiro), Jagunço (tantan) e Alex Almeida (surdo).

Shows: 18h / 20h30min

Couvert Artístico: R$ 25,00

SÁBADO: 31/10

Filhos da Guanabara: O Grupo Filhos da Guanabara leva para sua apresentação uma experiência rara às rodas de samba. Com seu repertório bem selecionado, canta sambas de grandes mestres como, Candeia, João Nogueira, Luiz Carlos da Vila, Arlindo Cruz, Zeca Pagodinho entre outros. Filhos da Guanabara é formado por: Serafim (vocal e Banjo), Dani Coimbra (vocal e Ganzá), Martan Marques (tantan) e Rodrigo Val (Pandeiro).

Grupo Arruda: Com 15 anos de carreira, o grupo apresenta ao público um repertório com uma mistura de clássicos e músicas autorais. O Arruda é formado por: Maria Menezes (vocal) Gustavo Palmito (repique mão e percussão), Fabão Araújo (surdo), Marcelinho (tantan), Anderson Popó (percussão geral), Nego Josy (voz e pandeiro), Vitor Budóia (violão) e Armandinho do Cavaco (cavaquinho).

Nando do Cavaco: Cavaquinista há mais de 30 anos, Nando já acompanhou diversos shows de grandes nomes da música, como, Jorge Aragão, Monarco, Beth Carvalho. Com seu repertório amplo, o músico recorda sambas que fizeram história e sucessos que vão desde chorinhos clássicos até os sambas atuais.

Shows: 12h30min/ 16h30min / 20h30min

Couvert Artístico: R$ 25,00

DOMINGO: 01/11

Feijoada do Leandro Sapucahy: O cantor, compositor e produtor foi influenciado pelos pais que eram apaixonados pela Música Popular Brasileira. Leandro Sapucahy cresceu ouvindo Roberto Ribeiro, João Nogueira, Moreira da Silva. No show, apresenta sucessos da carreira como, “Favela Fashion Week”, “Efeito Amor”, “Cuca Quente” e outros.

Abertura/ Samba do Gota: O Samba do Gota vem ganhando destaques por suas apresentações marcantes, com muito samba de raiz, pagode retro e sucessos da atualidade. Sua formação atual é: Gota (cavaquinho), Júlio (pandeiro), Maiquinho (percussão geral) e Beto (violão).

SERVIÇO:

BAR DO ZECA PAGODINHO

Endereço: Av. das Américas, 8585 – Shopping Vogue Square – Barra da Tijuca

Telefone: (21) 3030-9097

Couvert Artístico: R$ 25,00

Horários de Funcionamento:

Terça à Sexta: 17h às 0h30min

Sábados: 12h às 0h30min

Domingos: 12h às 0h

Capacidade: 50% do público

Faixa etária: 18 anos

Aceita todos os cartões de débito e crédito

OBS: *Não fazemos reservas de mesas

* Entrada somente com máscaras

Categorias
Fica a Dica Rio

BAR DO ZECA PAGODINHO REABRE COM MUITO SAMBA E SEGURANÇA

Após ficar alguns meses fechado devido à pandemia, o Bar do Zeca Pagodinho reabre nesta quinta-feira (08/10), a partir das 17h, seguindo todas as orientações e normas de saúde dos órgãos competentes para que funcionários, artistas e clientes tenham total segurança.

A reabertura faz parte da fase 6B do cronograma de flexibilização autorizado pela prefeitura que permite a música ao vivo e limita em 50% a capacidade de público, sem pista de dança.

No local, só será permitida a entrada com máscaras, todos terão a temperatura medida. A casa disponibilizará álcool em gel na recepção, nas mesas, nos toilettes e os pedidos serão feitos apenas nas mesas para que seja mantido o distanciamento social.

Para quem estava com saudade de uma boa música, uma deliciosa comida de ‘boteco’ preparada pelo chef de gastronomia, Toninho do Momo, e de um bom drink feito pelo chefe de coquetelaria, Dom Colômbia, é hora de se alegrar, o Bar do Zeca Pagodinho está de volta.

