Categorias
Brasileiro com muito Orgulho Notícias do Jornal

Zico: um dos maiores ídolos de todos os tempos

 

Arthur Antunes Coimbra nasceu no dia 03 de março de 1953 no Rio de Janeiro. Para os amantes do futebol esse nome é bem conhecido, todos os conhecem como Zico. É oriundo de uma família de craques, entre eles Edu, que jogou no América nos anos 60 e 70. O Galinho de Quintino, como também é chamado, é o maior jogador de todos os tempos do Clube de Regatas do Flamengo.  Atualmente é diretor técnico do Kashima Antlers, clube do Japão em que jogou e esteve na direção por um bom tempo.

Zico chegou ao Flamengo nos anos 70 e fez história no clube. Pelo rubro-negro carioca ele marcou 508 gols (maior artilheiro do clube) em 730 partidas disputadas entre 1972 e 1989. O franzino e pequeno carioca foi submetido a um trabalho especial para fortalecer sua musculatura e assim ganhar realmente chance no time profissional.

Habilidoso, Zico era um meia diferenciado. Ótimo cobrador de faltas, preciso nos arremates, driblador e bom lançador, ele se tornou um dos maiores craques do Brasil nos anos 70 e 80. O craque conquistou sete vezes o título Estadual (1972, 1974, 1978, 1979, 1979 Especial, 1981 e 1986), três vezes o Campeonato Brasileiro (1980, 1982 e 1983), a Copa União (1987), além da Libertadores da América (1981) e do Mundial Interclubes (1981).

Zico levantando a taça do Mundial de 1981 diante do Liverpool Foto: Reprodução/Duda Oliveira

Na Seleção Brasileira jogou entre os anos de 1976 e 1986, marcando 67 gols em 89 partidas. Disputou três copas do mundo, em 1978 na Argentina, em 1982 na Espanha e em 1986 no México, mas não levantou nenhuma taça. Muitos entendem que Zico é um “injustiçado” por não ter um título mundial com a seleção. Em 1982, ele esteve bem perto da conquista, mas o Brasil, que era sensação do Mundial da Espanha, foi derrotado pela eficiente Itália do implacável Paolo Rossi, autor dos três gols da Azzurra na vitória por 3 a 2.

Fora dos gramados, Zico esteve atuando em bastante coisa. Além de ter um cargo no Kashima, ele já foi treinador da Seleção do Japão e do Iraque, treinou o Al-Gharafa, do Catar e já atuou como Diretor de futebol do Flamengo em 2010. Ele também foi comentarista do Esporte Interativo e atualmente conta com um canal no Youtube chamado “Canal Zico 10”, onde conta histórias de suas conquistas no futebol e recebe diversos convidados para um bate papo descontraído.

Apesar de ser o maior ídolo do Flamengo, Zico conquistou com seu carisma e representatividade dentro e fora dos gramados, a idolatria e o reconhecimento de muitos brasileiros. Ele merece todas as homenagens e o carinho de todos.

Luhan Alves (Com supervisão de Claudia Mastrange)