Confira abaixo as próximas atrações:

Quinta-feira: 08/10

Baile do Pato:  O cantor mostra ao público um repertório repleto de sucessos de pagodes que marcaram os anos 90 até os atuais.

Show: 20h30min

Couvert Artístico: R$ 25,00

Sexta-feira: 09/10

JP Silva: Cantor e compositor, considerado uma das vozes mais potentes da nova geração de sambista, JP apresenta clássicos do samba, MPB, choros e canções autorais.

Paulão 7 Cordas e Júlio Estrela:  Produtor musical, arranjador e violonista se apresenta com o cantor Júlio Estrela, cantando os grandes clássicos de Candeia, Nelson Cavaquinho, Cartola, além de diversos sucessos de Zeca Pagodinho, Martinho da Vila, Jorge Aragão, Wilson Moreira, Zé Keti e muitos outros.

Shows: 18h30min/ 20h30min

Couvert Artístico: R$ 25,00

Sábado: 10/10

Juninho Thybau:  Considerado um dos maiores cantores e compositores da geração nobre do gênero, Juninho Thybau traz no sangue o amor pela música, em especial, pelo samba com uma trajetória respeitável dentro dos lugares mais conceituados. Ele apresenta sambas autorais e sucessos de artistas consagrados como, Zeca Pagodinho, Arlindo Cruz , Fundo de Quintal, entre outros.

Grupo Arruda: Com 15 anos de carreira, o grupo apresenta ao público um repertório com uma mistura de clássicos e músicas autorais, além de releituras de grandes pérolas do samba e da MPB.

 Roberta Espinosa: Nascida e criada no Méier, Roberta Espinosa é uma das mais novas vozes ligadas ao samba. A cantora apresenta um repertório com o melhor do pagode gravados por grupos como, Só Pra Contrariar, Molejo, Os Travessos, Revelação e sambas atuais conhecidos nas vozes de grandes cantores entre eles, Mumuzinho, Péricles, Ferrugem entre outros

Shows: 12h30min/ 16h30min / 20h30min

Couvert Artístico: R$ 25,00

Domingo: 11/10

Feijoada do Sapucahy:  O cantor, compositor e produtor foi influenciado pelos pais que eram apaixonados pela Música Popular Brasileira. Leandro Sapucahy cresceu ouvindo Roberto Ribeiro, João Nogueira, Moreira da Silva.  No show, apresenta sucessos da carreira como, Favela Fashion Week, Efeito Amor, Cuca Quente entre outros.

Abertura/ Samba do Gota: Da paixão pelo samba e de uma enorme vontade de levar alegria através da música, nasceu o Samba do Gota, que vem ganhando destaques por suas apresentações marcantes, carismáticas e com músicos talentosos. Além de muito samba de raiz, pagode retrô e sucessos da atualidade.

 Shows: a partir das 14h

Couvert Artísitico:R$ 25,00

SERVIÇO:

BAR DO ZECA PAGODINHO

Endereço:Av. das Américas, 8585 – Shop. Vogue Square –Barra  da Tijuca

Telefone: (21) 3030-9097

Couvert Artístico: R$ 25,00

Horários de Funcionamento:

Terça à Quinta: 17h às 0h30min

Sexta: 17h às 0h30min

Sábado: 12h às 0h30min

Domingo:12h às 0h

Capacidade: 50% do público

Faixa etária: 18 anos

Aceita todos os cartões de débito e crédito

OBS: *Não fazemos reservas de mesas

         * Entrada somente com máscaras

Categorias
Cultura Destaque

Projeto Sambabook Lives recebe Jorge Aragão

A celebração está no gene da criação do Sambabook, projeto que nasceu para reverenciar e colocar o samba e seus criadores em lugar de excelência, sob o ponto de vista artístico, musical e educativo. Para dar início às comemorações pelos 10 anos do projeto, em 2021, a Musickeria preparou um aquecimento especialíssimo: no próximo dia 31 de julho, Jorge Aragão comanda uma live dentro do projeto Sambabook Live, que será transmitida pelo canal oficial do Sambabook no YouTube, com patrocínio da Cerveja Original e Telhanorte.